Filmes por gênero

MOTIM A BORDO (1958)

The decks ran red
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O terror do mar (Portugal)
La vengeance des mutins (França)
Infamia sul mare (Itália)
Mörder an bord (Alemanha)
Farornas skepp (Suécia)
Kuolema kulkee kannella (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Aventura, Drama
Direção: Andrew L. Stone
Roteiro: Andrew L. Stone
Produção: Andrew L. Stone, Virginia L. Stone
Fotografia: Meredith M. Nicholson
Edição: Virginia L. Stone
Efeitos Sonoros: Philip Mitchell
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1960

Elenco

James Mason Capt. Edwin Rummill
Dorothy Dandridge Mahia
Broderick Crawford Henry Scott
Stuart Whitman Leroy Martin
Katharine Bard Sra. Joan Rummill
Jack Kruschen Alex Cole
Hanna Landy Doris Belger
John Gallaudet 'Bull' Pringle
Barney Phillips Karl Pope
David Cross Mace
Hank Patterson Sr. Moody
Harry Bartell Tom Walsh
Joel Fluellen Pete
Guy Kingsford Jim Osborne
Jonathan Hole Sr. Adams
Harlan Warde Vic
Joel Marston Russ Henderson
Ed Hinton Mansard
Marshall Kent Sammy
Robert Christopher Marinheiro
Art Lewis Marinheiro

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Ao lado da costa da Nova Zelândia, o capitão de um cargueiro americano, o S.S. Berwind, morre inesperadamente. Enquanto isso, o luxuoso S.S. Mariposa atraca em Los Angeles, onde o primeiro oficial, Edwin B. Rumill, recebe um inesperado telefonema de sua esposa, Joan, pedindo-lhe para que se encontre com ela imediatamente. Ao lado dela, encontram-se representantes da Companhia de Navegação, que oferecem a Edwin o comando do S.S. Berwind, desde que ele parta para a Nova Zelândia imediatamente.

Apesar dos protestos de Joan, que acredita que o novo cargo vai trazer muita tensão para sua vida familiar, Edwin aceita a promoção depois de saber que o primeiro oficial do S.S. Berwind, o Sr. Moody, está muito velho para assumir o comando. Enquanto aguardam seu novo capitão, Henry Scott e seu parceiro Leroy Martin, dois membros da tripulação, decidem provocar um motim, matar os tripulantes e entregar o navio por uma enorme recompensa. Apesar dos protestos de Leroy, Scott procura o marinheiro Mace, um criminoso, para participar de seu esquema.

Ao chegar à Nova Zelândia, Edwin é recebido pelo oficial Alex Cole, que o informa que Moody e muitos membros da equipe estão ressentidos com sua nomeação. Quando lhe é dito que vão precisar de um cozinheiro e de um comissário de bordo, antes de partirem, Edwin recebe informações de um cozinheiro maori, mas se mostra consternado ao tomar conhecimento de que ele insiste em levar sua esposa. No entanto, consciente de que o navio parado gera prejuízos, ele relutantemente concorda com a proposta recebida. Logo após o cozinheiro, Pete, e sua esposa, Mahia, chegarem a bordo, Edwin percebe seu erro de julgamento, pois a presença da mulher provoca uma tensão indesejável na tripulação. Mais tarde, Leroy aborda Mahia na frente de Pete, que se mostra impotente para defender a honra de sua esposa, enquanto os homens olham maliciosamente para ela.

Uma vez no mar, Mace se recusa a ajudar a assassinar a tripulação, fazendo com que Scott e Leroy ameacem jogá-lo ao mar. Scott diz a Mace que pretende agitar a equipe para que sejam registradas provas de tensões crescentes e de um eventual motim. Dias depois, Moody morre e o ressentimento da equipe contra Edwin cresce. Mais tarde, quando um ciumento Pete ataca Leroy por suas contínuas cantadas em Mahia, Edwin ordena que o cozinheiro fique preso em seus aposentos. Frustrado pela contínua resistência de Mace em incitar o pânico entre a tripulação, Scott ratifica sua ameaça e, juntamente com Leroy, o lança ao mar tarde da noite. Seu desaparecimento tem o efeito desejado de inquietar a equipe, principalmente, Edwin. No dia seguinte, Scott e Leroy procuram Edwin e lhe dizem que os tripulantes estão ameaçando usar de violência para libertarem Pete.

Embora cada membro da tripulação seja questionado sobre o desaparecimento de Mace, Edwin não consegue maiores informações, mas percebe que as tensões não são tão severas quanto descritas por Scott. No final da noite seguinte, Scott procura vários membros da tripulação numa tentativa de convencê-los de que Edwin tem se mostrado um comandante incapaz e que eles devem se juntar para libertarem o cozinheiro. Quando vários marinheiros acusam Scott de coação e de assassinar Mace, ele e Leroy destroem a sala de rádio, cortando o serviço de comunicação.

Acreditando que toda a tripulação planeja se revoltar, Edwin e os outros oficiais ficam desconcertados quando descobrem que a maioria de seus homens se recolheu em suas cabines. Scott diz a Leroy que eles devem prosseguir com seu plano e, ao chegarem à casa de máquinas, matam os quatro engenheiros. Pouco depois de descobrirem que a sala de rádio foi vandalizada e, não recebendo resposta da casa de máquinas, Edwin e Cole encontram os engenheiros assassinados e param o S.S. Berwind. Em seguida, Edwin solta Pete e reúne seus tripulantes, ocasião em que vários deles expressam sua suspeita de que Scott e Leroy são responsáveis pelos assassinatos.

Quando os oficiais aconselham Edwin a evacuar a tripulação em botes salva-vidas por uma questão de segurança, ele hesita, preocupado que armados, Scott e Leroy possam disparar contra os homens indefesos. De qualquer forma, cuidadosamente, eles sobem até o convés e, ao chegarem lá, Scott grita para eles dizendo que matará Mahia a menos que todos abandonem o navio imediatamente. Edwin concorda, embora planeje nadar de volta ao navio.

Pouco antes do amanhecer, Edwin retorna ao S.S. Berwind, onde Mahia lhe informa que os criminosos foram para a sala de máquinas. Quando Edwin se dirige para lá, Leroy retorna e ela, depois de distraí-lo, o mata com sua própria pistola. Enquanto isso, depois de uma ferrenha luta, Edwin consegue matar Scott e, finalmente, salvar sua tripulação.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta Andrew L. Stone, “Motim a Bordo” é um drama produzido pela Andrew L. Stone Productions em 1958. Sua trama conta a história de dois marinheiros criminosos que provocam um motim a bordo de um navio mercante, contra seu novo capitão e o restante da tripulação, na esperança de serem posteriormente bem recompensados como os salvadores da embarcação.

Partindo de um roteiro muito bem construído, a direção de Stone é razoavelmente boa. Merece ainda ser destacada a fotografia em preto e branco assinada por Meredith M. Nicholson.

No elenco, Dorothy Dandridge brilha no papel de Mahia, a esposa do cozinheiro, seguida pelas boas atuações de James Mason, Broderick Crawford e Stuart Whitman.

CAA