Filmes por gênero

NO SUL DO PACÍFICO (1958)

South Pacific
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Ao sul do Pacífico (Portugal)
Al sur del Pacífico (Espanha)
Süd Pazifik (Alemanha)
Déltenger (Hungria)
Poludniowy Pacyfik (Polônia)
Juzni Pacifik (Iugoslávia)
Южен Пасифик (Bulgária)
Юг Тихого океана (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Musical, Romance, 2ª Guerra Mundial
Direção: Joshua Logan
Roteiro: Paul Osborn
Produção: Buddy Adler, Richard Rodgers, George P. Skouras
Música Original: Alfred Newman
Direção Musical: Ken Darby
Fotografia: Leon Shamroy
Edição: Robert L. Simpson
Direção de Arte: Lyle R. Wheeler, John DeCuir
Figurino: Dorothy Jeakins
Guarda-Roupa: Reeder P. Boss, Norma Brown
Maquiagem: Ben Nye, William Buell, Allan Snyder
Efeitos Sonoros: Fred Hynes, Joseph I. Kane, Harry Bavaird e outros
Efeitos Especiais: Bill Middlemas
Efeitos Visuais: L.B. Abbott, Emil Kosa Jr.
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1960

Elenco

Rossano Brazzi Emile De Becque
Mitzi Gaynor Guarda Marinha Nellie Forbush, USN
John Kerr Tenente Joseph Cable, USMC
Ray Walston Luther Billis
Juanita Hall Bloody Mary
France Nuyen Liat
Russ Brown Capitão Brackett, USN
Jack Mullaney O Professor
Ken Clark Stewpot
Floyd Simmons Comandante Harbison, USN
Candace Lee Ngana, filha de Emile
Warren Hsieh Jerome, Filho de Emile
Tom Laughlin Tenente Buzz Adams
Richard H. Cutting Almirante Kester
Buck Class Piloto
Richard Kiser Piloto
Joan Baker Enfermeira
Diane Reid Enfermeira
Phyllis Butcher Enfermeira
Dian Goodman Enfermeira
Lee Thomas Marinheiro
John Chasey Marinheiro
Mark Pinkston Marinheiro

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Fred Hynes)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Leon Shamroy)

Oscar de Melhor Trilha Sonora (Alfred Newman, Ken Darby )

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Musical/Comédia

Prêmio de Melhor Atriz em um Musical ou Comédia (Mitzi Gaynor)

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (France Nuyen)

Prêmios Grammy, EUA

Grammy de Melhor Trilha Sonora (Alfred Newman)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Entretenimento

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de um Musical Americano (Paul Osborn)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1943, o tenente da Marinha Joseph Cable chega em seu avião às Ilhas Solomon, onde os Estados Unidos estabeleceram diversas Bases em preparação para uma invasão do Japão, através da Nova Guiné e Pacífico Sul. Ao aterrissar, ele encontra Luther Billis, um marinheiro, tentando negociar com Bloody Mary, uma comerciante que controla o comércio local.

Ao chegar ao quartel general, Joseph informa o capitão George Brackett, comandante da Base, que ele foi enviado para estabelecer uma cabeça de praia no território japonês, ao longo da costa, a fim de observar os movimentos dos navios inimigos. Para tanto, ele espera contar com o auxílio de Emile De Becque, um misterioso plantador francês que conhece a fundo a área.

Numa reunião convocada por Joseph para esboçar seus planos, Emile se sente atraído pela bela enfermeira Nellie Forbush. No final, superando sua timidez, ele declara seu amor por ela, a quem confidencia que, anos antes, ele matou um valentão em sua cidade natal, na França, e se viu obrigado a fugir. Ao tomar conhecimento do relacionamento de Nellie com Emile, o capitão a convoca para comunicar-lhe sua política sobre relacionamentos amorosos envolvendo estrangeiros. Ao perceber que ela desconhece o casamento anterior de Emile e a existência das crianças resultantes dessa união, Joseph aconselha Nellie a esquecer seu francês. Por outro lado, quando o capitão tenta alistar Emile na missão de Joseph, ele afirma que tem muito a perder e que sua experiência com o valentão de sua terra o tornou precavido.

Para aliviar o desapontamento de Joseph, o capitão sugere que ele relaxe e, pouco tempo depois, o tenente segue em um barco com Billis para a ilha de Balai Ha'i. Ao chegarem lá, enquanto os outros observam a cerimônia do dente de javali, Bloody Mary apresenta Joseph à sua filha, Liat, e ele se sente imediatamente enfeitiçado pela beleza da exótica jovem de dezenove anos. Mais tarde, ao ter que retornar ao seu barco, Joseph a beija apaixonadamente e sai atordoado.

Enquanto isso, na propriedade de Emile, uma festa em homenagem à Nellie está terminando, e depois que os convidados se despedem, ele finalmente a apresenta a seus filhos, meio polinésios, Ngana e Jerome. Horrorizada ao tomar conhecimento de que Emile fora casado com uma mulher polinésia, Nellie pede desculpas e se retira.

Algum tempo depois, quando Joseph retorna à Balai Ha'i para ver Liat, Bloody Mary menciona que um rico plantador francês expressou interesse em se casar com sua filha. Como um gesto de amor, ele presenteia Liat com um precioso relógio de bolso, que pertencera a seu avô, mas ao afirmar que nunca será capaz de se casar com a jovem, Bloody Mary tira o relógio das mãos da filha e o devolve a Joe.

Quando as festas de comemoração do dia de Ação de Graças se aproximam, Nellie, a estrela e coreógrafa dos eventos, tem dificuldade em se concentrar e, durante um ensaio, ela cai em lágrimas e solicita sua transferência. O capitão Brackett convence-a a reconsiderar sua intenção e, no dia das festas, quando tudo ocorre como planejado, ela recebe flores e uma mensagem de Emile e, ao deixar o palco, encontra Joseph, que acabara de se recuperar de uma malária.

Reconhecendo que ambos estão sofrendo por amores perdidos, Joseph confidencia que, durante sua doença, ele não parou de pensar em Liat. Quando ele se pergunta por que se vê incapaz de se casar com a jovem, Nellie lhe diz que ambos precisam voltar para casa, para o meio de sua gente. Pouco depois, Emile aparece de repente e Nellie lhe diz que, seu apego às suas raízes, a impede de se casar com ele. Joseph, ao contrário, decide desafiar as convenções e permanecer na ilha com Liat. Sem ter nada a perder, Emile decide se juntar a Joseph em sua missão.

Depois de montarem um posto de observação nas colinas, Joseph e Emile começam a transmitir informações sobre as posições do inimigo. Duas semanas depois, os aviões de guerra dos EUA, guiados pelos relatórios inestimáveis dos dois, empreendem, com sucesso, vários bombardeios contra as forças japoneses. Preocupada com a segurança de Emile, Nellie escuta ansiosamente suas transmissões, e ao tomar conhecimento de que Joseph foi morto, ela percebe que ainda ama Emile e reza por seu retorno seguro. Para seu consolo, ela procura os filhos de Emile e, ao cantar uma de suas canções francesas favoritas, ele retorna à sua casa e os dois se cumprimentam ternamente.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Joshua Logan, a partir de um roteiro escrito por Paul Osborn, “No Sul do Pacífico” é um filme norte-americano produzido pela South Pacific Enterprises, Inc. Production em 1958. Sua trama, baseada na peça "Tales of the South Pacific", de James A. Michener, conta a história de amor entre uma jovem enfermeira da Marinha norte-americana, Nellie Forbush, e um fazendeiro francês, quando da 2ª Guerra Mundial no Pacífico Sul.

Partindo de um roteiro muito bem construído, a direção de Logan é consistentemente boa, apresentando um ótimo ritmo do início ao fim. Com diálogos inteligentes, o filme conta ainda com a excelente fotografia a cores, a cargo de Leon Shamroy, e com a bela trilha sonora assinada por Alfred Newman, onde se destacam as canções Bloody Mary, Bali Ha'i, Dites Moi, My Girl Back Home, A Wonderful Guy, Some Enchanted Evening, There is Nothin' Like a Dame, dentre outras.
 
No elenco, destacam-se as atuações de Mitzi Gaynor e France Nuyen, seguidas pelas boas atuações de Juanita Hall, John Kerr e Rossano Brazzi.

CAA