Filmes por gênero

UMBERTO D. (1952)

Umberto D.
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Umberto D - elämän vanki (Finlândia)
A sorompók lezárulnak (Hungria)
Pais: Itália
Gênero: Drama
Direção: Vittorio De Sica
Roteiro: Cesare Zavattini
Produção: Angelo Rizzoli, Vittorio De Sica, Giuseppe Amato
Design Produção: Virgilio Marchi
Música Original: Alessandro Cicognini
Fotografia: Aldo Graziati
Edição: Eraldo Da Roma
Efeitos Sonoros: Ennio Sensi
Nota: 9.3
Filme Assistido em: 1953

Elenco

Carlo Battisti Umberto Domenico Ferrari
Maria-Pia Casilio Maria
Lina Gennari Antonia
Ileana Simova Mulher apanhada de surpresa
Elena Rea Irmã, no Hospital
Memmo Carotenuto Homem internado no Hospital
Alberto Albani Barbieri Amigo de Antonia
Pasquale Campagnola .
Lamberto Maggiorani .
Riccardo Ferri .

Prêmios

Prêmios Bodil - Copenhague, Dinamarca

Bodil de Melhor Filme Europeu (Vittorio De Sica)

Prêmios Jussi, Finlândia

Jussi de Melhor Diretor Estrangeiro (Vittorio De Sica)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro (Cesare Zavattini )

Festival Internacional de Cannes, França

Grand Prix do Festival (Vittorio De Sica)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Umberto Domenico Ferrari é um senhor idoso, aposentado, sem amigos e sem família, que se acha ameaçado de despejo, caso não consiga pagar suas dívidas para com sua Senhoria.  Vivendo sozinho com seu cachorro de estimação, Flike, ele faz de tudo para economizar e levantar a quantia de que precisa, inclusive desfazendo-se de seu relógio e fingindo estar doente para passar alguns dias no hospital.

O orgulho de Umberto cai a cada dia.  Certa vez, quando ele se encontra numa manifestação onde seus colegas aposentados lutam por melhores pensões, o grupo é violentamente dispersado pela polícia.

Na casa de cômodos onde mora, ele toma conhecimento que a empregada, Maria, uma jovem ingênua vinda do campo, encontra-se grávida de um de seus amantes, mas infelizmente não pode ajudá-la.

Nos dias que se seguem, Umberto fica cada vez mais desanimado, tenta o suicídio pela dificuldade de encontrar uma forma de sobreviver sem ter que se juntar ao grande número de mendigos que perambulam pelas esquinas de Roma.

imagem

Comentários

"Umberto D." é um inesquecível e comovente drama sobre a solidão na terceira idade, a miséria e o egoísmo da sociedade.  A luta de Umberto tentando manter sua dignidade e salvar Flike, seu único amigo, certamente toca o mais duro dos corações.

Considerado um marco do cinema neo-realista italiano dos anos 40/50, "Umberto D." é um dos melhores filmes italianos de todos os tempos.

Como curiosidade, temos o fato de que o personagem principal foi interpretado por um ator amador, Carlo Battisti, que nunca havia atuado antes e que, depois de "Umberto D.", não voltou a atuar.

CAA