Filmes por gênero

DUELO DE TITÃS (1959)

Last train from Gun Hill
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O último comboio de Gun Hill (Portugal)
Le dernier train de Gun Hill (França)
Il giorno della vendetta (Itália)
El último tren de Gun Hill (Espanha)
El último tren (México)
Der letzte zug von Gun Hill (Alemanha)
Sista tåget från Gun Hill (Suécia)
Sidste tog fra Gun Hill (Dinamarca)
Последният влак от Гън Хил (Bulgária)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: John Sturges
Roteiro: James Poe
Produção: Hal B. Wallis
Música Original: Dimitri Tiomkin
Direção Musical: Dimitri Tiomkin
Fotografia: Charles Lang
Direção de Arte: Hal Pereira, Walter Tyler
Figurino: Edith Head
Guarda-Roupa: Bud Clark, John A. Anderson, Grace Harris
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: Winston H. Leverett, Harold Lewis
Efeitos Visuais: Farciot Edouart, John P. Fulton
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Kirk Douglas Delegado Matt Morgan
Anthony Quinn Craig Belden
Carolyn Jones Linda, a garota de Craig
Earl Holliman Rick Belden, filho de Belden
Brad Dexter Capataz de Belden
Brian G. Hutton Lee Smithers, companheiro de Rick
Ziva Rodann Sra. Catherine Morgan
Bing Russell Skag, capanga de Belden
Walter Sande Xerife Bartlett, de Gun Hill
Dabbs Greer Andy, auxiliar do Delegado Morgan
Val Avery Steve, Barman do Horseshoe
Lars Henderson Petey Morgan, filho de Matt
Charles Stevens Keno, pai de Catherine
Henry Wills Jake
Jack Lomas Proprietário do Saloon
Carl Saxe Capanga de Craig
Frank Hagney Capanga de Craig
Eric Alden Capanga de Craig
John Anderson Vendedor no Horseshoe
Hank Mann Lojista
Frank Carter Caubói no trem

Indicações

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Filme de Ação (Anthony Quinn)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando Catherine Morgan, mulher de origem indígena e esposa do Delegado Matt Morgan, está regressando com seu filho de nove anos, Petey, da reserva em que moram seus pais, onde fora visitá-los, a charrete em que se encontram é perseguida por dois homens a cavalo. Com seu chicote, ela consegue ferir o rosto de um deles, Rick Belden, mas termina sendo dominada, violentada e morta. Enquanto isso, Petey consegue escapar com o cavalo de Rick até a cidade de Pawlee, onde mora, a fim de pedir ajuda ao pai. A sela do cavalo usado pelo filho possui um emblema que Matt reconhece como sendo pertencente a seu velho amigo, Craig Belden.

Enquanto isso, na enorme propriedade de Craig, este se enfurece quando toma conhecimento que sua sela foi roubada por ladrões de cavalos e que o corte no rosto do filho foi conseqüência de um encontro romântico. Craig, que vem fazendo um extraordinário esforço para torná-lo “um homem de verdade”, ordena-lhe que recupere sua preciosa sela.

Por outro lado, decidindo questionar Craig sobre a sela, Matt embarca no trem para Gun Hill e, a bordo, conhece uma bela mulher, Linda, que o adverte para o fato de que a cidade é controlada pelo poderoso Craig. Ao chegarem à Gun Hill, ela decide não ir de imediato ao rancho, preferindo assim ficar na cidade. Matt, no entanto, aluga uma charrete e segue para a propriedade de Craig.

Uma vez no rancho, ele é muito bem recebido pelo velho amigo que, acreditando que o Delegado teria prendido os ladrões que roubaram seu cavalo, comenta que, depois da morte da esposa, ficou muito solitário, contando apenas com a presença de seu único filho. Matt o interrompe para lhe falar sobre o assassinato de Catherine e, ao questioná-lo, deduz que Rick, que se acha com um corte no rosto, e Lee são os responsáveis pelo crime. Craig implora ao amigo para que não prenda seu filho, mas quando Matt insiste que Rick deve pagar pelo crime, ele o adverte que domina a região inteira, incluindo o xerife e o Conselho da cidade. Matt novamente lhe diz que estará deixando Gun Hill no último trem do dia e que Rick e Lee estarão sob sua custódia.

Depois que o Delegado deixa o rancho, Craig chama o filho para pedir-lhe satisfação pelo ocorrido, ocasião em que o jovem tenta justificar suas ações ao responder-lhe que ele mesmo sempre falou que as mulheres Cherokee são as mais bonitas. Craig grita com o filho por mentir e matar a mulher de seu amigo. Logo a seguir, expulsa Lee do rancho ao lhe dizer que nunca mais ponha os pés em sua casa. Insistindo que pode cuidar de si mesmo, Rick decide ir à cidade em companhia do capataz Beero e do capanga Skag, ocasião em que seu pai o alerta para ficar longe de Matt, até que ele chegue com o resto dos homens que vai reunir.

Em Gun Hill, os habitantes mostram-se beligerantes em relação a Matt, a ponto deste se ver obrigado a esmurrar um deles ao ouvi-lo dizer que, na cidade, um homem que mata um índio merece ser recompensado e não preso. No Horseshoe Saloon, Linda, mostrando-se aflita pela animosidade dos moradores para com o Delegado, o avisa que é melhor que ele esqueça seus ideais e deixe a cidade antes que seja morto. Diante da negativa do policial, ela o informa que Rick se encontra no bar do outro lado da rua. Com habilidade, Matt sobe numa árvore e consegue entrar no prédio onde funciona o Saloon através da janela de um quarto situado no 1º andar. Lá, com uma coronhada, ele deixa Rick desacordado e o leva para fora. No entanto, sem conseguir ajuda do covarde Xerife Bartlett, Matt se vê obrigado a levá-lo, ainda desacordado, para o quarto de um hotel, onde o amarra numa cama, enquanto espera o horário do trem para Pawlee.

Quando Craig e seus homens chegam à cidade, tomam conhecimento da situação em que se encontra Rick. Craig pede a Matt que solte seu filho, mas este se recusa a fazê-lo. Os capangas do rancheiro iniciam um tiroteio com alguns homens localizados no teto de um prédio que se acha do outro lado da rua. Matt abate dois deles e, ao colocar a cama em que se acha Rick na frente de uma das janelas do quarto, este grita para que o pai faça com que acabem com o tiroteio. Cessado o fogo, Craig e seus homens retiram-se para o Horseshoe Saloon, onde encontram Linda. Craig pergunta-lhe por que, ao voltar para Gun Hill, ela não foi direto para o rancho, ao que ela o lembra que teve que se hospitalizar por dez dias em consequência do espancamento que sofrera dele após Rick ter mentido em relação à sua fidelidade.

Depois de fazer uma aposta, Linda visita Matt, ocasião em que este lhe pede para que lhe consiga uma espingarda. Embora desenvolvendo certa afeição por ele, ela lhe diz ser muito egoísta para ajudá-lo, voltando em seguida para o
Horseshoe. Lá, ao se encontrar com Lee, ela pede que ele lhe fale sobre o incidente que resultou na morte de Catherine. Ao saber de detalhes, indignada, Linda joga sua bebida no rosto dele e se retira. Enquanto isso, Craig sobe ao quarto de Matt para uma conversa cara-a-cara. Embora acredite que ele esteja pedindo honestamente pela vida do filho, Matt vê, através de um espelho, que dois de seus capangas estão tentando se aproximar pelo corredor. O Delegado habilmente os acerta, mas se abstém de matar o amigo.

Ao verificar que ninguém na cidade se dispõe a ajudar Matt, Linda decide levar a espingarda que ele lhe pedira. Em seguida, Lee ateia fogo no hotel e, enquanto os homens de Craig tentam apagar as chamas, já que a vida de Rick fica seriamente em risco, Matt o algema em um de seus braços e, com a espingarda plantada sob o queixo do assassino, desce as escadas e caminha lentamente para a rua. Ao ver a situação do filho, Craig ordena a todos que não disparem um único tiro. Lee, no entanto, desobedece à ordem e decide enfrentar Matt, disparando contra ele, mas atingindo mortalmente Rick, sendo simultaneamente morto por Matt.

Abraçado ao corpo do filho e completamente arrasado, Craig desafia Matt para um duelo final. Apesar de o Delegado lhe dizer que o assunto já está resolvido, ele insiste e, no embate que se segue, Craig cai mortalmente ferido. Pouco antes de morrer, ele diz ao amigo que cuide muito bem do filho Petey. Em seguida, Matt embarca no trem de volta à Pawley, quando troca um olhar de relance com Linda.


imagem imagem imagem

Comentários

Baseado numa história de Les Crutchfield e roteirizado por James Poe, “Duelo de Titãs” é um excelente faroeste americano do final dos anos 50, em alguns aspectos até melhor que “Sem Lei e Sem Alma”, de 1957, ambos realizados pelo mesmo cineasta, John Sturges.

Sturges realiza um ótimo trabalho, imprimindo um ritmo que mantém o espectador atento até o final, além de proporcionar inúmeras cenas de ação, como tem ocorrido em outros faroestes sob sua direção. A fotografia de Charles Lang Jr. é mais um ponto que merece ser destacado. Por outro lado, com outra de suas brilhantes trilhas sonoras, o ucraniano Dimitri Tiomkin dá ainda mais vida ao filme comentado.

No elenco, Kirk Douglas e Anthony Quinn roubam as cenas, o primeiro como o personagem fortemente ofendido, e o segundo como o seu implacável adversário. No elenco coadjuvante, Carolyn Jones nos brinda com uma ótima atuação ao retratar a personagem Linda.

CAA