Filmes por gênero

007 CONTRA GOLDFINGER (1964)

Goldfinger
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: 007 - Operação Goldfinger (Portugal)
Goldfinger (França, Bélgica, Canadá, Polônia)
Agente 007 - Missione Goldfinger (Itália)
James Bond contra Goldfinger (Espanha)
Dedos de oro (Argentina)
James Bond 007 - Goldfinger (Alemanha)
Agent 007 mot Goldfinger (Noruega)
Голдфингер (Rússia)
Pais: Reino Unido
Gênero: Ação, Suspense
Direção: Guy Hamilton
Roteiro: Richard Maibaum, Paul Dehn
Produção: Albert R. Broccoli, Harry Saltzman
Design Produção: Ken Adam
Música Original: John Barry
Direção Musical: John Barry
Fotografia: Ted Moore
Edição: Peter R. Hunt
Direção de Arte: Peter Murton
Guarda-Roupa: John Hilling, Eileen Sullivan, Elsa Fennell
Maquiagem: Basil Newall, Paul Rabiger
Efeitos Sonoros: Harry Miller, Dudley Messenger, Gordon McCallum, N. Wanstall
Efeitos Especiais: John Stears, Frank George
Efeitos Visuais: Roy Field
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1965

Elenco

Sean Connery James Bond
Honor Blackman Pussy Galore
Gert Fröbe Auric Goldfinger
Shirley Eaton Jill Masterson
Tania Mallet Tilly Masterson
Harold Sakata Oddjob
Bernard Lee M
Martin Benson Martin Solo
Cec Linder Felix Leiter
Austin Willis Simmons
Lois Maxwell Srta. Moneypenny
Michael Mellinger Kisch
Peter Cranwell Johnny
Nadja Regin Bonita
Richard Vernon Coronel Smithers
Desmond Llewelyn Q
Burt Kwouk Mr. Ling
Mai Ling Mei-Lei
Margaret Nolan Dink
Victor Brooks Alfred Blacking
Gerry Duggan Hawker
Tricia Muller Sydney
Bill Brandon Gângster
Norman Chancer Gângster
Bill Edwards Gângster

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Norman Wanstall)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Filme de Ação - Drama

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Filme de Ação (Sean Connery)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Direção de Arte Britânica (Ken Adam )

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (Richard Maibaum, Paul Dehn)

Prêmios Grammy, EUA

Grammy de Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual (John Barry )

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante (Gert Fröbe)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

James Bond encontra-se em Miami quando é procurado pelo agente Felix Leiter, que lhe entrega uma mensagem de M para ficar de olho em Auric Goldfinger, um joalheiro britânico. Goldfinger está a jogar baralho com um cliente do hotel e Bond suspeita que algo está errado. Decide, então, ir até os aposentos do joalheiro, onde descobre que, através de um rádio, o mesmo vem sendo informado sobre as cartas de seu adversário.
A responsável pelas transmissões é Jill Masterson, uma bela mulher. Bond consegue transmitir a Goldfinger que o mesmo se acha sob a vigilância da polícia de Miami e, em seguida, após seduzir Masterson, a leva para sua suite onde fazem amor. O joalheiro perde o jogo e Masterson, ao ir buscar uma outra garrafa de champanhe, é assassinada através de “sufoco cutâneo” causado por tinta de ouro.
Em Londres, M revela a Bond sua verdadeira missão: boicotar o plano de Goldfinger, que através de remessas de ouro para diversos paises, esconde ações criminosas. Para conhecer socialmente o joalheiro, Bond joga uma partida de golfe em que Goldfinger perde após ter viciado a sua bola em seu favor. Ao final, o agente 007 coloca secretamente um localizador na mala do carro do joalheiro e, assim, o segue até a Suiça.
Uma vez lá, é atacado não intencionalmente por Tilly Masterson, irmã de Jill. Em seguida, consegue entrar na fábrica de Goldfinger, onde ouve rumores acerca de uma operação chamada de “Grand Slam”. Logo depois, volta a encontrar-se com Tilly, que mais uma vez queria matar o joalheiro para vingar a morte da irmã.
Acidentalmente, Tilly ativa um alarme. Os dois tentam fugir, mas a jovem é morta por Oddjob, enquanto Bond é feito prisioneiro e colocado em cima de uma mesa de cortar ouro. Ao notar que vai ser morto com o uso de um raio laser, Bond diz a Goldfinger que há outras pessoas que sabem acerca da operação “Grand Slam”, entre elas o agente 008. O joalheiro decide então poupar-lhe a vida.
O agente 007 é levado no avião de Auric, pilotado pela bela Pussy Galore, para a propriedade do joalheiro situada em Kentucky, EUA, perto de Fort Knox, onde é preso numa cela. Conseguindo escapar, ele ouve os criminosos falarem sobre os preparativos para assaltarem o Fort Knox, onde se acha a maior reserva de ouro dos Estados Unidos.
Capturado por Oddjob, Bond tem uma outra chance de derrotar o inimigo, ao seduzir e persuadir a jovem Galore a ajudá-lo a sabotar o plano criminoso de Goldfinger. Assim, quando a operação “Grand Slam” tem início, Galore lança gás nervoso sobre as tropas que guardam o Fort Knox. Ocorre que ela, atendendo a orientações da CIA, havia substituído o gás por mero ar comprimido. Por outro lado, as tropas haviam recebido ordens para se passarem por mortos.
Goldfinger consegue fugir disfarçado de coronel. Bond volta a encontrá-lo num avião pilotado por Galore. No confronto final, o joalheiro dispara sua arma que, ao atigir uma das janelas, provoca um vácuo que suga o criminoso para fora da aeronave. Bond e Galore saltam de pára-quedas.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Guy Hamilton, “007 Contra Goldfinger” é um dos primeiros e melhores filmes da série sobre James Bond. Sua trama é marcada por muitas cenas de ação, algumas de tirar o fôlego.

Hamilton nos brinda com um ótimo trabalho na direção. A trilha sonora de John Barry é outro quesito que merece ser destacado. No elenco, chamam atenção as atuações de Sean Connery e Gert Fröbe, este último no papel do vilão Auric Goldfinger.

CAA