Filmes por gênero

Z (1969)

Z
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Z - A orgia do poder (Portugal)
Z, l'orgia del potere (Itália)
Z - Anatomie eines politischen Mordes (Alemanha)
Z - Han lever (Suécia)
Z, avagy egy politikai gyilkosság anatómiája (Hungria)
Pais: França, Argélia
Gênero: Crime, Drama, Histórico, Mistério, Suspense
Direção: Costa-Gavras
Roteiro: Jorge Semprún, Costa-Gavras
Produção: Philippe d'Argila, Eric Schlumberger
Design Produção: Jacques D'Ovidio
Música Original: Mikis Theodorakis
Fotografia: Raoul Coutard
Edição: Françoise Bonnot
Figurino: Piet Bolscher
Efeitos Sonoros: Jean Nény, Lionel de Souza, Alexandre Popovic e outros
Nota: 9.2
Filme Assistido em: 1970

Elenco

Yves Montand Z, o deputado
Irene Papas Hélène, mulher do Deputado
Jean-Louis Trintignant O Magistrado
Jacques Perrin Fotojornalista
Charles Denner Manuel
François Périer Promotor Público
Pierre Dux O General
Georges Géret Nick
Bernard Fresson Matt
Marcel Bozzuffi Vago
Julien Guiomar O Coronel
Magali Noël Irmã de Nick
Renato Salvatori Yago
Jean Bouise Georges Pirou
Gérard Darrieu Barão
Jean-Pierre Miquel Pierre
Van Doude Diretor do Hospital
Andrée Tainsy Mãe de Nick
Raoul Coutard Cirurgião inglês
Gérard Darrieu Barone
Steve Gadler Fotógrafo inglês
Hassan Hassani Motorista do General

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Oscar de Melhor Edição (Françoise Bonnot)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio Anthony Asquith de Melhor Música (Mikis Theodorakis )

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio de Melhor Ator (Jean-Louis Trintignant)

Prêmio do Júri (Costa-Gavras)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Direção (Costa-Gavras)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme (Jorge Semprún, Costa-Gavras)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Costa-Gavras)

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Costa-Gavras, Jorge Semprún )

Oscar de Melhor Filme (Jacques Perrin, Ahmed Rachedi )

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Roteiro (Costa-Gavras, Jorge Semprún )

Prêmio de Melhor Edição (Françoise Bonnot)

Prêmio Nações Unidas

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Costa-Gavras)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Costa-Gavras)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Diretor de Filme Estrangeiro (Costa-Gavras)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Diretor (Costa-Gavras)

Prêmio de Melhor Roteiro (Costa-Gavras, Jorge Semprún )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em plena guerra fria, num País imaginário controlado por militares, a oposição tem um líder popular, o Deputado 'Z', um ex-campeão olímpico, professor universitário e político honesto.  Ele é favorito para ganhar a próxima eleição e é visto com simpatia pela imprensa, representada por um fotojornalista.

Quando 'Z' chega à cidade para uma manifestação pacifista, seus organizadores estão lutando uma batalha perdida contra os representantes do governo, que não querem permitir que a manifestação ocorra num grande auditório, conforme inicialmente previsto.  Eles oferecem um pequno salão defronte ao hotel do deputado.  O deputado procura minimizar uma ameaça de morte recebida nas primeiras horas daquele mesmo dia.

O encontro se dá na mesma hora em que o Balé Bolshoi faz uma apresentação para os principais líderes governamentais.  Em torno do pequeno salão, uma multidão enfurecida está a ponto de perder o controle.  Uma força policial, destinada a manter a ordem, não faz nada para evitar eventuais incidentes.

Durante o discurso de 'Z', a tensão aumenta à medida em que um grupo de extremistas de direita tenta contra a vida de Georges Pirou, pensando que o assistente do deputado é o principal líder.  Sem que haja intervenção policial e com o General e o Coronel estranhamente desaparecendo no meio da multidão, o Deputado é deixado à própria sorte ao ter que cruzar a rua de volta ao hotel.  Ele só consegue chegar até o meio da rua quando um caminhão 'kamikaze' o atropela mortalmente.

Logo após o acidente/assassinato, membros da direita, militares e policiais tentam abafar o ocorrido.  O Magistrado encarregado do caso, a despeito das pressões recebidas, precisa agir como detetive, para descobrir os verdadeiros culpados e o envolvimento do Governo nesse brutal crime político.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro homônimo de Vassilis Vassilikos, "Z" é um filme forte que mostra os bastidores de um crime político ocorrido na Grécia, em 1963: o assassinato de um dos mais dignos políticos gregos, Grigoris Lambrakis, que sacrificou sua vida em nome da paz e da dignidade humana. 

Costa-Gavras, o grande cineasta grego, dá o melhor de si para apresentar a atmosfera reinante na época do atentado e consegue realizar um filme interessante e provocativo.  O roteiro de Jorge Semprún é bem estruturado e cuidadoso, não deixando furos.  A trilha sonora de Mikis Theodorakis ajuda a manter um ótimo ritmo até a cena final.

O elenco, de um modo geral, está perfeito, com destaque para a atuação de Jean-Louis Trintignant, no papel do Magistrado.

CAA