Filmes por gênero

MINHA VONTADE É LEI (1959)

Warlock
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O homem das pistolas de ouro (Portugal)
L'homme aux colts d'or (França)
Ultima notte a Warlock (Itália)
El hombre de las pistolas de oro (Espanha)
Der mann mit den goldenen colts (Alemanha)
Warlock, la cité sans loi (Bélgica)
Våldet och lagen (Suécia)
Warlock - den lovløse by (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: Edward Dmytryk
Roteiro: Robert Alan Aurthur
Produção: Edward Dmytryk
Música Original: Leigh Harline
Direção Musical: Lionel Newman
Fotografia: Joseph MacDonald
Edição: Jack W. Holmes
Direção de Arte: Lyle R. Wheeler, Herman A. Blumenthal
Guarda-Roupa: Charles Le Maire
Maquiagem: Ben Nye
Efeitos Sonoros: Alfred Bruzlin, Harry M. Leonard
Efeitos Especiais: Fred Etcheverry
Efeitos Visuais: L.B. Abbott
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Richard Widmark Johnny Gannon
Henry Fonda Clay Blaisedell
Anthony Quinn Tom Morgan
Dorothy Malone Lily Dollar
Dolores Michaels Jessie Marlow
Wallace Ford Juiz Holloway
Tom Drake Abe McQuown
Richard Arlen Bacon
DeForest Kelley Curley Burne
Regis Toomey Skinner
Vaughn Taylor Henry Richardson
Don Beddoe Dr. Wagner
Whit Bissell Petrix
Hugh Sanders Xerife Keller
Bartlett Robinson Buck Slavin
Robert Adler Foss
Frank Gorshin Billy Gannon
Sol Gorss Bob Nicholson
Don Barry Edward Calhoun
Harry Carter Barman
Paul Comi Luke Friendly
Walter Coy Assistente de Xerife Roy Tompson
Ann Doran Sra. Richardson
L.Q. Jones Fen Jiggs
Robert Osterloh Professor
Roy Jenson Hasty

Indicações

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Filme de Ação (Richard Widmark)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

A cidade de Warlock é atormentada por uma gangue de bandidos, liderada por Abe McQuown, levando os habitantes a contratar Clay Blaisedell, um famoso pistoleiro, para atuar como delegado. Depois de firmar um acordo com a Comissão dos Cidadãos de Warlock, pelo qual receberá 400 dólares por mês, além da gestão do Saloon Palace, o centro de jogos local, Blaisedell chega à cidade acompanhado de seu sócio e amigo íntimo, Tom Morgan, um pistoleiro aleijado.

Naquela noite, McQuown e seus homens entram na cidade com o intuito de desafiarem o novo delegado. As provocações de Curley Burne, um dos bandidos, incitam Blaisedell a sacar sua arma com cabo dourado, ocasião em que diz a todos que desordeiros não serão aceitos na cidade. Derrotados, McQuown e seus homens vão embora, enquanto Johnny Gannon, um dos membros da gangue, enojado com a violência sem sentido, questiona a autoridade de McQuown e abandona o grupo. Por outro lado, impressionada com a abordagem não-violenta do delegado, Jessie Marlowe, a linda filha de um dos fundadores da cidade, pede-lhe desculpas por tê-lo julgado mal.

Mais tarde, ao tomar conhecimento que sua ex-amante, Lily Dollar, está vindo para a cidade em companhia de seu novo caso, Bob Nicholson, Morgan vai ao encontro da diligência que os traz, com o intuito de evitar que a mesma chegue à cidade. De um alto, ele observa quando os homens de McQuown param a diligência e a roubam. Com seu rifle, ele atira e mata Nicholson, desaparecendo em seguida nas colinas.

Ao chegar à cidade, o condutor da diligência identifica um dos assaltantes como sendo Billy Gannon, irmão de Johnny, mas Lily insiste que um terceiro homem matou Nicholson. Enquanto o delegado Blaisedell lidera um grupo até San Pablo, ela vai até o Saloon Palace, onde acusa Morgan de ter assassinado seu companheiro. Anos antes, Lily havia se apaixonado pelo irmão de Nicholson, Ben, fazendo com que o obsessivamente ciumento Morgan manipulasse Blaisedell a fim de matá-lo em um tiroteio.

Quando Blaisedell retorna com seus prisioneiros, uma multidão sedenta de sangue exige um linchamento e arromba a cadeia. Depois que o delegado consegue dispersar a multidão, o xerife do Condado chega para levar os homens presos sob sua custódia. Criticando a cidade por ter contratado um pistoleiro tão caro, ele desafia um dos presentes a aceitar o cargo de vice-xerife, ocasião em que Johnny se apresenta voluntariamente. Por outro lado, depois que os prisioneiros de San Pablo são absolvidos por um juiz desonesto, Blaisedell avisa que matará qualquer um que colocar os pés em Warlock. Enquanto isso, tocada pela seriedade de Johnny, Lily o convida para jantar e lhe pergunta por que ele deixou o grupo de McQuown. Johnny, preocupado, responde que sua decisão foi tomada no dia em que McQuown e seus homens massacraram 37 mexicanos indefesos.

Um dia, Jessie procura Blaisedell para adverti-lo que Billy Gannon e os outros homens estão vindo para Warlock. Quando o delegado a chama de um anjo, ela revela que se acha inquieta e infeliz e os dois se beijam. Na manhã seguinte, quando Morgan, ansioso para terminar seus negócios em Warlock e se mudar para outra cidade, informa Blaisedell que a gangue de McQuown se acha em Warlock, o delegado lhe diz que decidiu se estabelecer e se casar com Jessie. Em seguida, os dois se dirigem ao encontro dos bandidos, quando Johnny pede para falar com Billy. A conversa entre os irmãos não surte efeito e termina quando Billy tenta balear Blaisedell com um tiro. Este, em legítima defesa, acerta seu agressor que morre nos braços de Johnny. Em retaliação, Skinner, um dos homens de McQuown, institui um Conselho para lidar com Blaisedell.

Prevendo que um verdadeiro exército de bandidos em breve virá causar estragos na cidade, Morgan insiste junto a Blaisedell para que os dois deixem Warlock enquanto há tempo, mas Johnny afirma que é sua responsabilidade manter a paz. Depois que Blaisedell delega sua autoridade a Johnny, este vai a San Pablo para alertar McQuown de que deve se manter fora de Warlock. Embora este o ameace, Johnny não se abala e retorna à cidade para enfrentar sua gangue.

Temendo pela vida de Johnny, Lily pede a Blaisedell para ajudá-lo, afirmando-lhe que ele se acha em débito com ela por conta do assassinato de Nicholson. Quando os homens de McQuown aparecem, Morgan saca a arma contra Blaisdell, mantendo-o prisioneiro e o impedindo de prestar ajuda a Johnny. Este enfrenta McQuown e, quando um dos homens da gangue se prepara para atirar nele pelas costas, Skinner mata seu companheiro a fim de assegurar uma luta justa. Mais lento, McQuown é morto por Johnny que, em seguida, prende seus homens.

Percebendo que Morgan o traiu ao assassinar Nicholson, Blaisedell rompe com seu parceiro de longa data. Tomado pelo ódio, Morgan fica bêbado, atira para cima no Saloon e, em seguida, cambaleia para a rua atirando. Alegando que Morgan é de sua responsabilidade, Blaisedell tranca Johnny em uma cela e, em seguida, exige que seu velho amigo deixe a cidade. Quando a multidão começa a zombar dele, Morgan se gaba de que pode bater Blaisdell e saca sua arma. Este o mata e, em seguida, carrega o corpo sem vida de Morgan para o Saloon. Sentindo tamanha perda, Blaisedell põe fogo no recinto e se retira.

Johnny o procura para lhe dizer que chegou a hora dele seguir em frente, de deixar a cidade. Jessie ainda lhe pede para que fique com ela, mas em tom de brincadeira, Blaisedell lhe diz que não é ninguém sem suas armas. Na manhã seguinte, ele encara Johnny. Quando este tenta sacar sua arma, Blaisedell é mais rápido com a mão esquerda e o imobiliza. Em seguida, joga sua arma no chão. Johnny faz uma segunda tentativa e, mais uma vez Blaisedell é mais rápido, agora com a mão direita. Desarmado, ao jogar sua segunda arma no chão, Blaisedell dá as costas, monta em seu cavalo e deixa a cidade.

 

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado num livro de Oakley Hall, “Minha Vontade é Lei” é um ótimo faroeste americano do final da década de 50. Escrito pelo roteirista Robert Alan Aurthur e dirigido por Edward Dmytryk, sua trama é inteligente e original e, em diversos momentos, narrada num ritmo um pouco lento.

Mesmo não apresentando uma direção primorosa, acredito que “Minha Vontade é Lei” seja o 2º melhor trabalho de Dmytryk no gênero faroeste, um pouco abaixo do apresentado em “Lança Partida”, de 1954. Por outro lado, o roteiro de Aurthur é ótimo, assim como a fotografia de Joseph MacDonald.

No elenco principal, o trio formado por Henry Fonda, Richard Widmark e Anthony Quinn, apresenta grandes atuações. O confronto final entre Fonda e Widmark é de tirar o fôlego.

CAA