Filmes por gênero

LUGAR NENHUM NA ÁFRICA (2001)

Nirgendwo in Afrika
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Nowhere in Africa (USA, UK, França, Itália)
En un lugar de África (Espanha)
Pais: Alemanha
Gênero: Drama
Direção: Caroline Link
Roteiro: Caroline Link
Produção: Peter Herrmann
Design Produção: Susann Bieling, Uwe Szielasko
Música Original: Niki Reiser
Fotografia: Gernot Roll
Edição: Patricia Rommel
Figurino: Barbara Grupp
Guarda-Roupa: William Kirui, Suzanne Belcher, Senay Ay e outros
Maquiagem: Stephanie Hilke, Nanni Gebhardt-Seele
Efeitos Sonoros: Andreas Wölki, Mel Kutbay, Murat Baskan e outros
Efeitos Especiais: Erwin Gschwind, Pit Rotter
Efeitos Visuais: Andrea Geiger, Jan Krupp, Meike Pape e outros
Nota: 8.7
Filme Assistido em: 2004

Elenco

Juliane Köhler Jettel Redlich
Merab Ninidze Walter Redlich
Sidede Onyulo Owuor
Matthias Habich Süßkind
Lea Kurka Regina
Karoline Eckertz Regina
Gerd Heinz Max
Hildegard Schmahl Ina
Maritta Horwarth Liesel
Regine Zimmermann Käthe
Gabrielle Odinis Klara
Bettina Redlich Sra. Sadler
Julia Leidl Inge
Mechthild Grossmann Elsa Konrad
Joel Wajsberg Hubert
Miriam Wajsberg Ruth
Marian Lösch Johannes
Andy Rashleigh Cap. Caruther
Anthony Bate Sr. Brindley
Steve Weston Sr. Morrison
Andrew Sachs Sr. Rubens
Diane Keen Sra. Rubens

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios do Cinema Alemão

Prêmio em Ouro de Melhor Direção (Caroline Link)

Prêmio em Ouro de Melhor Ator Coadjuvante (Matthias Habich)

Prêmio em Ouro de Melhor Fotografia

Prêmio em Ouro de Melhor Longa-Metragem

Prêmio em Ouro de Melhor Música (Niki Reiser)

Indicações

Festival Internacional de Valladolid, Espanha

Prêmio Espiga de Ouro (Caroline Link)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios do Cinema Alemão

Prêmio em Ouro de Melhor Atriz (Juliane Köhler)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Walter Redlich, um advogado judeu-alemão, sabiamente foge da Alemanha em 1937.  Tendo em vista o fato das oportunidades de imigração estarem fechadas para os judeus, no Hemisfério Norte, ele termina se estabelecendo no Quênia britânico.

Uma vez lá, ele não consegue exercer sua profissão, contentando-se em tomar conta de uma pequena fazenda.  É quando manda buscar sua mulher, Jettel, e sua filha, Regina, que haviam ficado na Alemanha.

Ao chegarem à fazenda, Jettel recusa-se a se adaptar à vida longe do conforto e da civilização, enquanto Regina abraça o novo lar imediatamente, aprendendo a nova língua e os novos costumes, e encontrando no cozinheiro da fazenda, Owuor, um querido amigo.

Em 1940, todas as pessoas no Quênia, com passaportes alemães, passaram a ser consideradas inimigas.  Os homens foram enviados para um campo de detenção, enquanto as mulheres e as crianças foram confinadas num luxuoso hotel em Nairobi.

Aproximando-se de um oficial britânico, Jettel consegue que o marido passe a administrar uma nova fazenda.  A essa altura, o relacionamento do casal torna-se cada vez mais difícil.  Pouco tempo depois, Walter alista-se no exército britânico, sendo enviado para Burma.  Apesar de sentir falta do marido, Jettel aprecia as constantes visitas de um vizinho, Süßkind.

Quando a guerra finalmente acaba, Walter retorna à fazenda.  Em 1946, ele se candidata a uma vaga de juiz na nova Alemanha.  Quando seu nome é aprovado, Jettel, agora totalmente adaptada à nova vida, nega-se em princípio a acompanhar o marido em sua volta à Europa.  Entretanto, pouco tempo antes do embarque, ela reconsidera sua posição, principalmente pelo fato de estar grávida de um novo filho.

imagem imagem imagem

Comentários

Realizado pela cineasta Caroline Link, que também assina o roteiro, "Lugar Nenhum na África" centra-se na relação amorosa e nos problemas que vão surgindo no dia-a-dia de um casal de judeus alemães, em território africano, durante a 2ª Guerra Mundial.

A história, baseada no romance autobiográfico de Stefanie Zweig, tem seu ponto alto ao mostrar o conceito de 'diferença', ou seja, a existência de diferentes culturas, tradições e etnias.  O choque cultural afeta mais Jettel que a seu marido e à sua filha, mas, com o tempo, ela vai sendo psicologicamente transformada.

Além do ótimo roteiro e da competente direção de Caroline Link, o filme apresenta uma bela fotografia, ao captar as belezas do continente africano.  A atuação do elenco principal é um outro ponto forte, com destaques para Juliane Köhler, Matthias Habich, Merab Ninidze, Sidede Onyulo, bem como, para as garotas Karoline Eckertz e Lea Kurka.

CAA