Filmes por gênero

MOULIN ROUGE (1952)

Moulin Rouge
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Ein lied aus Paris (Suiça)
Målaren på Moulin Rouge (Suécia)
Punainen mylly (Finlândia)
Pais: Reino Unido
Gênero: Música, Drama, Romance
Direção: John Huston
Roteiro: John Huston, Anthony Veiller
Produção: John Huston, John Woolf
Design Produção: Marcel Vertès
Música Original: Georges Auric
Direção Musical: Lambert Williamson
Fotografia: Oswald Morris
Edição: Ralph Kemplen
Direção de Arte: Paul Sheriff
Figurino: Julia Squire
Guarda-Roupa: Schiaparelli, Marcel Vertès, Julia Squire
Maquiagem: Connie Reeve
Efeitos Sonoros: A.E. Rudolph, E. Law, Eric Wood, George Fisher
Efeitos Visuais: Wally Veevers
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1954

Elenco

José Ferrer Henri de Toulouse-Lautrec
Colette Marchand Marie Charlet
Zsa Zsa Gabor Jane Avril
Suzanne Flon Myriamme Hayam
Claude Nollier Condessa de Toulouse-Lautrec
Katherine Kath La Goulue
Muriel Smith Aicha
Mary Clare Marie Loubet
Walter Crisham Valentin
Harold Kasket Charles Zidler
Georges Lannes Sargento da Polícia Patou
Lee Montague Maurice Joyant
Maureen Swanson Denise de Frontiac
Tutte Lemkow Partner de Aicha
Jill Bennett Sarah
Theodore Bikel Rei Milo IV da Sérvia
Peter Cushing Marcel de la Voisier
Christopher Lee Georges Seurat
Eric Pohlmann Picard
Charles Carson Conde Moïse de Camondo
Alexis Chesnakov Dr. Grenier
Irissa Cooper Giselle
Francis De Wolff Victor
Suzi Euzaine Lorette
Robert Le Fort François Gauzi
Gerald Nodin Padre
Maria Samina Dançarina de Can-Can
Sheila Nelson Dançarina de Can-Can
Moyra Fraser Dançarina de Can-Can
Hilary Allen Dançarina de Can-Can

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Paul Sheriff, Marcel Vertès)

Oscar de Melhor Figurino a cores (Marcel Vertès)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Colette Marchand)

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Prata de Melhor Direção (John Huston)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (John Huston)

Oscar de Melhor Ator (José Ferrer)

Oscar de Melhor Filme (John Huston)

Oscar de Melhor Edição (Ralph Kemplen)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Colette Marchand)

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (John Huston)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme Britânico

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Colette Marchand)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro Original (Anthony Veiller, John Huston)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Freqüentador assíduo do 'Moulin Rouge', Henri de Toulouse-Lautrec, ao mesmo tempo em que bebe seu conhaque, pinta as vedetes da Casa: Jane Avril, La Goulue, Aicha, Valentin Déssossé, as dançarinas do 'French-Cancan'.

Um dia, o proprietário lhe pede para pintar um cartaz para o Moulin Rouge e, em contra-partida, ele poderia beber gratuitamente durante um mês.  Lautrec não leva a sério a proposta.

Perambulando pelas ruas de Montmartre, ele recorda sua infância, o trágico acidente que o deixou com as pernas atrofiadas e sua primeira decepção amorosa ao ouvir essas palavras trágicas:  "Jamais uma mulher vai querer casar-se contigo".

Ao passar por uma rua escura, ele se depara com uma jovem a correr.  Perseguida pela polícia, ela lhe implora que a proteja.  Trata-se de Marie Charlet, uma prostituta pela qual o pintor logo se apaixona.  Ele a leva para sua casa, ela se torna sua amante e o persuade de que o ama.

A vida do casal é, entretanto, bastante tumultuada até que ela lhe confessa que só ficara com ele por seu dinheiro.  Lautrec pensa em se suicidar, mas sua paixão pela pintura o impede.

A partir daí, ele concentra toda sua energia a realizar o cartaz para o Moulin Rouge.  Tal cartaz o torna célebre da noite para o dia e Lautrec mergulha, cada vez mais, no álcool e no turbilhão dos prazeres...

imagem

Comentários

Adaptado do livro de Pierre La Mure, "Moulin Rouge" é um ótimo filme.  Produzido, dirigido e co-escrito por John Huston, o filme não tem a pretensão de retratar a biografia de Lautrec, prendendo-se mais em sua ligação com o famoso cabaré parisiense.

Logo no início, nos é mostrada uma longa cena repleta de danças, músicas, belas mulheres e bastante bebida.

O excelente figurino de Marcel Vertès é claramente inspirado nos desenhos e pinturas do próprio Lautrec.  A música de Georges Auric também contribui para a formação da perfeita atmosfera do local.  A direção de Huston é segura e ajudada pelas magníficas atuações de José Ferrer e Colette Marchand.

Dois anos antes, com uma ótima atuação, mas inferior ao seu desempenho como Lautrec, José Ferrer ganhara o Oscar de Melhor Ator em "Cyrano de Bergerac".  Aqui, embora indicado ao Oscar, perdeu a estatueta para Gary Cooper, por sua atuação em "Matar ou Morrer".

CAA