Filmes por gênero

MUITO (POUCO) AMOR (1998)

Trop (peu) d'amour
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Too much (little) love (USA)
Viel (zuwenig) liebe (Alemanha)
Pais: França
Gênero: Comédia Dramática
Direção: Jacques Doillon
Roteiro: Jacques Doillon, Brune Compagnon
Produção: Alain Sarde
Fotografia: Christophe Pollock
Edição: Catherine Quesemand
Efeitos Sonoros: Jean-Claude Laureux, Dominique Hennequin
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1999

Elenco

Lambert Wilson Paul
Elise Perrier Emma
Alexia Stresi Margot
Lou Doillon Camille
Jérémie Lippmann David

Indicações

Festival Internacional de Berlim, Alemanha

Prêmio Urso de Ouro (Jacques Doillon)

Sinopse

Paul é um famoso cineasta que começa a ficar intrigado quando passa a receber uma série de cartas anônimas de uma admiradora adolescente de 17 anos.  Um dia, a garota decide enviar a Paul a sinopse de um roteiro cinematográfico.

Ao ler o material por ela enviado, Paul se interessa e decide localizar a garota para convidá-la a passar alguns dias do verão na casa de campo em que ele vive com sua segunda mulher, Margot, e a filha adolescente do primeiro casamento, Camille, de 14 anos.  Com isso, a idéia seria a dos dois aproveitarem o tempo para trabalharem juntos no tal roteiro.

Emma chega e começa a trabalhar com Paul no roteiro do filme, o qual trata da história de uma moça que ameaça seduzir um homem e destruir sua família.  Margot não fica feliz com a presença da intrusa, mas tenta ser "moderna", não criando problemas para o marido.

Entretanto, com o passar dos dias, a admiração de Emma pela carreira de Paul começa a ficar fora de controle, surgindo uma série de momentos de tensão e terminando por criar uma situação semelhante àquela apresentada no roteiro do filme.

imagem imagem imagem

Comentários

"Muito (pouco) amor" é uma obra audaciosa que permite aos atores darem o melhor de si para transmitirem seus papéis repletos de emoções.  Um pouco alegre, um pouco trágico, o filme surfa sobre as dificuldades da vida e do amor que podem encontrar todas as adolescentes.

Pode-se encontrar algumas semelhanças entre este filme e "Teorema", de Pier Paolo Pasolini, 1968.

CAA