Filmes por gênero

A FELICIDADE VEM DEPOIS (1944)

Marriage is a private affair
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O amor vem depois (Portugal)
Le mariage... une affaire privée (França)
Il matrimonio è un affare privato (Itália)
El matrimonio es un asunto privado (Venezuela)
Äktenskapet - en privatsak? (Suécia)
Malzenstwo to prywatna sprawa (Polônia)
Avioliitto on yksityisasia (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Dramática
Direção: Robert Z. Leonard
Roteiro: Lenore J. Coffee, David Hertz
Produção: Pandro S. Berman
Música Original: Bronislau Kaper
Fotografia: Ray June
Edição: George White
Direção de Arte: Cedric Gibbons, Hubert Hobson
Figurino: Irene, Marion Herwood Keyes
Maquiagem: Jack Dawn
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer, William Brockway
Nota: 7.4
Filme Assistido em: 1948

Elenco

Lana Turner Theo Scofield West
James Craig Capitão Miles Lancing
John Hodiak Tenente Tom Cochrane West
Frances Gifford Sissy Mortimer
Hugh Marlowe Joseph I. Murdock
Jimmy Hawkins Tommy West Jr.
Natalie Schafer Sra. Irene Selworth
Paul Cavanagh Sr. Selworth
Herbert Rudley Ted Mortimer
Morris Ankrum Sr. Ed Scofield
Keenan Wynn Major Bob Wilton
Jane Green Martha
Tom Drake Bill Rice
Shirley Patterson Mary Saunders
Addison Richards Coronel Ryder
Nana Bryant Enfermeira
Sondra Rodgers Enfermeira
Cecil Weston Flora
Cecilia Callejo Sra. Guizman
Neal Dodd Reverendo Neal Dodd
Virginia Brissac Sra. Courtland West
Byron Foulger Ned Bolton
Ann Codee Madame Cushine
Fred Coby Roger Poole
Alexander D'Arcy Sr. Garby
George Meeker Jonesy
John Warburton Chris

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando se acha a ponto de proferir seus votos de casamento, a bela e jovem Theo Scofield recorda os fatos que a levaram a chegar ao pé do altar.

No Clube dos Oficiais de Nova York, Theo é pedida em casamento pelo piloto Tenente Tom Cochrane West, que ela conhecera há apenas três dias. Ela concorda em aceitar sua proposta, desde que ele comprove que realmente nasceu em baixo de uma árvore de bordo, como havia anteriormente afirmado.

Pouco tempo depois, Theo recebe, pelo correio, uma folha de bordo enviada por Tom e, apesar das objeções de sua mãe, se declara comprometida. Por outro lado, acreditando que ela não se acha pronta para assumir tal compromisso, o capitão Miles Lancing, um admirador de longa data, a aconselha a não ir adiante com o casamento, mas ela rejeita suas preocupações e termina se casando com o tenente, ocasião em que é reapresentada ao pai que não via há quinze anos. Como o capitão Miles, o Sr. Scofield acredita que a filha está cometendo um erro, mas lhe deseja muitas felicidades.

Durante sua lua-de-mel em Vermont, Theo e Tom, que deverá voltar à ativa dentro de pouco tempo, discutem a relação, ocasião em que ela assegura ao marido que pretende envelhecer ao seu lado. Ele, por sua vez, insiste que seu casamento durará enquanto os dois confiarem um no outro.

A lua-de-mel é interrompida com a morte do pai de Tom. O exército pede-lhe que indique um novo designer de lentes para trabalhar na Empresa do pai falecido, já que o atual, Joseph Murdock, um alcoólatra amigo de infância de Tom, não é considerado confiável. Por outro lado, Theo se mostra decepcionada ao tomar conhecimento que terá que se mudar para Boston mais cedo do que o esperado. Outros amigos de infância de Tom, Sissy e Ted Mortimer, garantem a ela que tudo vai correr bem. Alguns meses mais tarde, ela anuncia que se acha grávida.

Theo se esforça para ser uma boa mãe para Tommy Jr., mas é consumida com preocupações e dúvidas. No dia do primeiro aniversário do filho, ela corre até a casa do capitão Miles, igualmente transferido para Boston. Ela o convida, mas educadamente ele declina. Sentindo-se rejeitada, ela corre até o trabalho do marido. Uma vez lá, casualmente arruína uma delicada experiência que estava sendo desenvolvida no laboratório de lentes, o que leva o marido a gritar com ela. Logo em seguida, quando Tom lhe diz que vai chegar um pouco atrasado na festa de aniversário do filho, ela vai ao Clube dos Oficiais, portando um vestido super sexy e flerta com um receptivo capitão Miles.

Algum tempo depois, Tom chega ao clube, furioso porque conseguiu chegar mais cedo em casa e não a encontrou. Ao voltar para casa, o casal continua a discutir e se esquece de comemorar o aniversário do filho. No dia seguinte, ao procurar se aconselhar com Sissy, Theo se encontra com Joe, que também está à procura dela. Ao pararem no apartamento dele, que pretende mudar de roupa, Theo fica surpresa ao ver Sissy que, sem imaginar sua presença, atira-se nos braços de Joe, confirmando uma suspeita que tinha a respeito dos dois. O adultério da amiga deixa Theo bastante deprimida. Mais tarde, quando se encontra de volta em sua casa, Tom lhe pede desculpas por ter desconfiado dela, que admite ter ido ao clube para se sentir atraente. Quando Tom faz referência ao casamento "ideal" de Ted e Sissy, Theo chora, mas se recusa a dizer o motivo.

No dia seguinte, Tom encontra Joe no escritório e descobre que ele tinha ido à Vermont para se casar com sua namorada secreta, mas que a deixara no altar por causa de um problema do seu passado. Tom insiste em levá-lo à Vermont e passa em casa para avisar Theo. Quando a governanta lhe informa que ela foi ao cinema, ele deixa um bilhete carinhoso para ela. Na verdade, ela havia ido ao apartamento de Miles e, quando este retorna pra casa tarde da noite, a encontra dormindo no sofá. Quando ele a acorda e exige saber quais são as intenções dela, ela afirma que está irremediavelmente confusa, enfurecendo-o. Theo retorna para casa ao amanhecer e não vê o bilhete que Tom escrevera para ela. Ao voltar de Vermont, ele lhe fala sobre o casamento de Joe e lhe avisa que o novo casal virá jantar com eles naquela noite. Sissy e Ted, por outro lado, já haviam se comprometido em participar do tal jantar.

Embora preocupada com a situação, Theo é incapaz de alertar Sissy sobre a nova esposa de Joe. Assim, durante o jantar, ao tomar conhecimento da ocorrência, Sissy revela a todos os presentes ser ela amante de Joe.

Mais tarde, depois que os convidados se retiram, Tom deduz que Theo não chegou a ler o bilhete que ele deixara para ela e a acusa de mentirosa. Ela lhe confessa o que realmente ocorreu na casa de Miles e admite que não sabe o que seu coração deseja. Enciumado e com o coração partido, Tom vai embora e, seis meses depois, a agora separada Theo vai a San Francisco para passar algum tempo com seu pai, antes de consumar seu divórcio em Reno.

Nesse período, ela relembra seus amores do passado, principalmente seus dias românticos ao lado de Tom. Quando, de repente, Miles a procura para propor-lhe casamento, ela lhe diz que não voltará a se casar, pois aprendeu que o casamento não é uma instituição, mas apenas um assunto privado.

Com a ajuda de Miles, ela descobre que Tom se acha na Nova Caledônia. Decidida, ela vai ao seu encontro, ocasião em que lhe diz, para alegria dele, que pretende interromper seu processo de divórcio e continuar casada com ele até o resto de suas vidas.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Robert Z. Leonard, a partir de um roteiro escrito por Lenore J. Coffee e David Hertz, “A Felicidade Vem Depois” é uma comédia dramática produzida pelo cinema norte-americano em meados dos anos 1940. Sua trama, baseada num romance de Judith Kelly, apresenta altos e baixos.

A direção de Robert Z. Leonard se mostra apenas razoável, pecando principalmente pelo ritmo por ele imposto à narrativa. Por outro lado, a fotografia de Ray June é, sem nenhuma dúvida, um dos poucos quesitos que merecem ser destacados.

No elenco, o maior destaque é Lana Turner, que nos brinda com uma ótima atuação, seguida pelos atores John Hodiak e James Craig.

CAA