Filmes por gênero

A FÚRIA DO DESTINO (1959)

The sound and the fury
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O grito da fúria (Portugal)
Le bruit et la fureur (França)
L'urlo e la furia (Itália)
El ruido y la furia (Espanha)
Fluch des Südens (Austria, Alemanha)
Stormen och vreden (Suécia)
Nøgne ansigter (Dinamarca)
Wscieklosc i wrzask (Polônia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Martin Ritt
Roteiro: Harriet Frank Jr., Irving Ravetch
Produção: Jerry Wald
Música Original: Alex North
Direção Musical: Lionel Newman
Fotografia: Charles G. Clarke
Edição: Stuart Gilmore
Direção de Arte: Lyle R. Wheeler, Maurice Ransford
Figurino: Adele Palmer
Guarda-Roupa: Charles Le Maire
Maquiagem: Ben Nye
Efeitos Sonoros: Harry M. Leonard, Charles Peck
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1997

Elenco

Yul Brynner Jason Compson
Joanne Woodward Quentin Compson / Narradora
Margaret Leighton Candace 'Caddy' Compson
Stuart Whitman Charlie Busch
Françoise Rosay Sra. Caroline Bascomb Compson
Ethel Waters Dilsey Gibson
Jack Warden Benjamin 'Benjy' Compson
John Beal Howard Compson
Albert Dekker Earl Snopes
Steven Perry Luster
William Gunn T.P., neto de Dilsey
Thaddeus Jones Reverendo Shegog
Roy Glenn Job
Jean Carson Mary Ellen
Esther Dale Sra. Maud
Emerson Treacy Selby
Adrienne Marden Effie Mansfield
William Challee .
Barry Seltzer .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Na pequena cidade sulista de Jefferson, Mississippi, a jovem de 17 anos Quentin Compson tem vivido sob as tirânicas regras de seu tio Jason, desde que sua mãe, Caddy, a abandonou logo após seu nascimento.

Jason é um amargo racista, perturbado por dívidas financeiras e frustração sexual. Ele trabalha em uma loja de mercadorias agrícolas pertencente a um homem chamado Earl Snopes e torna-se chefe da família,

Em sua casa, vivem ainda Howard, tio alcoólatra de Quentin, Benjamin, irmão deficiente mental de Howard, Dilsey Gibson, a governanta da família, e a Sra. Caroline Compson, mãe de Jason.

Certo dia, quando um parque de diversões chega à cidade, Charlie Busch, um de seus participantes, chama a atenção de Quentin. Ele a convida para ir até seu trailer, onde tenta seduzi-la, mas Quentin resiste a seus avanços. Pouco depois, sua mãe, Caddy, retorna à cidade e procura Jason. Fingindo preocupação em relação à filha, ela lhe pede para vê-la. Embora relutante, Jason concorda em levar Quentin até ela.

Após um comovente encontro entre mãe e filha, Quentin pede sua ajuda contra a tirania de Jason, mas Caddy, dependente da vontade dele, recusa-se a intervir.

Certa noite, Quando Earl Snopes leva Caddy pra casa, ele infere que tinha feito sexo com ela, sendo espancado por Jason. Quando Snopes vai embora, Jason ouve um barulho e descobre Charlie Busch e Quentin trancados em um encontro romântico. Quando Charlie foge, Quentin diz ao tio que ele a fez sentir como uma mulher. Em resposta, Jason a beija apaixonadamente e, em seguida, a empurra, observando cruelmente que qualquer homem poderia fazê-la sentir-se como uma mulher.

Embora Jason ordene que ela fique trancada em seu quarto, Quentin consegue fugir e correr até o trailer de Charlie. Lá, ela lhe pergunta se ele realmente a ama, e depois acena com a possibilidade de conseguir US$ 3.000 para fugirem juntos.

Ao voltar para casa, Quentin rouba uma mala cheia de dinheiro que sua mãe havia mandado ao longo dos anos. Logo depois, ao descobrir o roubo, Jason corre até o trailer de Charlie, a quem diz que ele terá de escolher entre ficar com Quentin ou com o dinheiro. Quando Charlie escolhe o dinheiro, Jason sente-se vitorioso e vai embora. Arrependido, Charlie tenta convencer Quentin a devolver o dinheiro e ir embora com ele. No entanto, conhecendo melhor sua pessoa, ela o rejeita e volta para casa com a mala do dinheiro.

Depois que Jason lhe diz que guardou aquele dinheiro pensando no futuro, ela responde que agora ela se acha madura e que merece respeito e afeição. Finalmente, quando ele afirma que ela se tornou uma mulher auto-suficiente, Quentin pensa que pode ter um futuro ao lado dele.

imagem

Comentários

Depois de realizar, no ano anterior, o filme “O Mercador de Almas”, baseado num romance de William Faulkner, o cineasta Martin Ritt volta a adaptar para o cinema uma nova obra do romancista, desta vez ao dirigir “A Fúria do Destino”. Além da direção, os dois filmes basicamente foram realizados com a mesma equipe técnica e tendo, no papel principal, a atriz Joanne Woodward.

Aqui, sua trama gira em torno dos Compson, uma família que outrora era conhecida por sua riqueza e que, agora, se mostra completamente arruinada.

Embora inferior a “O Mercador de Almas”, “A Fúria do Destino” é um filme razoavelmente bom, com destaques para a direção de Martin Ritt e para as atuações de Joanne Woodward e Yul Brynner nos papéis principais.

CAA