Filmes por gênero

NARCISO NEGRO (1947)

Black Narcissus
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Quando os sinos dobram (Portugal)
Le narcisse noir (França)
Narciso nero (Itália)
Die schwarze Narzisse (Alemanha)
Svart narcissus (Suécia)
Czarny narcyz (Polônia)
Het huis der vrouwen (Holanda)
Musta narsissi (Finlândia)
Чeрный нарцисс (União Soviética)
Pais: Reino Unido
Gênero: Drama
Direção: Michael Powell, Emeric Pressburger
Roteiro: Michael Powell, Emeric Pressburger
Produção: Michael Powell, Emeric Pressburger
Design Produção: Alfred Junge
Música Original: Brian Easdale
Fotografia: Jack Cardiff
Edição: Reginald Mills
Figurino: Hein Heckroth
Guarda-Roupa: Elizabeth Hennings
Maquiagem: George Blackler
Efeitos Sonoros: Stanley Lambourne, Gordon McCallum
Efeitos Especiais: Sydney Pearson, Jack Higgins, Douglas Hague e outros
Efeitos Visuais: W. Percy Day, Ivor Beddoes
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1951

Elenco

Deborah Kerr Irmã Clodagh
Flora Robson Irmã Philippa
Jenny Laird Irmã Honey
Judith Furse Irmã Briony
Kathleen Byron Irmã Ruth
Jean Simmons Kanchi
Sabu O jovem General Dilip Rai
Esmond Knight O velho General
David Farrar Sr. Dean
Nancy Roberts Madre Dorothea
May Hallatt Angu Ayah
Eddie Whaley Jr. Joseph Anthony, o jovem intérprete
Ley On Phuba
Helen de Broy Mai da Irmã Clodagh
Maxwell Foster Pai da Irmã Clodagh
Margaret Scudamor Avó da Irmã Clodagh

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Jack Cardiff )

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Alfred Junge)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Fotografia (Jack Cardiff )

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Deborah Kerr)

Indicações

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Kathleen Byron)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em Calcutá, a Irmã Clodagh ensina na anglicana "Ordem das Servas de Maria".  Certo dia, sua superiora, Madre Dorothea, lhe informa que ela será a Irmã Superiora na isolada região de Mopu, no Himalaia.

Lá, ela deverá converter o antigo palácio de um sultão, recentemente doado à Congregação, em um convento, oferecendo escola e enfermaria às crianças da região.  O edifício fora construído à beira de um precipício e serviu nos últimos anos como a casa das concubinas do pai do sultão.

Com Irmã Clodagh, seguem Irmã Briony, enfermeira experiente, Irmã 'Honey' Blanche, uma boa e idealista samaritana, Irmã Philippa, com conhecimentos em cultivo da terra, e a mentalmente instável, Irmã Ruth.  Além de atender aos seus propósitos humanitários, a missão deverá, se possível, converter os habitantes da região ao cristianismo.

Em sua chegada à Mopu, Irmã Clodagh encontra o velho General, que havia feito a oferta do imóvel à Ordem.  Num primeiro momento, ele pretende incentivar os camponeses a mandarem seus filhos para a escola, oferecendo-lhes dinheiro.  Além dele, ela é apresentada a: Sr. Dean, um expatriado britânico que deverá dar todo o apoio necessário à transformação das instalações em convento, escola e enfermaria; Angu Ayah, a resistente zeladora que preferia a época em que o local abrigava as concubinas, por razões óbvias; e Joseph Anthony, um garoto de 10 anos designado para agir com intérprete.

Logo no início, as freiras têm problemas com a altitude, com a adaptação aos costumes do povo e, principalmente, com o fato dos aldeões não levarem a sério suas intenções.  Por outro lado, o agnóstico Sr. Dean mostra-se incrédulo em relação ao sucesso da missão.  Mesmo assim, com o  tempo, uma capela é erguida, enquanto salas de aula e uma enfermaria são colocadas à disposição da comunidade.

Além dos problemas iniciais de adaptação, as freiras sentem-se mobilizadas pela transcendente beleza do ambiente que as cerca.  O pico mais alto da região chama-se "Nanga Dalle", que quer dizer "A Deusa Nua".  Nesse contexto, Irmã Clodagh é atormentada por lembranças amargas de sua vida secular, que deixara para trás.  Por outro lado, Irmã Philippa se ressente do fato de ter que cultivar uma horta no lugar de plantar as flores que tanto ama;  Irmã Honey sente que suas colegas mais velhas não se empenham o bastante para amenizar os problemas das pessoas, tornando-se excessivamente sentimental e às vezes histérica;  momentos de raiva e inveja, em relação à Irmã Clodagh, levam Irmã Ruth a mergulhar num estado psicótico de depressão.  Como se tudo isso não bastasse, a fé delas parece insignificante em relação à do "Homem Santo", um homem que medita continuamente sentado em um local próximo ao convento, sempre disposto a ouvir as pessoas.

Com o passar do tempo, a tensão entre as religiosas aumenta com as Irmãs Ruth e Clodagh se sentindo atraídas pelo sensual Sr. Dean, embora esta última não o admita.  Adicionalmente a essa atmosfera carregada de sexualidade, o Sr. Dean persuade Irmã Clodagh a cuidar de uma bela adolescente de 17 anos, Kanchi, consciente de seus próprios encantos e desejosa de conseguir um marido.  Pouco depois, o jovem general Dilip Rai é recebido como aluno.

Quando o Natal chega, Irmã Clodagh ainda se encontra um pouco perturbada;  Irmã Honey acha-se dando demasiada atenção às crianças;  Irmã Philippa, a mais velha e mais sábia de todas, nota que sua fé está diminuindo;  Irmã Ruth, inteiramente apaixonada, precisa ser repreendida;  o jovem general, com suas jóias e sempre a usar uma água de colônia barata, "Narciso Negro", por ele comprada em Londres, perturba a tranqüilidade do convento ao cortejar a bela Kanchi;  Irmã Briony acha-se atenta aos conselhos do Sr. Dean no sentido de não tratar uma criança cuja morte seja inevitável.  Assim, quando ela rejeita um bebê sem cura, a samaritana Irmã Honey passa a tratar do mesmo em segredo, sendo depois acusada pelos aldeões por sua morte.

Certa noite, usando um vestido e toda maquiada, Irmã Ruth sai na ponta dos pés e vai até o chalé do Sr. Dean, o qual não se deixa seduzir e insiste para que ela retorne ao convento.  De volta ao seu quarto, é flagrada pela Irmã Clodagh, ocasião em que zomba de sua superiora, ao retocar seus lábios com um batom vermelho vivo.

Na hora do ângelus, na manhã seguinte, quando Irmã Clodagh começa a tocar os sinos, é abordada pela Irmã Ruth, que tenta estrangulá-la.  As duas freiras lutam e a Irmã Ruth termina caindo no precipício.  Irmã Clodagh decide, então, voltar para Calcutá com as demais freiras.  Pela primeira vez, ela se sente tomada por uma sensação de humildade espiritual.

imagem

Comentários

Baseado no popular romance homônimo da escritora inglesa, Rumer Godden, "Narciso Negro" é um excelente drama do cinema britânico.  Escrito, produzido e dirigido pela dupla Michael Powell e Emeric Pressburger, sua trama fala de um grupo de freiras anglicanas que recebe a difícil missão de instalar um convento no topo de uma montanha no Himalaia, oferecendo escola e enfermaria às crianças da região.

Além do ótimo trabalho apresentado pela dupla de cineastas, "Narciso Negro" conta com as magníficas contribuições do fotógrafo Jack Cardiff e do designer Alfred Junge, ambos agraciados com o prêmio maior da Academia Cinematográfica de Hollywood.  A fotografia de Cardiff é, sem dúvida alguma, uma das mais belas em tecnicólor já apresentadas pelo cinema.

Merecem ainda ser destacados o figurino, assinado por Hein Heckroth, e as atuações de Deborah Kerr, Kathleen Byron, Flora Robson e Jean Simmons.

CAA