Filmes por gênero

A GRANDE CHANTAGEM (1955)

The big knife
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: No reino da calúnia (Portugal)
Le grand couteau (França, Bélgica)
Il grande coltello (Itália)
La podadora (Espanha)
Intimidad de una estrella (Argentina)
Hollywood-Story (Austria, Alemanha)
Silkessnöret (Suécia)
Wielki nóz (Polônia)
Большой нож (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Filme Noir
Direção: Robert Aldrich
Roteiro: James Poe
Produção: Robert Aldrich
Música Original: Frank De Vol
Fotografia: Ernest Laszlo
Edição: Michael Luciano
Direção de Arte: William Glasgow
Maquiagem: Louis Hippe
Efeitos Sonoros: Jack Solomon
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Jack Palance Charles Castle
Ida Lupino Marion Castle
Wendell Corey Smiley Coy
Jean Hagen Connie Bliss
Rod Steiger Stanley Shriner Hoff
Ilka Chase Patty Benedict
Everett Sloane Nat Danziger
Wesley Addy Horatio Teagle
Paul Langton Buddy Bliss
Nick Dennis Mickey Feeney
Bill Walker Russell
Shelley Winters Dixie Evans
Michael Winkelman Billy Castle
Nick Cravat Nick
Strother Martin Stillman
Ralph Volkie Juiz

Prêmios

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Prata de Melhor Direção (Robert Aldrich)

Indicações

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Leão de Ouro (Robert Aldrich)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O ator de cinema Charles Castle está sendo pressionado pelo proprietário do estúdio, Stanley Shriner Hoff, para assinar outro contrato de sete anos, apesar dele e sua esposa Marion desconfiarem de um compromisso a longo prazo. O anteriormente idealista Charles também se mostra cansado de filmes de exploração produzidos por Hoff, embora ele goste de sua enorme popularidade. Certa manhã, quando Charles está se exercitando com seu treinador, Mickey Feeney, o publicitário Buddy Bliss chega à sua mansão para avisá-lo que a colunista Patty Benedict deverá procurá-lo a qualquer momento. Quando a fofoqueira colunista chega, ela questiona Charles sobre sua separação de Marion, sua esposa, embora esta esteja vivendo em sua casa de praia com seu filho Billy, ocasião em que o ator nega que eles estejam separados.

Patty então comenta o fato de Hoff ter recontratado Buddy depois que ele esteve dez meses na cadeia por matar uma criança em um atropelamento, caso em que Charles tinha sido implicado até Buddy confessar seu envolvimento. Em seguida, Patty ameaça vasculhar a história novamente, a menos que ele lhe dê o furo jornalístico a respeito de seu casamento, fazendo com que o ator peça-lhe para ir embora. Antes de sair, a colunista o adverte de que ele está sendo tolo, mas ela é interrompida por Marion, que se encontrava em casa sem o conhecimento de Charles. Marion aconselha Patty a cuidar de sua vida, após o que um Buddy fora de si persegue a jornalista.

Em seguida, Charles castiga Marion por irritar Patty, ocasião em que ela lhe diz que está farta da falsidade de suas vidas. Ele, então, lhe pede para voltar para casa, mas ela lhe diz que não tem condições de suportar suas infidelidades. Na ocasião, ela ainda revela que Horatio Teagle, um dos mais antigos amigos de Charles, propôs casamento a ela. Continuando, ela lhe diz que, embora não tenha aceitado a proposta de Teagle, ela nunca voltará para ele se ele assinar o novo contrato com Hoff. Charles protesta por acreditar que Hoff jamais deixará sua maior estrela ir embora. Ele admite ter cometido um erro naquela noite e Marion, que ainda ama seu marido, afirma que deveria ter sido mais tolerante. Aconselhando Charles a lutar, ela concorda em voltar para casa. Logo em seguida, ele recebe a visita de seu agente, Nat Danziger, que lhe diz que Marion vai entender sua decisão, e que Hoff deverá estar chegando dentro de instantes em companhia de seu braço-direito, Smiley Coy.

Quando os dois chegam, Charles lhes diz que está relutante em assinar o contrato. Hoff lhe oferece, então, um período de férias, rejeitado por Charles. A conversa caminha então para ameaças, o que faz com que Charles ceda e assine o contrato. Depois que os três homens vão embora, Marion telefona para o marido, mas bate o telefone quando ele confessa que foi obrigado a ceder. Alguns dias depois, Connie Bliss, esposa de Buddy, procura Charles para lhe dizer que sabe que foi ele o motorista embriagado que atropelou e matou a criança e que, para não arruinar sua carreira, Hoff providenciou para que Buddy assumisse a culpa.

Alguns dias mais tarde, Charles visita Marion e lhe pede para participar de um jantar que ele está preparando para Buddy. Ela concorda em participar do evento com Teagle. Naquela noite, depois que Buddy e Connie vão embora, Charles e Teagle se recordam do tempo em que eram jovens e idealistas em Nova York. Os dois discutem, também, a proposta de Teagle para Marion e, quando vão embora, ele lhe diz que ela tem que decidir com qual dos dois pretende ficar. Pouco tempo depois, quando Charles se prepara para dormir, ele é interrompido por Smiley, que lhe diz que Dixie Evans, uma mulher que estava com ele na noite do acidente, tem falado muito sobre o caso.

No dia seguinte, ao se encontrarem, Dixie se mostra emocionada ao rever Charles, ocasião em que ela reclama muito da forma como o estúdio a tem tratado, ao usá-la para entreter visitantes, ao invés de lhe oferecer um papel como atriz. A conversa é interrompida com a chegada de Marion e, logo em seguida, Dixie vai embora. Marion assume que interrompeu um encontro amoroso, embora Charles declare sua inocência. O casal volta a discutir e ele lhe diz que precisa dela para amá-lo como ele é. Marion termina cedendo e o casal passa a noite juntos.

Alguns dias mais tarde, ao voltar para casa, Charles encontra Smiley esperando por ele, ocasião em que ele lhe informa que Hoff chamou Dixie ao estúdio e, quando ela finalmente chegou embriagada, ele a espancou.  Preocupado, ele pede sua ajuda para tirá-la de lá. Charles, no entanto, fica horrorizado quando Smiley propõe assassinar Dixie, por ela continuar a provocar Hoff face ao acidente. Quando Marion desce as escadas, Charles lhe pede para convocar seu agente Nat, enquanto ele chama Hoff. Quando todos chegam, eles dizem que ele entendeu mal as intenções de Smiley, mas Charles insiste em acusar Hoff de planejar o assassinato de Dixie.

Apesar de ficar chocada ao saber que Dixie se encontrava com Charles quando ocorreu o acidente, Marion o apoia. Smiley, por outro lado, sugere que a outra maneira que têm para manter Dixie sob controle, é fazer com que ela se case com Charles, afirmando que ele tem uma fita gravada que prova que Marion tem um caso amoroso com Teagle. Quando Smiley apresenta as gravações, Charles, acreditando em Marion, as destrói e pede para que Hoff e Smiley se retirem de sua casa. Sentindo-se humilhado, Hoff afirma que vai revelar a verdade sobre o acidente e que Charles ficará arruinado.

Depois que Smiley e Hoff vão embora, Marion e Charles consolam um ao outro e chamam Teagle, que acreditam poder aconselhá-los. De repente, Buddy chega apressado e, em lágrimas, revela que Connie lhe falara sobre um caso dela com Charles. Em seguida, Buddy cospe no rosto de Charles e vai embora, após o que um tranquilo Charles promete à Marion um futuro melhor. Quando ele se encontra no andar superior tomando banho, Smiley volta e informa Marion que Dixie foi atropelada por um ônibus ao sair de um bar. Ela censura Smiley por seu comportamento quando percebem a presença de água escoando do andar superior. Teagle chega, em seguida, e juntamente com Smiley e Russell, o mordomo, quebram a porta do banheiro e descobrem que Charles cometera suicídio cortando os pulsos. Smiley telefona para o estúdio pedindo para que seja emitido um comunicado à imprensa informando que o ator havia morrido após sofrer um ataque cardíaco, mas Teagle, determinado a não permitir que a angústia do amigo seja maculada por mentiras, afirma que vai dizer a verdade para a imprensa.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Robert Aldrich, a partir de um roteiro escrito por James Poe, “A Grande Chantagem” é um filme produzido pela  The Associates & Aldrich Company em 1955. Sua trama, baseada numa peça de Clifford Odets, conta os problemas vividos por um famoso ator quando ele se vê envolvido no atropelamento com morte de uma criança.

Na direção, Aldrich realiza com ótimo trabalho, no que é ajudado por um elenco de primeira linha. A fotografia, a cargo de Ernest Laszlo, é outro quesito que merece elogios, assim como a trilha sonora assinada por Frank De Vol.

No elenco, destaca-se a atuação de Jack Palance, seguida pelas de Ida Lupino e Rod Steiger.

CAA