Filmes por gênero

NINOTCHKA (1939)

Ninotchka
imagem

Ficha Técnica

Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Ernst Lubitsch
Roteiro: Billy Wilder, Charles Brackett, Walter Reisch
Produção: Ernst Lubitsch
Música Original: Werner R. Heymann
Fotografia: William H. Daniels
Edição: Gene Ruggiero
Direção de Arte: Cedric Gibbons
Figurino: Adrian
Guarda-Roupa: Jack Rohan
Maquiagem: Jack Dawn
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Nota: 9.1
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Greta Garbo Ninotchka (Nina Ivanovna Yakushova)
Melvyn Douglas Conde Leon d'Algout
Ina Claire Grand Duquesa Swana
Bela Lugosi Comissário Razinin
Sig Ruman Michael Simonavich Iranoff
Felix Bressart Buljanoff
Alexander Granach Kopalski
Gregory Gaye Conde Alexis Rakonin
Rolfe Sedan Gerente do Hotel
Edwin Maxwell Mercier, o joalheiro
Richard Carle Gaston, o mordomo
Edwin Stanley Advogado
Frank Reicher Advogado
Constantine Romanoff Homem no Restaurante
Dorothy Adams Jacqueline
Tamara Shayna Anna
Harry Semels Gurganov
Florence Shirley Marianne
Paul Weigel Vladimir
Bess Flowers .

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme

Oscar de Melhor História Original (Melchior Lengyel)

Oscar de Melhor Roteiro (Billy Wilder, Charles Brackett, Walter Reisch )

Oscar de Melhor Atriz (Greta Garbo)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Ernst Lubitsch)

Prêmio de Melhor Atriz (Greta Garbo)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Três emissários soviéticos,  Buljanoff, Iranoff e Kopalski, chegam à Paris com a missão de venderem uma grande quantidade de jóias confiscadas pela revolução bolchevique e que, no passado pertenceram à Grand Duquesa Swana.   Ao entrarem no luxuoso Hotel Clarence, Buljanoff diz que seria melhor se eles fossem para o Terminus, um hotel barato onde o governo soviético havia feito as reservas em nome deles.  O problema é que só a Royal Suite do Clarence tem um cofre capaz de abrigar todas as jóias.

Um garçom exilado, Conde Alexis Rakonin, ouve o telefonema que Iranoff dá para o joalheiro Mercier a respeito da venda das jóias.  Ato contínuo, ele corre até a luxuosa mansão da Duquesa Swana, a fim de lhe contar sobre a missão dos soviéticos.  Lá, encontra-se o Conde Leon D'Algout, amante da duquesa, discutindo sobre a possibilidade dela vender suas 'memórias' para a Gazette Parisienne.

No hotel, Mercier examina as jóias e faz uma proposta de compra muito baixa, a qual não é aceita pelos soviéticos.  Leon entra na Royal Suite sob o pretexto de falar com Mercier.  Ao ver as jóias, decide fazer o possível para que elas não sejam vendidas.  Assim, convida os russos para uma noitada parisiense com a intenção de seduzi-los com os prazeres oferecidos pelo capitalismo.  Em pouco tempo, corrompidos pela bebida, música e dança, eles concordam que Leon envie um telegrama ao Comissário Razinin, em Moscou.  Pouco depois, chega a resposta de Razinin informando a chegada imediata à Paris de uma pessoa para substituir os três russos pela demora em vender as jóias.

Para surpresa de todos, a pessoa enviada por Moscou é uma mulher, Nina Ivanovna Yakushova, mais conhecida por Ninotchka.  Ao chegar ao hotel, ela critica seus camaradas pelo custo das acomodações.

Ao conhecê-la, Leon decide jogar todo o seu charme para seduzi-la.  Inicialmente, ela se mostra uma mulher fria, nada romântica.  Ele a acompanha numa visita aos pontos turísticos da cidade, como os Grands Boulevards, o Arco do Triunfo, a Ópera, a Torre Eiffel, Montmartre, entre outros.  Ao voltarem, Leon consegue levá-la até seu apartamento numa tentativa de transformar sua rigidez soviética.  Depois de um longo monólogo sobre a paixão, o amor e o desejo, ele termina beijando-a, no que é por ela retribuído.  Entretanto, ao descobrir que ele é seu adversário no negócio das jóias, ela lhe diz que seu relacionamento deve acabar por ali.  De volta ao Hotel Clarence, ela se olha longamente num espelho e se dá conta de que se acha fascinada pela última moda parisiense e menos interessada nas jóias da Duquesa.

No apartamento de Leon, a campainha toca e ele abre a porta.  Para sua surpresa, uma tímida Ninotchka entra portando um novo chapéu e um lindo vestido.  Os dois terminam declarando seu mútuo amor e resolvem festejar em um clube noturno.  Ao saírem de lá, vão até a Royal Suite onde ela se acha hospedada, carregando mais uma garrafa de champagne.

Ela se torna sua amante, apaixonada pela primeira vez.  Ninotchka e Leon abrem o cofre e admiram as jóias da Duquesa.  Leon coloca um lindo diadema na cabeça dela, que adormece em seus braços.  Às 11:45 horas da manhã seguinte, Ninotchka é acordada quando a Duquesa invade sua Suite.  Ao se levantar, descobre que o cofre se acha aberto e que as jóias desapareceram.

A seguir, ela toma conhecimento de que Rakonin havia roubado as jóias, entregando-as à Duquesa.  Esta propõe desistir das jóias se Ninotchka pegar o primeiro avião para Moscou sem se despedir de Leon.  Ao perceber que não tem outra escolha, ela aceita a oferta da Duquesa, desistindo de Leon para o bem de seu País.

Quando Leon toma conhecimento da partida de Ninotchka, através da Duquesa, tenta obter um visa para viajar para Moscou, mas não o consegue.  Ele lhe envia uma carta mas, ao abri-la, ela verifica que o texto fora censurado.

Ao procurar o Comissário Razinin para lhe entregar uma pasta com seu relatório sobre estudos econômicos para os próximos quatro meses, este lhe diz que pretende enviá-la à Constantinopla para verificar os motivos pelos quais os camaradas Buljanoff, Iranoff e Kopalski ainda não conseguiram realizar uma missão que lhe fora confiada.

Ao chegar ao aeroporto de Constantinopla, ela é recebida pelos três russos e, em seguida, levada para o luxuoso hotel onde eles se acham hospedados.  Lá, toma conhecimento que os camaradas não pretendem voltar para a União Soviética, já que se tornaram proprietários de um restaurante que serve comida russa.  Buljanoff aponta para a varanda, onde ela vê Leon aguardando-a com um sorriso.  Foi ele que arranjou para que ela saísse da Rússia, já que não conseguira o visa para viajar para lá.

Finalmente, ele a persuade a não voltar para Moscou e a se tornar sua esposa.

imagem

Comentários

"Ninotchka" é uma excelente comédia romântica que procura satirizar o sistema político comunista da União Soviética.  Produzido e dirigido por Ernst Lubitsch, o filme parte de um magnífico roteiro adaptado de uma obra de Melchior Lengyel.

Os diálogos são inteligentes e a direção de Lubitsch é consistentemente boa.  A química entre Melvyn Douglas, que apresenta uma grande atuação, e Greta Garbo, maravilhosa como sempre, é simplesmente perfeita.

A confrontação entre os sistemas capitalista e socialista é exagerada e caricaturada, mas provoca muitas risadas.

CAA