Filmes por gênero

JEJUM DE AMOR (1955)

My sister Eileen
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Há falta de homens (Portugal)
Ma soeur est du tonnerre (França, Bélgica)
Mia sorella Evelina (Itália)
Mi hermana Elena (Espanha)
Meine schwester Ellen (Alemanha, Austria)
Pass för den blonda (Suécia)
Eileen, a húgom (Hungria)
Min søster Eileen (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Musical, Comédia Romântica
Direção: Richard Quine
Roteiro: Richard Quine, Blake Edwards
Produção: Fred Kohlmar
Música Original: George Duning
Direção Musical: Morris Stoloff
Coreografia: Bob Fosse
Fotografia: Charles Lawton Jr.
Edição: Charles Nelson
Direção de Arte: Walter Holscher
Figurino: Jean Louis
Maquiagem: Clay Campbell
Efeitos Sonoros: Lambert E. Day, John P. Livadary
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1957

Elenco

Janet Leigh Eileen Sherwood
Jack Lemmon Robert 'Bob' Baker
Betty Garrett Ruth Sherwood
Bob Fosse Frank Lippincott
Kurt Kasznar 'Papa' Appopolous
Dick York Ted 'Wreck' Loomis
Lucy Marlow Helen
Tommy Rall Chick Clark
Barbara Brown Mãe de Helen
Horace McMahon Oficial de Polícia Lonigan
Hal March Bêbado
Adelle August Secretária
Ken Christy Charlie, Sgt. da Polícia
Richard Deacon Recepcionista de Baker
Fred Curt Dançarino
Ricky Gonzales Dançarino
Troy Patterson Dançarino
Carey Leverette Dançarino
Ann Loos Recepcionista
Jana Mason Recepcionista
Dayton Lummis Sr. Wallace
Alberto Morin Cônsul brasileiro
Fabio Ramos Executivo brasileiro
Frank O'Connor Sr. O'Connor
Queenie Smith Alice

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

As irmãs Ruth e Eileen Sherwood, de Columbus, Ohio, chegam à Nova York, onde Ruth espera encontrar o sucesso como escritora e a bela Eileen, como atriz. As jovens são rapidamente notadas pelo astuto, mas bom ‘Papa’ Appopolous, que lhes procura para alugar um pequeno estúdio localizado em um porão, onde a maçaneta da porta cai todas as vezes que as paredes estremecem, durante explosões decorrentes da construção, nas proximidades, do metrô. Pouco tempo depois, as jovens conhecem seu vizinho, Ted 'Wreck' Loomis, um atleta que compartilha um estúdio com sua noiva, Helen, que ele raramente vê por trabalharem em horários diferentes. No dia seguinte, Ted e Papa desejam sorte às jovens, quando elas saem em busca de empregos.

Ruth tem uma carta de apresentação endereçada a Bob Baker, o editor da revista Mad Hatter, mas ao chegar ao escritório dele, descobre que Bob está saindo de férias. De qualquer forma, ele a aconselha a escrever histórias verídicas, ao invés daquelas que possam soar falso, como as por ela apresentadas. Enquanto isso, Eileen é convidada para o escritório do produtor teatral, apenas para descobrir que ele está mais interessado em sua aparência, que em sua capacidade de atuar. Desapontada, ela almoça no Walgreen, onde o gerente, Frank Lippincott, lhe oferece almoços gratuitos, lembrando-lhe que muitas pessoas, ligadas ao teatro, fazem refeições em seu estabelecimento. Durante as duas semanas que se seguem, as histórias de Ruth são todas rejeitadas e Eileen não tem sorte em seus testes para o teatro.

Certo dia, no Walgreen, o repórter Chick Clark ouve Frank aconselhando Eileen em relação a um teste a que ela vai ser submetida e, alegando conhecer o produtor do show, promete levá-la imediatamente até ele. Frank, zelosamente, insiste em acompanhá-los e, para desânimo da jovem e constrangimento deles, tratava-se de um show de strip-tease. Enquanto isso, Bob chama Ruth ao seu escritório para dizer-lhe que gostou mais do que chamou de seus contos mais honestos, do que daqueles sobre as escapadas românticas dela e de sua irmã.  Quando Ruth, impulsivamente, declara que não tem irmã e que as histórias são suas próprias experiências, ele se mostra impressionado e a convida para um encontro, que ela declina. Ao voltar para casa, ela mente para a irmã, dizendo que ele é feio e chato.

Pouco tempo depois, Ted e Helen perguntam às jovens se ele pode ficar alguns dias com elas, enquanto a mãe de Helen a visita. Embora Ruth hesite, Eileen concorda em recebê-lo. Na ocasião, Eileen comenta que convidou Chick e Frank para o jantar, mas quando um encanador arruína o molho de espaguete, eles terminam no ‘El Morocco’ a convite do repórter. Uma vez lá, ele monopoliza Eileen, prometendo-lhe recomendar Ruth ao seu editor. Enquanto Frank se mostra abatido, Ruth tenta evitar Bob, que se acha em companhia de uma bela morena. Ao voltarem para casa, uma atipicamente embriagada Ruth insiste que o grupo pare diante de um coreto vazio, onde ela brinda a todos ao falar sobre a vida em Ohio.

No dia seguinte, quando sua secretária sugere que Ruth está mentindo, ao afirmar que o texto enviado é autobiográfico, Bob sente-se ofendido e lhe diz que ela não mentiria para ele. Em seguida, ele lhe telefona, convidando-a para jantar e discutir a publicação da matéria. Naquela noite, suas suspeitas se confirmam diante da reação de Ruth quando ele a beija. Em casa, Eileen confessa a Frank que, a menos que Ruth tenha o seu conto publicado, elas terão que voltar para Ohio no dia seguinte, pois não têm mais dinheiro.

Mais tarde, ao ouvir Frank cantar para ela, Eileen percebe que ele está apaixonado. No entanto, quando ele vê Ted no apartamento delas, ele a acusa de enganá-lo e se afasta. Ao chegar em casa, Ruth encontra a irmã em lágrimas, ocasião em que ela lhe fala sobre o comportamento desagradável de Bob. Na manhã seguinte, Ruth recebe um telefonema do editor da revista, através do qual ele lhe pede para cobrir a chegada da Marinha do Brasil e, emocionada, ela sai apressada. Chick, que fez a chamada falsa para ficar a sós com Eileen, chega ao estúdio e, ao tentar agarrá-la, ela grita e Ted o coloca para fora. Em seguida, ao tentar confortá-la, ele é visto por Helen, que não entende o que está ocorrendo.

Enquanto isso, no cáis, Ruth é rodeada por cadetes brasileiros, que a acompanham em seu caminho de volta. Bob telefona e Eileen o repreende depois de afirmar que ela e Ruth são irmãs. Na esperança de acalmar os cadetes animados, Ruth e Eileen sugerem que dancem uma conga e, como consequência, o resultado é o oposto do que elas imaginavam, com a polícia intervindo e fazendo diversas prisões. O Cônsul brasileiro é chamado para liberar as jovens e os cadetes.

Ao chegarem ao estúdio, elas se sentem felizes ao verificarem que Ted e Helen se reconciliaram. Logo em seguida, Bob procura Ruth para confessar seu amor por ela e dizer-lhe que deseja publicar todos os seus contos. Por outro lado, Frank retorna com um pedido de desculpas e uma caixa de chocolates para Eileen. No final, depois que o Consul brasileiro formaliza seu reconhecimento pela participação delas quando da chegada dos cadetes, elas decidem permanecer em Nova York e uma nova festa tem início.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Richard Quine, a partir de um roteiro por ele escrito, juntamente com Blake Edwards, “Jejum de Amor” é uma divertida comédia musical norte-americana produzida em 1955 por Fred Kohlmar para a Columbia Pictures Corporation. Sua trama, baseada numa peça de Joseph Fields e Jerome Chodorov, conta a história de duas irmãs que deixam sua terra natal, Ohio, e seguem para Nova York em busca de suas realizações pessoais.

Embora não seja extraordinária, a direção de Quine se mostra bastante segura. Os números musicais são uma alegria, a dança, um deleite, e a história deliciosamente simples. Entre os números musicais, encontram-se “As Soon As They See Eileen”, interpretado por Betty Garrett, “There’s Nothin’ Like Love”, interpretado por Janet Leigh, Betty Garrett e Bob Fosse, “Give Me A Band And My Baby”, interpretado por Janet Leigh, Betty Garrett, Bob Fosse e Tommy Rall, “It’s Bigger Than You And Me”, interpretado por Jack Lemmon, “Conga”, interpretado por Betty Garrett, Janet Leigh, Kurt Kasznar e os Marinheiros, dentre outros.

No elenco, Janet Leigh e Jack Lemmon brilham, mas a verdadeira estrela é a gloriosa Betty Garrett, no papel de Ruth Sherwood.

CAA