Filmes por gênero

JORNADA SANGRENTA (1953)

Column South
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Onde impera a traição (Portugal)
L'héroïque lieutenant (França)
Colonne sud (Bélgica)
Il tenente dinamite (Itália)
Columna al sur (Espanha)
Todos eran valientes (Chile)
De røde djævle (Dinamarca)
Rykande pistoler (Suécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: Frederick De Cordova
Roteiro: William Sackheim
Produção: Ted Richmond
Música Original: Henry Mancini, Herman Stein
Direção Musical: Joseph Gershenson
Fotografia: Charles P. Boyle
Edição: Milton Carruth
Direção de Arte: Hilyard M. Brown, Alexander Golitzen
Figurino: Rosemary Odell
Maquiagem: Bud Westmore
Efeitos Sonoros: Glenn E. Anderson, Leslie I. Carey
Nota: 7.6
Filme Assistido em: 1954

Elenco

Audie Murphy Tenente Jed Sayre
Joan Evans Marcy Whitlock
Robert Sterling Capitão Lee Whitlock
Ray Collins Brigadeiro General B. N. Storey
Dennis Weaver Menguito
Gregg Palmer Tenente Ben Chalmers
Russell Johnson Cabo Biddle
Jack Kelly Soldado de Cavalaria Vaness
Johnny Downs Tenente Posick
Bob Steele Sargento 'Mac' McAfee
James Best Primrose
Ralph Moody Joe Copper Face
Alan Dexter Tom Kehler
Richard Garland Tenente Fry
Rico Alaniz Soldado de Cavalaria Chavez
Ray Montgomery Soldado de Cavalaria Keit
Jack Ingram Veterinário
Sydney Mason Garsey
Tyler McVey Miller
Denver Pyle Espião confederado
Edwin Rand Sabbath
Edward Colebrook Jogador de pôquer
Jack George Jogador de pôquer
Jimmy Gray Jogador de pôquer

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em janeiro de 1861, Jed Sayre, um tenente da cavalaria dos Estados Unidos e comandante do Forte Union, no Novo México, recebe instruções para entregar o comando do Forte ao implacável Capitão Lee Whitlock, que acabou de chegar do Mississippi com sua irmã Marcy. Whitlock dá ordens para que Jed termine com seu relacionamento amigável com os índios Navajos. Durante sua primeira noite no Forte, Marcy grita de terror ao ver um índio observando o seu quarto. Jed e o Tenente Ben Chalmers tentam acalmá-la e decidem apresentá-la formalmente ao índio Joe Copper Face, mas ela foge com medo.

Certo dia, ao se deparar com o corpo de um garimpeiro morto e escalpelado, Whitlock supõe que se trata de um ato praticado pelos Navajos e ordena que Menguito entregue os assassinos. Jed tenta convencer o capitão que escalpelar não é uma prática utilizada pelos Navajos, mas ele não aceita seus argumentos. Em um bar próximo, Jed e Chalmers encontram evidências de que o homem assassinado foi morto por seu colega garimpeiro, Tom Kehler. Depois que este confessa o crime, Jed e Chalmers vão até as colinas, em busca de Whitlock, que se acha prestes a atacar os índios por acreditar que estes são os verdadeiros assassinos do garimpeiro. Com sorte, eles chegam a tempo de evitarem uma batalha sangrenta. Mais tarde, Jed leva Whitlock até Menguito, mas o encontro pacífico se torna violento quando um renegado Navajo tenta agredir Whitlock. Menguito pede desculpas pelo incidente, mas adverte Whitlock que seu temperamento pode resultar em uma guerra entre índios e brancos.

Mais tarde, no Forte, Marcy insulta Menguito e diz a Jed que ainda odeia os selvagens de pele vermelha. No entanto, ela finalmente percebe que Jed está certo ao respeitar os índios e acredita que provavelmente ele salvou a vida do irmão, ao impedir que uma batalha tivesse ocorrido. Na ocasião, ela pede desculpas por seu comportamento e, em seguida, confessa estar apaixonada por ele. Enquanto isso, no Quartel Militar do Nono Distrito, em Santa Fé, um General da União e traidor, B. N. Storey, convence Whitlock a se tornar um traidor como ele e se juntar às tropas do sul.

Ao deixar o Forte com um número reduzido de soldados para defendê-lo, Whitlock leva seu Regimento para o deserto, a fim de se encontrar com outros grupos de Confederados. Quando Jed encontra evidências de que Whitlock está conspirando com Storey para desertar às fileiras da União, ele retorna ao Forte com um grupo de soldados leais à União, onde chegam quando Menguito e os Navajos estão prestes a capturá-lo. A situação se mostra bastante difícil para os defensores do Forte, até que Whitlock, movido por um arrependimento, retorna para lutar ao lado da cavalaria. Este simples ato de bravura, por parte de Whitlock, salva o Forte e os índios são finalmente encurralados. Whitlock demite-se do comando do Forte Union, deixando-o sob o comando de Jed, que se prepara para casar com Marcy.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Frederick De Cordova, a partir de um roteiro escrito por William Sackheim, “Jornada Sangrenta” é um razoável faroeste produzido pela Universal International Pictures em 1953. Sua trama, baseada numa estória de William Sackheim, apresenta alguns bons momentos.

A direção de Cordova se mostra apenas razoável, embora consiga manter um bom ritmo em boa parte da narrativa. Por outro lado, a fotografia assinada por Charles P. Boyle, é de muito boa qualidade.

No elenco, destacam-se as atuações de Audie Murphy e Dennis Weaver, seguidas pela de Ray Collins.

CAA