Filmes por gênero

NOIVO NEURÓTICO, NOIVA NERVOSA (1977)

Annie Hall
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Io & Annie (Itália)
Dos extraños amantes (Argentina, México, Uruguai)
Der stadtneurotiker (Austria, Alemanha)
Mig og Annie (Dinamarca)
Annie og jeg (Noruega)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia, Drama, Romance
Direção: Woody Allen
Roteiro: Woody Allen, Marshall Brickman
Produção: Charles H. Joffe, Jack Rollins
Fotografia: Gordon Willis
Edição: Wendy Greene Bricmont, Ralph Rosenblum
Direção de Arte: Mel Bourne
Figurino: Ruth Morley
Guarda-Roupa: Nancy McArdle, Marilyn Putnam, Ralph Lauren
Maquiagem: Fern Buchner, John Inzerella
Efeitos Sonoros: James Sabat, Dan Sable, James Pilcher, Jack Higgins
Nota: 9.3
Filme Assistido em: 1978

Elenco

Woody Allen Alvy Singer
Diane Keaton Annie Hall
Tony Roberts Rob
Carol Kane Allison Portchnik
Paul Simon Tony Lacey
Shelley Duvall Pam
Janet Margolin Robin
Colleen Dewhurst Sra. Hall
Christopher Walken Duane Hall
Donald Symington Sr. Hall
Helen Ludlam Grammy Hall
Mordecai Lawner Sr. Singer
Joan Neuman Sra. Singer
Jonathan Munk Alvy Singer, aos 9 anos
Martin Rosenblatt Tio de Alvy
Ruth Volner Tia de Alvy
Mary Boylan Srta. Reed
Rashel Novikoff Tia Tessie
Wendy Girard Janet
Sigourney Weaver Amiga de Alvy
Beverly D'Angelo Atriz no TV Show de Rob
Humphrey Davis Psiquiatra de Alvy
Veronica Radburn Psiquiatra de Annie
John Dennis Johnston Policial

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Woody Allen)

Oscar de Melhor Filme (Charles H. Joffe)

Oscar de Melhor Atriz (Diane Keaton)

Oscar de Melhor Roteiro Original (Woody Allen, Marshall Brickman )

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Musical ou Comédia (Diane Keaton)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Direção (Woody Allen)

Prêmio de Melhor Roteiro (Woody Allen, Marshall Brickman)

Prêmio de Melhor Edição (Ralph Rosenblum, Wendy Greene Bricmont)

Prêmio de Melhor Atriz (Diane Keaton)

Prêmios Bodil - Copenhague, Dinamarca

Bodil de Melhor Filme Não Europeu (Woody Allen)

Círculo dos Roteiristas de Cinema, Espanha

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Woody Allen)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro escrito diretamente para o cinema (Woody Allen, Marshall Brickman)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Atriz (Diane Keaton)

Prêmio de Melhor Roteiro (Woody Allen, Marshall Brickman)

Prêmio de Melhor Direção (Woody Allen)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Atriz (Diane Keaton)

Prêmio de Melhor Direção (Woody Allen)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Roteiro (Woody Allen, Marshall Brickman )

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Roteiro (Woody Allen, Marshall Brickman)

Prêmio de Melhor Atriz (Diane Keaton)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator (Woody Allen)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Musical ou Comédia

Prêmio de Melhor Roteiro (Woody Allen, Marshall Brickman)

Prêmio de Melhor Direção (Woody Allen)

Prêmio de Melhor Ator em um Musical ou Comédia (Woody Allen)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Ator (Woody Allen)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Filme Estrangeiro (Woody Allen)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Diretor (Woody Allen)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Alvy Singer é um humorista judeu que, aos 40 anos, encontra-se meio perdido no meio de uma crise da meia-idade.  Fixado no passado, ao relembrar sua infância no Brooklyn, durante a 2ª Guerra, sua primeira imagem é de depressão, ao lado de sua superprotetora mãe. 

Em novo falshback, ele relembra sua vida um ano antes, quando se achava envolvido com Annie.  Neurótico, ele se recusa a entrar num cinema porque Annie chegou dois minutos atrasada.  Em casa, eles discutem quando ela dá uma desculpa para não fazer sexo e, em seguida, sugere que ele procure analisar os problemas sexuais que teve durante seu primeiro casamento com Allison.  Allison era uma judia politicamente ativa que sempre estava querendo fazer sexo, enquanto Alvy procurava se esquivar.  Em seguida, ao passearem pela praia de Long Island, Alvy pede para que Annie fale de seus namorados anteriores.

Num terceiro flashback, ele relembra seu segundo casamento, com uma tensa e liberal intelectual chamada Robin.  Nesse relacionamento, sexo também era um problema.  Neurótica e insatisfeita, Robin era incapaz de chegar ao orgasmo.

Em seguida, ele recorda seu primeiro encontro com Annie, numa quadra de tênis de um clube de Manhattan.  Na ocasião, eles conversam, quando Alvy fica sabendo que ela é uma aspirante à cantora/atriz.  Ele é por ela convidado para uma taça de vinho em seu apartamento.  Ele aceita o convite já que não tem qualquer compromisso até a hora de seu psiquiatra, um terapeuta que ele freqüenta há 15 anos. 

No sábado seguinte, ele a acompanha ao 'nightclub' onde ela vai se apresentar pela primeira vez.  A apresentação é um fiasco e, ao final, ao caminharem para uma 'delicatessen', Alvy tenta fazer com que ela se sinta melhor.  De repente, após o jantar, Annie e Alvy fazem sexo, apesar de suas diferenças étnicas e de personalidade.  Sentindo-se apaixonados, Annie sugere mudar-se para o apartamento de Alvy, mas este é contra a idéia.

Um outro flashback leva Alvy a um mês atrás, quando Annie fala de sua última sessão com seu analista, quando foram levantados os problemas que estão tornando difícil o relacionamento dos dois:  a possessividade, o conservadorismo e o ciúme dele.  Ele sente, então, que em uma única sessão ela obteve um progresso maior do que ele em 15 anos de terapia.

À medida que Annie se torna mais autoconfiante, seu canto melhora e ela termina sendo procurada por um produtor musical de Los Angeles, Tony Lacey.  Receoso de perdê-la, Alvy faz com ela não compareça a um encontro combinado com Lacey.  É o começo do fim do relacionamento deles.  Alvy torna-se cada vez mais inseguro e possessivo.

Na semana do Natal, eles vão a Los Angeles, para uma apresentação de Alvy no programa de premiação de uma TV.  Lá, eles encontram seu velho amigo, Rob, um ator que agora trabalha na cidade.  Rob os convida para irem a uma festa na mansão de Tony Lacey.  Uma vez na mansão, ela é convidada a passar um período de seis semanas na cidade, a fim de ter um álbum gravado.

Quando Annie aceita trabalhar em Los Angeles, Alvy tenta levá-la de volta para nova York, propondo-lhe casamento, mas ela polidamente recusa.  Ele fica ainda mais aborrecido quando toma conhecimento que o novo namorado de Annie, Tony, acaba de ser indicado ao prêmio Grammy.

No final, dois jovens atores, em Nova York, ensaiam a primeira peça de Alvy, "Annie Hall".  Na peça, Alvy fala do seu relacionamento com Annie, mudando as últimas falas, já que, ao contrário do que realmente ocorreu em Los Angeles, na peça Annie se reconcilia e resolve voltar para Nova York.

imagem imagem imagem

Comentários

"Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" é uma excelente comédia romântica.  Realizado pelo cineasta Woody Allen, que também participou da elaboração do roteiro, o filme é considerado, por muitos, como sua obra-prima.

Vários temas presentes em filmes anteriores de Allen, como o anti-semitismo, frustrações sexuais, neuroses e pessimismo, também são encontrados em "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa".

Além de um roteiro bem estruturado e de uma direção consistentemente boa, o filme conta ainda com as magníficas atuações de Diane Keaton e Wood Allen, nos papéis principais.

Enfim, "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" é uma comédia imperdível.

CAA