Filmes por gênero

NO CALOR DA NOITE (1967)

In the heat of the night
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Dans la chaleur de la nuit (França, Bélgica, Canadá)
La calda notte dell'ispettore Tibbs (Itália)
En el calor de la noche (Espanha)
Al calor de la noche (Argentina, México, Venezuela)
In der Hitze der Nacht (Austria, Alemanha)
I nattens hetta (Suécia)
De Nacht van Inspecteur Tibbs (Holanda)
Natten var het (Noruega)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Crime, Drama, Mistério, Suspense
Direção: Norman Jewison
Roteiro: Stirling Silliphant
Produção: Walter Mirisch
Música Original: Quincy Jones
Fotografia: Haskell Wexler
Edição: Hal Ashby
Direção de Arte: Paul Groesse
Figurino: Alan Levine
Guarda-Roupa: Alan Levine
Maquiagem: Del Armstrong
Efeitos Sonoros: James Richard, Walter Goss, Clem Portman
Nota: 9.2
Filme Assistido em: 1968

Elenco

Sidney Poitier Detetive Virgil Tibbs
Rod Steiger Chefe de Polícia Bill Gillespie
Warren Oates Sam Wood
Lee Grant Sra. Leslie Colbert
Larry Gates Eric Endicott
James Patterson Purdy, irmão de Delores
William Schallert Prefeito Webb Schubert
Beah Richards Mama Caleba
Peter Whitney Oficial George Courtney
Kermit Murdock H. E. Henderson, banqueiro
Larry D. Mann Watkins
Matt Clark Packy Harrison
Quentin Dean Delores Purdy
Arthur Malet Ted Ulam
Fred Stewart Dr. Stuart
Scott Wilson Harvey Oberst, suspeito de assassinato
Timothy Scott Oficial Martin
William Watson Oficial Harold Courtney
Eldon Quick Charlie Hawthorne, fotógrafo
Jester Hairston Henry
Peter Masterson Oficial Arnold Fryer
Anthony James Ralph Henshaw
Alan Oppenheimer Ted Appleton
Khalil Bezaleel Jess
Philip Garris Engenheiro
Jack Teter Philip Colbert, vítima de um assassino

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme (Walter Mirisch)

Oscar de Melhor Ator (Rod Steiger)

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Stirling Silliphant)

Oscar de Melhor Edição (Hal Ashby)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Ator Estrangeiro (Rod Steiger)

Prêmio Nações Unidas (Norman Jewison)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator (Rod Steiger)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Drama

Prêmio de Melhor Roteiro (Stirling Silliphant)

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Rod Steiger)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Ator (Rod Steiger)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Ator (Rod Steiger)

Prêmio de Melhor Fotografia (Haskell Wexler)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (Norman Jewison)

Prêmio de Melhor Interpretação em Filme Estrangeiro (Rod Steiger)

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme (Stirling Silliphant)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Drama

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Drama (Rod Steiger)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Norman Jewison)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (James Richard)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme (Norman Jewison)

Prêmio de Melhor Ator Estrangeiro (Sidney Poitier)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Norman Jewison)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Quentin Dean)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Lee Grant)

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Sidney Poitier)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Norman Jewison)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de um Drama Americano (Stirling Silliphant)

Prêmios Grammy, EUA

Grammy de Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual (Quincy Jones)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Drama (Sidney Poitier)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Ao viajar ao sul do país para visitar sua mãe na zona rural, Virgil Tibbs, um detetive negro do Departamento de Homicídios da Philadelphia, acaba involuntariamente envolvido na investigação do assassinato de um importante empresário local, sendo primeiramente acusado do crime e depois convidado a solucioná-lo.

Encontrar o assassino torna-se particularmente difícil, pois seus esforços são constantemente boicotados pelo preconceituoso delegado local.  Mas nenhum dos dois pode resolver esse caso sozinho e, colocando de lado suas diferenças e preconceitos, unem forças em uma corrida desesperada contra o tempo que os levará a descobrir a chocante verdade.

Quando o caso é resolvido, o preconceituoso Gillespie se curva diante do conhecimento e da capacidade de trabalho de Tibbs, e faz questão de levá-lo até a estação ferroviária, onde lhe estende a mão e lhe deseja boa viagem.

imagem imagem imagem

Comentários

"No Calor da Noite" é um filme sobre um caso de assassinato, mas, no fundo, a grande questão que está por trás são os problemas raciais.  O diretor Norman Jewison dirigiu esse clássico durante o período em que as tensões raciais eram altas nos Estados Unidos, de modo que, ele procurou mostrar quão intolerantes e preconceituosas as pessoas podem ser.

O filme é repleto de grandes momentos, de modo que, torna-se difícil falar sobre todos eles.  Mas o importante é a mensagem endereçada por Jewison aos racistas, mostrando que brancos e negros podem trabalhar juntos.

Rod Steiger e Sidney Poitier fizeram esse filme memorável com magníficas interpretações, apoiados por um elenco coadjuvante de primeira.  Rod Steiger foi agraciado com o Oscar, o Globo de Ouro e o prêmio da Academia Britânica de melhor ator.  Por outro lado, Poitier foi indicado ao Globo de Ouro e ao prêmio de melhor ator da Academia Britânica.

A canção-tema do filme, interpretada por Ray Charles, é maravilhosa e se completa com a soberba trilha sonora de Quincy Jones.

Sem dúvida alguma, "No Calor da Noite" é um dos melhores filmes da década de 60.

CAA