Filmes por gênero

A LENDA DOS BEIJOS PERDIDOS (1954)

Brigadoon
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Brigadoon titka (Hungria)
Lumottu laakso (Finlândia)
Brigadoon: A Lenda dos Beijos Perdidos (Portugal)
Бригадун (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Musical, Romance
Direção: Vincente Minnelli
Roteiro: Alan Jay Lerner
Produção: Arthur Freed
Direção Musical: Johnny Green
Coreografia: Gene Kelly
Fotografia: Joseph Ruttenberg
Edição: Albert Akst
Direção de Arte: Cedric Gibbons, E. Preston Ames
Figurino: Irene Sharaff
Maquiagem: William Tuttle, Sydney Guilaroff
Efeitos Sonoros: Wesley C. Miller
Efeitos Especiais: Warren Newcombe
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1955

Elenco

Gene Kelly Tommy Albright
Van Johnson Jeff Douglas
Cyd Charisse Fiona Campbell
Elaine Stewart Jane Ashton
Barry Jones Sr. Lundie
Hugh Laing Harry Beaton
Albert Sharpe Andrew Campbell
Virginia Bosler Jean Campbell
Jimmy Thompson Charlie Dalrymple
Tudor Owen Archie Beaton
Owen McGiveney Angus
Dee Turnell Ann
Dodie Heath Meg Brockie
Eddie Quillan Sandy
Madge Blake Sra. McIntosh
Al Ferguson Baker
Oliver Blake Frank
Hugh Boswell Sr. McIntosh
George Chakiris Dançarino
Joan Larkin Dançarina
Gloria Stone Dançarina

Prêmios

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Fotografia a Cores (Joseph Ruttenberg)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Cedric Gibbons, E. Preston Ames, Edwin B. Willis, F. Keogh Gleason)

Oscar de Melhor Figurino a cores (Irene Sharaff)

Oscar de Melhor Gravação de Som (Wesley C. Miller)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Nas montanhosas e enevoadas terras da Escócia, os nova-iorquinos Tommy Albright e Jeff Douglas se perdem no primeiro dia de caça à perdiz, enquanto os habitantes da pequena aldeia de Brigadoon acordam ao amanhecer e se reúnem na praça para uma animada feira. Quando a névoa desaparece, os amigos notam a aldeia, que não se encontra em seus mapas, e se dirigem até ela em busca de alimentos. Tommy e Jeff encontram Fiona Campbell, que está preparando o casamento de sua irmã mais jovem, Jean, com Charlie Dalrymple. Tommy se mostra imediatamente encantado com a bela Fiona, que os direciona para a praça da aldeia. Os aldeões se mostram apreensivos com a presença dos estranhos e, quando Tommy tenta comprar um pouco de leite, o vendedor rejeita seu xelim depois de se maravilhar com o encontro em si. No entanto, Charlie se mostra generoso ao comprar o pequeno almoço para eles, o que faz com que Tommy e Jeff se juntem aos aldeões para brindarem o fim de seus dias de solteiro.

Quando Fiona chega à feira, Tommy a segue. Enquanto isso, Harry Beaton, um pretendente rejeitado por Jean, amargamente diz ao pai dela, o Sr. Andrew, que sua vida não vale mais nada, e que ele passou a odiar tudo e todos naquela cidade amaldiçoada. Por outro lado, Tommy e Fiona vão até as montanhas colher flores para ornamentarem a festa, mas ao se aproximarem de uma ponte existente nos limites de Brigadoon, ela entra em pânico e foge. Tommy, agora apaixonado, encontra Jeff na estrada e insiste para que eles fiquem para o casamento. No peitoril da janela da casa de Campbell, eles encontram a Bíblia da família que Charlie tinha assinado anteriormente, e Tommy se mostra desnorteado quando olha para as entradas e vê que Fiona nasceu em 1732, e que Charlie considerou o ano de seu casamento com Jean como sendo 1754.

Jeff se mostra indiferente, mas o perplexo Tommy confronta Fiona e pede uma explicação. Ela, relutantemente, concorda em levá-los para ver o professor, o Sr. Lundie, que fala do "milagre" que aconteceu em Brigadoon: duzentos anos atrás, as terras altas foram infestadas por feiticeiros que foram afastando as pessoas do ensino de Deus. Para protegê-las de influências externas, o ministro da aldeia pediu a Deus para fazer com que Brigadoon e seus habitantes desaparecessem no nevoeiro e despertassem cem anos depois. Lundie acrescenta que, como parte do contrato do ministro com Deus, se alguém da aldeia infrigisse o contrato, o feitiço seria quebrado para todos e Brigadoon desapareceria para sempre. Tommy pergunta se é possível que alguém de fora permaneça na aldeia, e o Sr. Lundie responde que sim, desde que ele ame profundamente alguém em Brigadoon. Mais tarde, todos na aldeia se reúnem para o casamento, mas as festividades tomam um rumo perigoso quando Harry tenta beijar Jean e puxa uma faca contra Charlie.

Harry é rapidamente subjugado, mas anuncia que vai deixar Brigadoon e foge. Os homens da aldeia rapidamente formam equipes de busca para ir atrás dele, e Tommy junta-se a eles. Harry luta contra seus perseguidores, mas ao se esconder em uma árvore, é acidentalmente baleado por Jeff, quando este visava uma perdiz. Os homens assumem que Harry caiu e bateu fortemente com a cabeça no chão, e concordam em manter sua morte em segredo até a manhã seguinte, a fim de evitar a formação de uma nuvem sobre a celebração do casamento. Tommy diz apaixonadamente à Fiona que ele não vai deixá-la e, em seguida, informa Jeff que planeja ficar em Brigadoon. Jeff admite que matou Harry e, com raiva, diz a Tommy que ele realmente não pertence à Brigadoon. Fiona chega com o Sr. Lundie, e Tommy, abalado pelas palavras de Jeff, se desculpa e muda de ideia. No final do dia, ele e Fiona dizem adeus, e como ele vai embora angustiado, uma nuvem de névoa envolve Brigadoon.

Quatro meses depois, em um bar de Nova York lotado e barulhento, Tommy diz a Jeff que tem bebido muito desde que voltou da Escócia, e que ele ainda se acha apaixonado por Fiona, a ponto de evitar sua noiva, Jane Ashton. Durante o jantar, naquela noite, Tommy, consumido pelas saudades de Brigadoon, abruptamente rompe o noivado e pede a Jeff para, imediatamente, fazer reservas de avião para a Escócia. Ao chegarem lá, eles retornam ao lugar onde se situava Brigadoon. Enquanto Tommy lamenta seu amor perdido, a aldeia de repente emerge da neblina. Lundie acena para ele, lembrando-lhe que se você ama alguém profundamente, tudo é possível, até mesmo milagres.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Vincente Minnelli a partir de um roteiro escrito por Alan Jay Lerner, “A Lenda dos Beijos Perdidos” é mais um grande musical produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1954. Embora o enredo seja, até certo ponto, bobo, as músicas, os números de dança, o figurino e a trilha sonora são excelentes. Gene Kelly e Cyd Charisse brilham em seus números de dança , principalmente quando interpretam “The Heather on the Hill”, seguidos por Van Johnson.

A direção de Minnelli é consistentemente boa, assim como a fotografia de Joseph Ruttenberg e a coreografia a cargo de Gene Kelly.

Enfim, “A Lenda dos Beijos Perdidos” é mais um musical imperdível para os amantes do gênero.

CAA