Filmes por gênero

O LOBO DO MAR (1941)

The sea Wolf
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le vaisseau fantôme (França, Bélgica)
El lobo de mar (Argentina, Espanha)
Il lupo dei mari (Itália)
Der Seewolf (Alemanha, Austria)
Varg-Larsen (Suécia)
Wilk morski (Polônia)
Ulf Larsen (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Aventura, Drama
Direção: Michael Curtiz
Roteiro: Robert Rossen
Produção: Hal B. Wallis, Jack L. Warner
Música Original: Erich Wolfgang Korngold
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: Sol Polito
Edição: George Amy
Direção de Arte: Anton Grot
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Oliver S. Garretson
Efeitos Especiais: Byron Haskin, Hans F. Koenekamp
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1950

Elenco

Edward G. Robinson 'Wolf' Larsen
Ida Lupino Ruth Webster
John Garfield George Leach
Alexander Knox Humphrey Van Weyden
Gene Lockhart Dr. Prescott
Barry Fitzgerald Cooky
Stanley Ridges Johnson
David Bruce Marinheiro jovem
Francis McDonald Svenson
Howard Da Silva Harrison
Frank Lackteen Smoke
Charles Sullivan Imediato
Ethan Laidlaw Tripulante
George Magrill Tripulante
Louis Mason Tripulante
Ralf Harolde Agente
William Gould Detetive
Cliff Clark Detetive
Jeane Cowan Cantora
Frank Mills Fumante no Bar

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhores Efeitos Especiais e Sonoros (Byron Haskin, Nathan Levinson)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O escritor de ficção Humphrey Van Weyden e a fugitiva Ruth Webster são passageiros de um navio que colide com outro e afunda. Eles são resgatados pelo navio “The Ghost”, comandado por Wolf Larsen, um poderoso, cruel e amoral capitão, que se deleita em dominar e abusar de sua tripulação.

Doente, Ruth é mantida em uma cabine, enquanto Van Weyden é obrigado a trabalhar para Larsen. No decorrer da viagem, ele descobre que o navio não é pesqueiro e que o propósito de Larsen é evitar seu maior inimigo, seu irmão. Quando o cozinheiro mostra a Larsen as observações escritas por Van Weyden sobre as péssimas condições encontradas a bordo, o comandante o procura e lhe fala sobre a história de sua ascensão, até chegar onde se encontra, e assegura ao escritor que, até o final da viagem, ele terá se tornado tão sem alma quanto o resto da tripulação.

Enquanto isso, o estado de saúde de Ruth se deteriora a ponto de sua única chance de sobrevivência passa a depender de uma transfusão de sangue. Dr. Prescott, o médico do navio, que vive embriagado, tem receio de fazer a transfusão, mas obrigado por Larsen, termina tendo êxito ao usar o sangue do marinheiro George Leach, salvando a vida de Ruth. Revitalizado pelo sucesso obtido, o Dr. Prescott abandona a bebida e exige que Larsen obrigue seus homens a tratá-lo com respeito. No entanto, na frente dos marinheiros, o comandante bate nele até que ele despenca para a morte após contar, para todos, a verdade sobre a missão do “The Ghost”.

Em seguida, Leach planeja uma forma de escapar do navio. Com a ajuda de outros marinheiros, ele joga Larsen e o imediato ao mar. O comandante, no entanto, com o auxílio de uma corda, consegue voltar ao “The Ghost”.

Algum tempo depois, ao descobrir que Leach encontra-se estocando suprimentos para uma nova tentativa de fuga, Van Weyden adere ao plano. Assim, os dois, juntamente com Ruth e Johnson, outro marinheiro, lançam-se ao mar em um pequeno barco, ocasião em que descobrem que Larsen havia substituído o estoque de água por vinagre.

Preocupados com a descoberta, eles, no entanto, acreditam que suas vidas estão salvas quando veem um navio no meio de um forte nevoeiro, mas o navio é o “The Ghost”, que se acha lentamente afundando após ter sido destruído pelo irmão de Larsen. Leach consegue ir até ele à procura de suprimentos, mas é visto por Larsen que o tranca no depósito.

Ao sentirem que o marinheiro está demorando a voltar, Ruth e Van Weyden vão ao seu encontro. Ao vê-los, Larsen, que se acha ferido, atira no escritor, mas Ruth consegue libertar Leach. Os dois deixam o “The Ghost” para começarem uma nova vida juntos, enquanto Larsen e Van Weyden não conseguem sobreviver.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Michael Curtiz, a partir de um roteiro escrito por Robert Rossen, “O Lobo do Mar” é um ótimo filme produzido pela Warner Brothers em 1941. Sua trama, baseada no livro de Jack London, é marcada por uma boa dose de ação.

Na direção, Curtiz impõe um ótimo ritmo à narrativa, notadamente na segunda parte do filme, beneficiado pela bela fotografia em preto e branco de Sol Polito, e pela excelente trilha sonora a cargo de Erich Wolfgang Korngold.

No elenco, destacam-se as atuações de Edward G. Robinson e John Garfield, seguidas pelas de Ida Lupino e Alexander Knox.

CAA