Filmes por gênero

O PASSADO NÃO PERDOA (1960)

The unforgiven
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le vent de la plaine (França)
Gli inesorabili (Itália)
Los que no perdonan (Espanha)
Lo que no se perdona (México, Uruguai)
Denen man nicht vergibt (Alemanha, Austria)
Непрощенная (Rússia)
Nie do przebaczenia (Polônia)
De uovervindelige (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: John Huston
Roteiro: Ben Maddow
Produção: James Hill
Música Original: Dimitri Tiomkin
Direção Musical: Dimitri Tiomkin
Fotografia: Franz Planer
Edição: Russell Lloyd
Direção de Arte: Stephen B. Grimes
Figurino: Dorothy Jeakins
Guarda-Roupa: Joan Joseff
Maquiagem: Frank La Rue, Frank McCoy
Efeitos Sonoros: Basil Fenton-Smith, Leslie Hodgson
Efeitos Especiais: Dave Koehler
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1962

Elenco

Burt Lancaster Ben Zachary
Audrey Hepburn Rachel Zachary
Audie Murphy Cash Zachary
John Saxon Johnny Portugal
Charles Bickford Zeb Rawlins
Lillian Gish Mattilda Zachary
Albert Salmi Charlie Rawlins
Joseph Wiseman Abe Kelsey
June Walker Hagar Rawlins
Kipp Hamilton Georgia Rawlins
Doug McClure Andy Zachary
Arnold Merritt Jude Rawlins
Carlos Rivas Lost Bird

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No Texas, algum tempo após a Guerra Civil, a jovem Rachel Zachary acha-se cavalgando tranquilamente quando é perturbada por um homem idoso que, levantando seu sabre no ar, grita que ela não é uma Zachary e que ele é a espada de Deus. Mais tarde, ele volta a persegui-la no próprio rancho da família, quando Mattilda, sua madrasta, o reconhece como sendo Abe Kelsey. Com uma arma apontada para ele, ela consegue expulsá-lo do rancho.

Logo depois, Ben Zachary, irmão de Rachel, que esteve fora em uma longa viagem à Wichita, junta-se aos seus dois irmãos mais novos, Cash e Andy, para prepararem os cavalos para sua próxima ida ao Kansas. Por outro lado, Zeb Rawlins, parceiro de Ben, chega com a família ao rancho dos Zachary para uma visita, durante a qual a jovem Georgia Rawlins anuncia seu interesse em Ben, enquanto o tímido Charlie Rawlins admite que espera se casar com Rachel. Durante o jantar, as famílias comentam suas diversas vitórias sobre os “demônios Kiowa", índios das montanhas mais próximas que mataram Will Zachary alguns anos antes. Mais tarde, quando Rachel comenta sobre o estranho e misterioso homem que a perseguiu, Ben e Cash resolvem caçá-lo, mas não têm sucesso devido a uma forte tempestade de areia.

Certo dia, três índios Kiowa aparecem no rancho Zachary. Um jovem, “Lost Bird”, oferece vários cavalos em troca de Rachel que, de acordo com informações de Abe Kelsey, trata-se de uma irmã sua, há muito tempo desaparecida. Furioso, Ben responde que Rachel foi adotada pela família depois que os pais dela foram massacrados em sua carroça pelos Kiowas. Os índios vão embora, mas depois passam a rondar a área com certa freqüência. Enquanto isso, Kelsey envenena o relacionamento da família Zachary com seus vizinhos. Quando Charlie finalmente propõe casamento à Rachel, ela o beija na esperança de despertar ciúmes em Ben, a quem realmente ama. De volta para casa, entretanto, Charlie é morto por Kiowas, enquanto Kelsey observa. Rachel tenta confortar a mãe do rapaz, mas a aflita mulher a acusa por ter sangue indígena.

Ansioso para resolver os rumores sobre a origem de Rachel, Ben e seus homens capturam Kelsey e o levam, com uma corda em seu pescoço, até a casa dos enlutados pais de Charlie. Lá, quando Zeb exige saber a verdade, Kelsey revela que anos antes, ele e Will Zachary haviam matado vários Kiowas, como vingança por um massacre sofrido dos indígenas. Na ocasião, Will teria pegado uma bebê que havia perdido os pais e que se achava chorando, trazendo-a para Mattilda, que a criou como se fosse sua. Continuando, ele diz que, mais tarde, quando seu filho Aaron foi seqüestrado pelos índios, ele procurou Will com a sugestão de procurarem os Kiowas para negociarem a troca de Aaron por Rachel, sugestão esta rejeitada por ele. Com essa confissão, Kelsey deixa claro o motivo que o levou a perseguir a família Zachary depois que seu filho foi morto.

Tal divulgação pública sobre a identidade secreta de Rachel faz com que Mattilda bata no cavalo de Kelsey, espantando-o, e provocando a morte do velho por enforcamento. Os colonos passam a evitar a família Zachary e, quando depois Mattilda admite que Will teria trazido a bebezinha-índia para substituir uma que ela tinha acabado de perder, Cash insulta Rachel e vai embora completamente embriagado.  

“Lost Bird” e dois outros guerreiros procuram os Zacharys sob um sinal de paz, enquanto dezenas de Kiowas aguardam do outro lado do rio. Para evitar uma batalha, Rachel se dispõe a seguir com eles. No entanto, declarando finalmente seu amor por ela, Ben pede para que ela fique na cabana, enquanto o jovem Andy mata um dos guerreiros. O tiroteio que se segue leva a uma batalha em larga escala, quando os quatro Zacharys matam muitos indígenas. Rachel, que se perguntou se poderia matar alguém de sua própria raça, é assegurada por Ben que eles são semelhantes apenas no que diz respeito ao sangue.

No rancho dos Rawlins, Cash ouve tiros e se prepara para responder, mas Georgia implora para que fique e se case com ela. Os Kiowas provocam o estouro da boiada visando destruir a cabana, depois do que Ben toca fogo nela e se refugia no porão com Andy, Rachel e sua mãe mortalmente ferida. Quando o fogo baixa e os índios remanescentes se preparam para entrar no porão, Cash chega e, juntamente com Ben, matam os Kiowas restantes. “Lost Bird”, no entanto, entra tranquilamente no porão e olha interrogativamente para Rachel. Em resposta, ela dispara contra ele, matando-o. Os Zacharys deixam o porão e inspecionam a cabana queimada. Ao redor, muitos corpos mortos, mas a atenção deles é atraída para o céu quando um bando de pássaros alça vôo.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado num livro de Alan Le May, “O Passado Não Perdoa” é um bom faroeste do início dos anos 60. Realizado pelo cineasta John Huston, o filme parte de um roteiro muito bem estruturado por Ben Maddow, com uma narrativa bastante sofisticada. A exemplo de “Rastros de Ódio”, filme baseado em outro livro de Le May, “O Passado Não Perdoa” lida também com problemas ligados a racismo.

Com algumas reviravoltas na luta entre brancos e índios pela guarda de Rachel, Huston cria o suspense necessário para manter o interesse do espectador até o final. A fotografia de Franz Planer é muito boa, assim como, a trilha sonora de Dimitri Tiomkin.

O elenco, composto de grandes nomes, nos brinda com muito boas atuações. Destacam-se os trabalhos de Lillian Gish, Charles Bickford e Burt Lancaster. Em seu único faroeste, Audrey Hepburn não se mostra tão solta como em suas inúmeras e inesquecíveis comédias românticas.

CAA