Filmes por gênero

MINHA AMADA IMORTAL (1994)

Immortal beloved
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Paixão imortal (Portugal)
Ludwig van B. (França)
Sonate au clair de lune (Canadá)
Amata immortale (Itália)
Amada inmortal (Argentina, Chile)
Amor inmortal (Espanha)
Ludwig van B. - Meine unsterbliche Geliebte (Alemanha)
Min odödliga kärlek (Suécia)
Kvinden han elskede (Dinamarca)
Бессмертная возлюбленная (Rússia)
Pais: Reino Unido, Estados Unidos
Gênero: Biográfico, Drama, Música
Direção: Bernard Rose
Roteiro: Bernard Rose
Produção: Bruce Davey
Design Produção: Jirí Hlupý
Direção Musical: Georg Solti
Fotografia: Peter Suschitzky
Edição: Dan Rae
Direção de Arte: John Myhre
Figurino: Maurizio Millenotti
Guarda-Roupa: Rosemary Burrows, Pierre Bechir, Z. Máchová, Mila Vyborny
Maquiagem: Fabrizio Sforza, A. Sforza, Enrico Iacoponi, Ivana Chlostova
Efeitos Sonoros: Philip A. Hess, Chris Jargo, Chris Carpenter, Bob Beher e outros
Efeitos Especiais: Garth Inns, Jirí Zavrel, Paul Corbould, Ian Corbould
Efeitos Visuais: Stuart Robertson, Andrew Eio, Isa Alsup, Janek Sirrs
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Gary Oldman Ludwig van Beethoven
Jeroen Krabbé Anton Felix Schindler
Isabella Rossellini Anna Marie Erdödy
Johanna ter Steege Johanna Reiss / van Beethoven
Marco Hofschneider Karl van Beethoven
Miriam Margolyes Nanette Streicherová
Barry Humphries Clemens Metternich
Valeria Golino Giulietta Guicciardi
Gerard Horan Nikolaus Johann van Beethoven
Christopher Fulford Kaspar Anton Carl van Beethoven
Alexandra Pigg Therese Obermayer
Luigi Diberti Franz Josef Guicciardi
Michael Culkin Jakob Hotscevar
Donal Gibson Karl Holz
Matthew North Karl van Beethoven, jovem
Geno Lechner Josephine von Brunsvik
Claudia Solti Theresa von Brunsvik
Rory Edwards Wenzel Robert von Gallenberg
Hannes Flaschberger Joseph Deym
Leo Faulkner Ludwig van Beethoven, jovem
Fintan McKeown Johann van Beethoven, Sr.
Everton Nelson George Bridgetower
Sandra Voe Marie Fröhlich
Bernard Rose Max Friedrich
Jindra Petráková Lilo Braun
Marek Vasut Policial
Hugo Kaminský Magistrado
Stanislav Behal Ignaz Schuppanzigh
Arnostka Mohelská Suzanna Guicciardi
Stepan Hlatky Zoltan
Anna Kolinska Fritzi Erdödy
Ruby Rose Mimi Erdödy
Johan Kolinsky August Erdödy
Tomás Hanák Jacob Raicz

Indicações

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Figurino (Maurizio Millenotti)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando Ludwig van Beethoven morre, seu assistente e amigo próximo, Anton Felix Schindler, fica com a incumbência de fazer valer sua última vontade e testamento, segundo os quais sua propriedade e sua música ficariam para sua "amada imortal".

Schindler mergulha numa busca para descobrir quem é essa mulher. Depois de um intenso trabalho, procurando conhecer as histórias das mulheres que desempenharam um papel importante na vida de Beethoven, de sua juventude até sua morte, ele chega à conclusão de que se trata de Johanna Reiss, a filha de Anton Van Reiss, um próspero estofador vienense.

Ela teria engravidado de Beethoven, mas por conta de uma reviravolta dos acontecimentos, ele não se casou com ela a tempo e ela terminou se casando com seu irmão, Kaspar Anton Carl van Beethoven. O amor se transformou em ódio, agravado pela longa batalha legal sobre a custódia do filho, Karl van Beethoven, que todo mundo acreditava ser sobrinho de Ludwig.

Schindler finalmente consegue falar com Johanna, que diz que havia feito as pazes com ele. Segundo ela, em seu leito de morte, Ludwig teria dado a ela uma carta assinada, garantindo-lhe a custódia sobre Karl. Ela fala para Schindler sobre suas intenções de fugir, mas como Ludwig não apareceu, ela se sentiu traída.

Percebendo o que realmente ocorreu, Schindler entrega finalmente a carta à “Amada Imortal”, que, após sua leitura, toma conhecimento de tudo o que aconteceu naquela noite em que eles deveriam se encontrar.

Chocada ao descobrir como um evento infeliz e mal-entendidos os manteve afastados, ela visita a sepultura de Beethoven na cena final.

imagem

Comentários

Escrito e dirigido pelo cineasta britânico Bernard Rose, “Minha Amada Imortal” é um ótimo filme biográfico. Sua trama gira em torno de Ludwig van Beethoven, um dos grandes gênios da música erudita de todos os tempos, senão o maior.

Apesar de inúmeros flashbacks, a narrativa flui muito bem. A cena da “Sonate au Clair de Lune” é um grande momento da sétima arte.

No elenco, Gary Oldman incarna com perfeição esse personagem complexo que foi Beethoven. A seu lado, Isabella Rossellini se mostra igualmente muito bem no papel da condessa.

Enfim, “Minha Amada Imortal” faz justiça a um personagem e a uma música simplesmente fascinantes.

CAA