Filmes por gênero

O MORRO DOS VENTOS UIVANTES (1992)

Wuthering Heights
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O monte dos vendavais (Portugal)
Les Hauts de Hurlevent (França)
Cime tempestose (Itália)
Cumbres borrascosas (Espanha, Argentina)
Stürmische Leidenschaft (Alemanha)
Svindlande höjder (Suécia)
Wichrowe wzgórza (Polônia)
Грозовой перевал (Rússia)
Pais: Reino Unido, Estados Unidos
Gênero: Drama, Histórico, Romance
Direção: Peter Kosminsky
Roteiro: Anne Devlin
Produção: Mary Selway, Chris Thompson
Design Produção: Brian Morris
Música Original: Ryuichi Sakamoto
Direção Musical: Gemma Dempsey
Coreografia: Caroline Pope
Fotografia: Mike Southon
Edição: Tony Lawson
Direção de Arte: Richard Earl
Figurino: James Acheson
Guarda-Roupa: Ken Crouch, Frank Gardiner, Jenny Hawkins e outros
Maquiagem: Paul Engelen, Lynda Armstrong, Sian Richards
Efeitos Sonoros: Rodney Glenn, Peter Glossop, Lionel Strutt, Martin Trevis e outros
Efeitos Especiais: Graham Longhurst, Peter Arnold, Geoff Hood, Peter Notley
Efeitos Visuais: Nicholas Brooks, Paddy Eason, Pete Hanson
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 1993

Elenco

Juliette Binoche Cathy Linton / Catherine Earnshaw
Ralph Fiennes Heathcliff
Janet McTeer Ellen Dean
Sophie Ward Isabella Linton
Simon Shepherd Edgar Linton
Jeremy Northam Hindley Earnshaw
Sinéad O'Connor Emily Bronte
Jason Riddington Hareton Earnshaw
Simon Ward Sr. Linton
Dick Sullivan Parson
Robert Demeger Joseph
Paul Geoffrey Sr. Lockwood
John Woodvine Thomas Earnshaw
Janine Wood Frances Earnshaw
Jonathan Firth Linton Heathcliff
Jennifer Daniel Sra. Linton
Jon Howard Heathcliff, jovem
Jessica Hennell Cathy, jovem
Trevor Cooper Dr. Kenneth
Steven Slarke Hindley Earnshaw, aos 16 anos
Rupert Holliday-Evans Vigário
Sean Bowden Hareton, jovem
Joel Anderson .
Martin L. Evans .

Indicações

Festival Internacional de Cinema de Tóquio, Japão

Grand Prix de Tóquio (Peter Kosminsky)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O patriarca da família Earnshaw resolve fazer uma viagem e, ao voltar, traz consigo um pequeno órfão, que todos acreditam ser um cigano, cujo nome é Heathcliff.    Toda a afeição que o pai logo demonstra pelo menino enciúma seu filho legítimo, Hindley, que acredita estar perdendo a afeição do pai para o garoto. Por outro lado, sua irmã Catherine logo se afeiçoa por Heathcliff.

Quando o Sr. e a Sra. Earnshaw morrem, Hindley passa a comandar a casa e a tratar Heathcliff como escravo, impedindo-o de morar na casa grande e muito menos de ver Catherine. Este passa a ficar bruto e melancólico. Por outro lado, apesar do amor que sente por ele, Catherine decide se casar com Edgar Linton, por este ter melhores condições de sustentá-la.

Desprezado, maltratado e humilhado, Heathcliff sai do Morro dos Ventos Uivantes e, ao voltar algum tempo depois, ele se acha rico, chamando a atenção de Catherine e despertando ciúmes em seu marido. Catherine tem uma filha de Edgar e morre logo em seguida. Heathcliff resolve, então, se vingar de Edgar e de Hindley.

Inicialmente, ele se casa com Isabella, irmã de Edgar. No entanto, ela se arrepende de ter se casado com ele, abandona-o e tem um filho chamado Linton, enquanto está longe de seu marido. Por outro lado, Hindley cai no vício do jogo e da bebida e perde todos os seus bens para ele. Hareton, filho de Hindley, fica sem herança, mas apesar disso considera Heathcliff uma pessoa de alta moral, não permitindo que se fale mal dele.

Antes da morte de Edgar, Heathcliff casa Linton e Cathy, filha de Catherine e Edgar. Cathy descobre-se sem bens, quando seu marido morre e Heathcliff apresenta um testamento onde seu filho lhe passava tudo quanto possuía.

Pensando já ter se vingado, Heathcliff passa a ter uma vida solitária até a morte quando, atendendo ao seu último desejo, é enterrado ao lado de Catherine, o grande amor de sua vida. Desse dia em diante, muitas pessoas juram ver sempre um casal vagando pelas encostas do Morro dos Ventos Uivantes.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Peter Kosminsky a partir de um roteiro escrito por Anne Devlin, “O Morro dos Ventos Uivantes” é um filme que merece ser visto. Sua trama, baseada no famoso romance de Emily Brontë, fala de amor, paixão, ódio e vingança.

Embora bastante inferior à versão de 1939, do fabuloso William Wyler, o filme é uma boa oportunidade para se conhecer ou rever o romance escrito em 1847 pela famosa escritora e poetisa britânica do século XIX.

CAA