Filmes por gênero

A MULHER DE BRANCO (1948)

The woman in white
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La castellana bianca (Itália)
La mujer de blanco (Espanha, Venezuela)
Das Geheimnis der Frau in Weiß (Alemanha)
Valkoinen viitta (Finlândia)
I kyria me ta aspra (Grécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Mistério, Romance, Suspense
Direção: Peter Godfrey
Roteiro: Stephen Morehouse Avery
Produção: Henry Blanke
Música Original: Max Steiner
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: Carl E. Guthrie
Edição: Clarence Kolster
Direção de Arte: Stanley Fleischer
Guarda-Roupa: Bernard Newman, Milo Anderson
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Charles Lang
Efeitos Especiais: William C. McGann, Robert Burks
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1953

Elenco

Alexis Smith Marian Halcombe
Eleanor Parker Laura Fairlie / Ann Catherick
Sydney Greenstreet Conde Alesandro Fosco
Agnes Moorehead Condessa Fosco
Gig Young Walter Hartright
John Abbott Frederick Fairlie
John Emery Sir Percival Glyde
Curt Bois Louis
Emma Dunn Sra. Vesey
Matthew Boulton Dr. Nevin
Anita Sharp-Bolster Sra. Todd
Clifford Brooke Jepson
Barry Bernard Dimmock
Melody Lichtenfeld Ann Hartright
Mike Ryan Sir Walter Glyde
Frederick Worlock Bernard
John Goldsworthy Agente da estação
Crauford Kent Pároco
Hilda Plowright .
Edgar Norton .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1851, o artista Walter Hartright chega à Limmeridge, Inglaterra, para ensinar desenho à rica Laura Fairlie. Ao se encaminhar para a propriedade da família de Fairlie, ele encontra uma estranha jovem vestida de branco, que desaparece quando o coche passa. O passageiro, Conde Alesandro Fosco, pergunta a Walter se ele viu uma jovem passar, explicando-lhe que ela escapou de um asilo particular, mas Walter não confirma nada. Ao chegar à propriedade, ele é cumprimentado pela prima de Laura, Marian Halcombe. Os outros membros da casa são a Sra. Vesey, uma velha enfermeira de Laura e Frederick Fairlie, seu tio inválido e herdeiro da propriedade. A conversa entre Walter e Marian é interrompida pela chegada do Conde Fosco. Em seguida, Walter faz uma pequena visita a Fairlie, um homem, com um temperamento nervoso, que nunca deixa seus aposentos.

Na manhã seguinte, ele é apresentado à Laura e a confunde com a jovem que vira na estrada. No entanto, ele logo percebe seu erro e, no café da manhã, uma divertida Laura conversa sobre a história da casa. Mais tarde, a Sra. Vesey admite que muitos anos antes, havia uma menina na casa, que tinha a mesma idade e aparência de Laura. Tal informação faz com que Marian se refira a velhas cartas da família, que confirmam a história de Vesey e revelam que o nome da jovem era Ann Catherick. Embora Walter peça à Marian para não mencionar a carta ao Conde Fosco, este a vê e, sub-repticiamente, a retira. Walter e Laura se apaixonam, mas o romance é interrompido com a chegada de Sir Percival Glyde, noivo de Laura.

Alertado por Marian, Walter decide sair da casa, mas antes de fazê-lo, ele encontra novamente Ann, que lhe diz ter sido mantida em um asilo para impedi-la de avisar Laura sobre a trama que está por trás de seu noivado. Depois de ouvir parte da história, Walter acusa Percival e Fosco de forçarem Fairlie a concordar com o casamento do Percival com Laura. Fosco destitui Ann como uma mulher mentalmente perturbada. Mais tarde, quando Marian retorna para casa após o casamento de Laura, ela é surpreendida ao tomar conhecimento que os antigos empregados da família foram substituídos e fica chocada com a mudança no comportamento de Laura. Na ocasião, esta lhe confessa que está com medo de seu marido, que deseja apenas sua fortuna.

Fosco vem drogando Laura a fim para ganhar o controle de sua mente. Naquela noite, Ann visita uma Laura desiludida e lhe pede para ter cuidado com Fosco, mas este e Percival a matam antes que ela revele seu segredo. Eles então fingem que Laura está morta e enterram Ann no lugar dela. Walter, que recentemente retornou da Itália, assiste ao funeral e percebe que a mulher morta é Ann. Por outro lado, Fosco tenta convencer Laura que ela é Ann. No entanto, ele não é completamente bem sucedido, e em seguida Laura diz a Percival que está grávida. Walter e Marian, que perceberam estar apaixonados, vão até o asilo, onde Fosco colocou Laura, para tentar salvá-la de seus algozes.

Laura consegue escapar e Walter a leva até o hotel onde Marian se encontra. No entanto, esta havia voltado à Limmeridge para implorar a Fosco que libertasse sua prima. O conde, então, confessa que Ann era filha ilegítima da irmã de Fairlie, que ele se casou com a mãe de Ann e chantageou Fairlie, a fim de se apossar da fortuna da família. Marian promete ajudá-lo se ele escrever toda a história. Enquanto eles falam, a louca mulher de Fosco entra no quarto e o esfaqueia, em vingança pela morte de sua filha. Enquanto ele morre, a polícia, Laura e Walter chegam ao local.

Algum tempo depois, já casados, Walter e Marian vivem com sua filha, juntamente com Laura e seu filho.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Peter Godfrey, a partir de um roteiro escrito por Stephen Morehouse Avery, “A Mulher de Branco” é um interessante filme produzido pela Warner Brothers em 1948. Sua trama, baseada num romance de Wilkie Collins, é marcada por uma boa dose de mistério e suspense.

Na direção, Godfrey realiza um bom trabalho, no que é ajudado pela bela fotografia de Carl E. Guthrie. Merecem ainda ser citados os bem cuidados cenários e o esmerado guarda-roupa a cargo de Bernard Newman e Milo Anderson.

No elenco, Sydney Greenstreet brilha como o Conde Fosco, seguido pela ótima atuação de Eleanor Parker, no papel das duas jovens.

CAA