Filmes por gênero

55 DIAS EM PEKING (1963)

55 days at Peking
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: 55 dias em Pequim (Portugal)
Les 55 jours de Pékin (França, Canadá)
55 giorni a Pechino (Itália)
55 días en Pekín (Espanha, México, Argentina)
55 Tage in Peking (Austria, Alemanha)
55 dagar i Peking (Suécia)
55 päivää Pekingissä (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Ação, Drama, Histórico
Direção: Nicholas Ray
Roteiro: Philip Yordan, Bernard Gordon
Produção: Samuel Bronston
Design Produção: Veniero Colasanti, John Moore
Música Original: Dimitri Tiomkin
Direção Musical: Dimitri Tiomkin
Fotografia: Jack Hildyard
Edição: Robert Lawrence
Figurino: Veniero Colasanti, John Moore
Guarda-Roupa: Gloria Musetta
Maquiagem: Mario Van Riel
Efeitos Sonoros: Gordon K. McCallum, David Hildyard, Milton C. Burrow
Efeitos Especiais: Alex Weldon
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 1964

Elenco

Charlton Heston Maj. Matt Lewis
Ava Gardner Baronesa Natalie Ivanoff
David Niven Embaixador britânico, Sir Arthur Robertson
Flora Robson Imperatriz Tzu-Hsi
John Ireland Sgt. Harry
Leo Genn Gen. Jung-Lu
Robert Helpmann Príncipe Tuan
Kurt Kasznar Barão Sergei Ivanoff
Philippe Leroy Julliard
Paul Lukas Dr. Steinfeldt
Elizabeth Sellars Lady Sarah Robertson
Massimo Serato Garibaldi
Jacques Sernas Maj. Bobrinski
Jerome Thor Capt. Andy Marshall
Joseph Fürst Capt. Hanselman
Walter Gotell Capt. Hoffman
Juzo Itami Cel. Shiba
Robert Urquhart Capt. Hanley
Eric Pohlmann Barão von Meck
Alfredo Mayo Ministro espanhol
Martin Miller Hugo Bergmann
Conchita Montes Mme. Gaumaire
José Nieto Ministro italiano
Nicholas Ray Ministro norte-americano
Fernando Sancho Ministro belga
Carlos Casaravilla Ministro japonês
Andrea Esterhazy Ministro austríaco
Lynne Sue Moon Teresa
Lucy Appleby Martha
Alfred Lynch Gerald

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Canção Original (Dimitri Tiomkin, Paul Francis Webster)

Oscar de Melhor Trilha Sonora (Dimitri Tiomkin )

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Drama

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em um Drama (Charlton Heston)

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Canção (Dimitri Tiomkin, Paul Francis Webster)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Pequim, junho de 1900. Legações representando 11 países acham-se ameaçadas pelos fanáticos Boxers, um bando de terroristas determinados a conduzir os "demônios estrangeiros" para fora da China. Encorajados pela Imperatriz Tzu Hsi e seu conselheiro, o príncipe Tuan, os Boxers assassinam o embaixador alemão. Embora a maioria dos representantes estrangeiros esteja disposta a fugir de Pequim, o embaixador britânico, Sir Arthur Robertson, os persuade a permanecerem na cidade para, juntos, tomarem uma posição.

Com um efetivo militar bem aquém de suas reais necessidades, as legações estrangeiras vão depender muito da liderança do major Matt Lewis da Marinha dos Estados Unidos. O major Lewis é um profundo conhecedor da situação pela qual passa a China, já tendo, inclusive, impedido a deportação da baronesa russa Natalie Ivanoff, viúva de um aristocrata que se suicidou ao descobrir sua infidelidade.

Enquanto isso, a Imperatriz Tzu Hsi dá ordens para que o exército imperial ajude os Boxers em seus ataques às potências estrangeiras. Quando a situação se torna desesperadora, a baronesa Ivanoff consegue uma boa quantidade de alimentos e de remédios com a venda de seu precioso colar de esmeraldas, mas é fatalmente ferida ao transportar os referidos suprimentos.

Os Boxers lançam um forte ataque contra as reduzidas forças estrangeiras, ocasião em que o major Lewis, trabalhando ao lado de Sir Arthur Robinson, tenta mantê-los afastados, enquanto aguardam ansiosamente a chegada de uma força de socorro. Finalmente, na manhã do dia 14 de agosto, 55 dias após o levantamento inicial, reforços de todas as onze nações chegam para fazer recuar os Boxers e destronar a imperatriz.

imagem imagem imagem

Comentários

"55 Dias em Pequim" é um daqueles épicos norte-americanos tão comuns nas décadas de 50 e 60.  Realizado pelo cineasta Nicholas Ray, sua trama gira em torno da conhecida Revolta dos Boxers, grupo secreto nacionalista chinês, de caráter xenófobo e tradicionalista, que se insurge contra a presença e o domínio estrangeiro na China, assassinando missionários e convertidos, um ministro alemão e pondo cerco às representações diplomáticas de países estrangeiros em Pequim.

O filme apresenta bons momentos, grandes cenários, mas às vezes se mostra um pouco maçante, não sei se em parte devido ao fato de ser bastante longo, com um pouco mais de duas horas e meia de duração.

As melhores cenas estão ligadas ao relacionamento entre o Major Matt Lewis e o Embaixador britânico, Sir Arthur Robertson. David Niven, no papel do embaixador, é o maior destaque do elenco. Charlton Heston, como o major, vem logo a seguir. A belíssima Ava Gardner, no papel da Baronesa Natalie Ivanoff, não se sai muito bem em seu relacionamento amoroso com o major Lewis, mas brilha em suas cenas com seu cunhado, o Barão Sergei Ivanoff, bem como, com o médico alemão interpretado por Paul Lukas.

CAA