Filmes por gênero

O DIABO DISSE NÃO (1943)

Heaven can wait
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O céu pode esperar (Portugal)
Le ciel peut attendre (França)
Il cielo può attendere (Itália)
El diablo dijo no (Argentina, Espanha, México)
Ein himmlischer sünder (Alemanha)
Himlen kan vänta (Suécia)
Himlen må vente (Dinamarca)
Небеса могут подождать (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia, Drama, Fantasia, Romance
Direção: Ernst Lubitsch
Roteiro: Samson Raphaelson
Produção: Ernst Lubisch
Música Original: Alfred Newman
Direção Musical: Alfred Newman
Fotografia: Edward Cronjager
Edição: Dorothy Spencer
Direção de Arte: Leland Fuller, James Basevi
Figurino: René Hubert
Guarda-Roupa: Sam Benson
Maquiagem: Guy Pearce
Efeitos Sonoros: Roger Heman Sr., Eugene Grossman
Efeitos Visuais: Fred Sersen
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1946

Elenco

Gene Tierney Martha Strabel Van Cleve
Don Ameche Henry Van Cleve
Charles Coburn Hugo Van Cleve
Marjorie Main Sra. Strabel
Laird Cregar Sua Excelência
Spring Byington Bertha Van Cleve
Allyn Joslyn Albert Van Cleve
Signe Hasso Srta. Yvette Blanchard
Eugene Pallette E. F. Strabel
Louis Calhern Randolph Van Cleve
Trudy Marshall Jane Van Cleve, esposa de Jack
Aubrey Mather James, mordomo de Jack
Helene Reynolds Peggy Nash
Claire du Brey Srta. Ralston, secretária de Jack
Edwin Maxwell Médico
Scotty Beckett Henry Van Cleve, aos 9 anos
Florence Bates Sra. Edna Craig
Dickie Jones Albert Van Cleve, aos 15 anos
Tod Andrews Jack Van Cleve, adulto
Alfred Hall Pai de Albert
Grayce Hampton Mãe de Albert
Doris Merrick Nellie Brown, enfermeira
Anne O'Neal Enfermeira
Dickie Moore Henry Van Cleve, aos 15 anos
Clara Blandick Avó Van Cleve

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme

Oscar de Melhor Direção (Ernst Lubitsch)

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Edward Cronjager )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Ao morrer, aos 70 anos, o rico e aristocrata Henry Van Cleve bate às portas do inferno, por acreditar que merece ser castigado pela vida de mulherengo, marcada por infidelidades à esposa, que teve em vida, na Terra.  Não estando convencido que ele se enquadre no tipo de pessoas que mereçam estar ali, Satanás, tratado como Sua Excelência, pede-lhe que conte toda sua vida para uma melhor avaliação.  Assim, através de um enorme flashback, a história retorna a 1892, ano de seu nascimento.

Ainda de fraldas sujas, Henry já tem mulheres brigando por ele: sua mãe e sua avó.  Depois, vêm as babás e, aos 15 anos, numa época em que as famílias abastadas de Nova York costumavam ter empregadas francesas, entra em sua vida a Srta. Yvette Blanchard, por quem ele se apaixona.  A jovem é demitida ao ser apanhada bêbada, juntamente com ele.

No dia em que completa 26 anos, seus pais promovem uma grande recepção, ocasião em que seu primo Albert chega com sua noiva, Martha, e seus futuros sogros, o Sr. e a Sra. Strabel.  O Sr. Strabel é um dos maiores empresários da indústria de carne, no Kansas.  Enquanto todos acham-se reunidos, assistindo a um recital de uma cantora lírica, Martha, ao ter uma crise de espirros, retira-se do local e entra na biblioteca da mansão, onde se encontra com Henry.  Os dois já haviam se conhecido, casualmente, numa livraria, quando Henry sentiu-se fortemente atraído por ela.

Ao vê-la sozinha, ele a seduz e os dois saem juntos para se casarem.  O mal-estar é geral, com o Sr. Strabel dizendo que não quer mais ver sua filha.  O casal tem um filho, Jack.  O tempo passa e, quando Henry completa 36 anos, Martha descobre duas faturas de caríssimos braceletes por ele comprados, concluindo que se tratam de presentes para suas amantes.  Indignada, decide viajar para Kansas e enfrentar seus pais.  Embora hesitem em princípio, eles terminam acolhendo-a.  Henry recebe um telegrama dela, pedindo-lhe que não a siga.

Entretanto,  com a ajuda de seu avô, Hugo Van Cleve, Henry vai à Kansas, onde convence Martha a voltar a viver com ele.  Os anos se passam e o casal mantém-se unido.  Quando Jack se torna adulto e se envolve com uma corista, Peggy Nash, Henry a procura e, sem saber que os dois já haviam rompido a relação, oferece-lhe US$ 5 mil para que ela se afaste do filho.  Na oportunidade, Peggy lhe diz que deve ser difícil para um grande conquistador, como ele, sentir-se ultrapassado e lhe propõe US$ 25 mil para que ela não mais procure Jack, proposta por ele aceita.

No dia em que Henry e Martha comemoram suas bodas de prata, ele descobre que a mulher está seriamente doente, com poucos meses de vida.  Depois que ela morre, Henry comenta que ela fez com que esses últimos meses fossem os melhores de suas vidas.  Sentindo-se muito solitário, ele adoece e vem a morrer aos 70 anos de idade, sendo assistido por Nellie Brown, uma bela e jovem enfermeira.

Depois de ouvir atentamente sua história de vida, Sua Excelência, o Satanás, considera que Henry não tem o perfil para entrar no inferno, encaminhando-o ao céu por ter ele feito tantas mulheres felizes.

imagem

Comentários

Baseado  na peça "Birthday" de Leslie Bush-Fekete, "O Diabo Disse Não" é uma sofisticada e muito bem produzida comédia dos anos 40.  Produzida e dirigida pelo cineasta alemão, Ernst Lubitsch, sua trama gira em torno de um homem que, após a morte, procura o inferno mas, após ouvir sua história, o Satanás não o aceita, encaminhando-o ao céu.
Lubitsch realiza um excelente trabalho ao apresentar uma história interessante e, de uma certa forma, original, o que lhe valeu três indicações ao Oscar, inclusive aos de Melhor Filme e Melhor Direção.  A fotografia de Edward Cronjager, também indicada à famosa estatueta, é um outro ponto alto do filme.

No elenco, a bela Gene Tierney está ótima no papel da esposa que, mesmo conhecendo as fraquezas do marido, o ama assim mesmo.  Don Ameche, por outro lado, mostra-se convincente no papel do homem mulherengo.  Este clássico do cinema conta, ainda, com nomes de peso como os de Charles Coburn, Louis Calhern, Signe Hasso, Spring Byington e Trudy Marshall, entre outros.

CAA