Filmes por gênero

QUILOMBO (1984)

imagem

Ficha Técnica

Pais: Brasil, França
Gênero: Drama
Direção: Carlos Diegues
Roteiro: Carlos Diegues
Produção: Carlos Diegues, Augusto Arraes
Música Original: Gilberto Gil, Waly Salomão
Fotografia: Lauro Escorel
Edição: Mair Tavares
Direção de Arte: Luiz Carlos Ripper
Figurino: Luiz Carlos Ripper
Guarda-Roupa: Paula Franccini Cruz
Maquiagem: Carlos Prieto
Efeitos Sonoros: José Luis Sasso, Victor Raposeiro, William Flageollet, Hélio Lemos
Efeitos Especiais: André Trielli
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1985

Elenco

Antônio Pompeo Zumbi
Toni Tornado Ganga Zumba
Zezé Motta Dandara
Antônio Pitanga Acaiuba
Grande Otelo Babá
Maurício do Valle Dominingos Jorge Velho
Jofre Soares Canindé
Daniel Filho Carrilho
Thelma Reston Olímpia
Carlos Kroeber Tourinho
Vera Fischer Ana de Ferro
João Nogueira Rufino
Ruy Polanah Navarro
Chico Diaz Anunciação
Jorge Coutinho Salé
Wilson Macalé Cabinda
Arduíno Colassanti Blaer
Roberto de Cleto Padre Melo
Sandro Solviatti Capitão do Mato
Jonas Bloch Samuel
Zózimo Bulbul Homem de Pedra
Emmanuel Cavalcanti Lins
Camila Pitanga Criança
Sérgio Maia Teodoro
Luis Motta Bezerra
José Márcio Passos Vicente
Milton Gonçalves
Léa Garcia .
Scarlet Moon .
Dona Zica .

Indicações

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Carlos Diegues)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Por volta de 1650, um grupo de escravos se rebela no Engenho Santa Rita, ao sul da Capitania de Pernambuco.  Vitoriosos, os escravos fogem para as montanhas, onde estaria instalado o Quilombo dos Palmares.  À frente dos rebeldes estava Ganga Zumba, Príncipe africano que, chegando às montanhas, revela sua extraordinária capacidade de liderança, tornando-se em pouco tempo o novo rei dos Palmares.

Ajudado por sua mulher, a guerreira Dandara e por seu melhor amigo, Acaiúba, Ganga Zumba organiza a nação de ex-escravos, dotando-a de uma próspera economia e de uma verdadeira estrutura de Estado, independente dos colonizadores europeus.

Ao vencer a guerra contra a Holanda, os portugueses desviam sua ofensiva para Palmares.  Vitoriosos em sucessivas lutas contra os brancos, Ganga Zumba torna-se amante de Ana de Ferro, prostituta francesa que deixa o Recife, capital da Capitania de Pernambuco, pedindo asilo aos palmarianos.

Ela acaba transformando-se na conselheira do Rei de Palmares, instruindo-o quanto aos costumes e manhas da política européia.  Palmares estava no auge de sua glória e prosperidade quando volta à montanha, fugindo de Porto Calvo, um afilhado do Rei, seqüestrado perto dali, quando criança, pelos brancos.  Zumbi é em tudo diferente de seu padrinho, mas logo aprende com Ganga Zumba todas as qualidades de liderança e amor pela nação negra.

Com o correr dos anos, ainda que unidos pelos ideais do Quilombo de Palmares, Ganga Zumba e Zumbi divergem quanto à política a ser usada contra os brancos.  Ganga Zumba aceita discutir um tratado de paz com o Governador de Pernambuco, enquanto Zumbi sabe que senhor e escravo nunca poderão viver em harmonia.  Ganga Zumba é enganado e acaba morto.

Zumbi assume a chefia de Palmares num momento em que as ameaças bélicas dos brancos se tornam intensas.  O novo líder fortifica e arma o Quilombo, revelando-se um ótimo guerreiro e estrategista.

imagem

Comentários

"Quilombo" é um bom filme brasileiro, no qual o diretor e roteirista Carlos Diegues recria, de forma inteligente, a vida no Quilombo dos Palmares, comunidade formada em meados do século XVII por ex-escravos.

O roteiro foi inspirado nos livros de João Felício dos Santos, 'Ganga Zumba', e de Décio de Freitas, 'Palmares'.

"Quilombo" apresenta uma ótima trilha sonora e um bom elenco, que inclui Toni Tornado, Zezé Motta, Antônio Pompeo, Antônio Pitanga e Grande Otelo.

CAA