Filmes por gênero

RASTROS DE ÓDIO (1956)

The searchers
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A desaparecida (Portugal)
La prisonnière du désert (França, Bélgica, Canadá)
Sentieri selvaggi (Itália)
Centauros del desierto (Espanha)
Más corazón que odio (Argentina, Chile, México, Peru)
Der schwarze Falke (Alemanha)
Förföljaren (Suécia)
Forfølgeren (Dinamarca)
Искатели (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste
Direção: John Ford
Roteiro: Frank S. Nugent
Produção: Merian C. Cooper, Patrick Ford
Música Original: Max Steiner
Fotografia: Winton C. Hoch
Edição: Jack Murray
Direção de Arte: Frank Hotaling, James Basevi
Figurino: Charles Arrico
Guarda-Roupa: Ann Peck, Frank Beetson Jr.
Maquiagem: Web Overlander
Efeitos Sonoros: Howard Wilson, Hugh McDowell Jr.
Efeitos Especiais: George Brown
Nota: 9.0
Filme Assistido em: 1958

Elenco

John Wayne Ethan Edwards
Jeffrey Hunter Martin Pawley
Vera Miles Laurie Jorgensen
Natalie Wood Debbie Edwards, aos 15 anos
John Qualen Lars Jorgensen
Olive Carey Sra. Jorgensen
Henry Brandon Chefe Scar
Ken Curtis Charlie McCorry
Harry Carey Jr. Brad Jorgensen
Antonio Moreno Emilio Gabriel Fernandez y Figueroa
Lana Wood Debbie Edwards, aos 9 anos
Hank Worden Mose Harper
Walter Coy Aaron Edwards
Dorothy Jordan Martha Edwards
Pippa Scott Lucy Edwards
Patrick Wayne Ten. Greenhill
Carmen D'Antonio Carmen
Chief Thundercloud Chefe Comanche
Pipe Line Begishe Comanche
Sonnie Betsuie Comanche
Pete Grey Eyes Comanche
Billy Yellow Comanche

Prêmios

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Revelação Masculina (Patrick Wayne)

Indicações

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (John Ford)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em 1868, Ethan Edwards, um ex-soldado confederado, surge inesperadamente no rancho de seu irmão Aaron Edwards, no Texas, depois de vários anos ausente.  Uma das razões inconfessáveis de seu retorno é o fato de amar secretamente Martha, a mulher de seu irmão.  Ao chegar, faz festa com todos, principalmente com suas sobrinhas, mas não vê com bons olhos seu sobrinho Martin Pawley, por ser mestiço.

Na manhã seguinte, o Rev. Capt. Samuel Johnston Clayton chega ao rancho, acompanhado de alguns homens, a fim de pedir a Aaron e a Martin que se juntem ao grupo na caçada a alguém que entrou no curral de Lars Jorgensen e levou suas melhores vacas.  Ethan sugere ir no lugar de Aaron, pois julga importante que o irmão fique para proteger Martha e as sobrinhas.

O grupo sai e encontra todo o gado morto, com sinais de que os responsáveis foram os índios Comanches.  Ethan alerta a todos que o único motivo para o ocorrido é intimidar Lars e seu irmão Aaron, a fim de que os mesmos abandonem a região.  Ao retornarem ao rancho, verificam que o mesmo foi incendiado e a família assassinada, com exceção da pequenina Debbie, que foi raptada.

Ethan e Martin começam, então, uma busca interminável a fim de encontrarem Debbie viva entre os Comanches.  Quando chegam as nevascas, eles perdem a trilha que seguiam e voltam até o rancho da família Jorgensen.  Lars, sua mulher e sua filha Laurie ficam contentes em revê-los, principalmente esta última, por amar Martin.

Ao receberem uma pista de um comerciante, segundo a qual o Chefe Scar está seguindo com seu grupo em direção ao Norte, a fim de passarem o inverno em Fort Wingate, Ethan e Martin partem imediatamente.

Os dois recomeçam a difícil tarefa até que, depois de cinco anos, terminam por encontrá-la vivendo com o grupo de Scar.  Eles tentam convencê-la a voltar em sua companhia, mas ela se nega por se considerar uma Comanche.  Revoltado, Ethan tenta matá-la, mas é impedido por Martin.

Os dois retornam à casa dos Jorgensen onde chegam no momento em que Laurie, vestida de noiva, vai-se casar com Charlie McCorry.  Ao ver Martin, entretanto, Laurie desiste do casamento.  É quando chega um soldado da cavalaria conclamando os homens presentes a se juntarem às tropas do comandante Greenhill, num enfrentamento ao grupo de Scar, que se acha próximo do local.  O Rev. Clayton, Ethan, Martin e uma meia-dúzia de homens atendem ao pedido e se juntam às tropas oficiais.

Após um ataque em massa ao acampamento indígena, o grupo de Scar é dizimado e Debbie é, finalmente, resgatada e trazida por Ethan para o seio da família e dos amigos.

imagem

Comentários

Baseado no livro homônimo de Alan Le May, "Rastros de Ódio" é mais um excelente faroeste.  Realizado pelo grande e veterano cineasta John Ford, o filme parte de um roteiro muito bem estruturado por  Frank S. Nugent, na época seu genro.

A direção é perfeita, o ritmo impresso à trama é muito bom e, contando com a ajuda do fotógrafo Winton C. Hoch, Ford consegue captar cenários naturais memoráveis.

O elenco é de primeira linha, ficando os maiores destaques para as brilhantes atuações de John Wayne, Jeffrey Hunter e Ward Bond.  "Rastros de Ódio" é o décimo terceiro filme de Wayne dirigido por Ford.  Antes, os dois já haviam trabalhado juntos em "Quatro Filhos", de 1928, "A Guarda Negra", de 1929, "Homens sem Mulheres", de 1930, "Galanteador Audaz", de 1930, "No Tempo das Diligências", de 1939, "A Longa Viagem de Volta", de 1940, "Fomos os Sacrificados", de 1945, "Forte Apache - Sangue de Heróis", de 1948, "O Céu Mandou Alguém", de 1948, "Legião Invencível", de 1949, "Rio Grande", de 1950, e "Depois do Vendaval", de 1952.

CAA