Filmes por gênero

O DISCRETO CHARME DA BURGUESIA (1972)

Le charme discret de la bourgeoisie
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O charme discreto da burguesia (Portugal)
The discreet charm of the bourgeoisie (UK/USA)
Il fascino discreto della borghesia (Itália)
El discreto encanto de la burguesía (Espanha, México)
Der diskrete charme der bourgeoisie (Alemanha)
Borgarklassens diskreta charm (Suécia)
Farmecul discret al burgheziei (Romênia)
Borgerskabets diskrete charme (Dinamarca)
Pais: França
Gênero: Comédia, Drama, Fantasia
Direção: Luis Buñuel
Roteiro: Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière
Produção: Serge Silberman
Design Produção: Pierre Guffroy
Fotografia: Edmond Richard
Edição: Hélène Plemiannikov
Figurino: Jacqueline Guyot
Guarda-Roupa: Olympe Watelle
Maquiagem: Odette Berroyer, Fernande Hugi
Efeitos Sonoros: Guy Villette, Jacques Carrère, Luis Buñuel e outros
Nota: 9.2
Filme Assistido em: 1973

Elenco

Fernando Rey Don Rafael Acosta
Stéphane Audran Alice Sénéchal
Paul Frankeur Sr. Thévenot
Delphine Seyrig Sra. Thévenot
Bulle Ogier Florence
Jean-Pierre Cassel Sr. Sénéchal
Michel Piccoli Ministro
Milena Vukotic Ines
Maria Gabriella Maione Guerilla
Claude Piéplu Coronel
François Maistre Delecluze
Julien Bertheau Dufour
Pierre Maguelon Sargento de Polícia
Georges Douking Jardineiro
Robert Le Béal Estilista
Jacques Rispal Policial
Roger Caccia Pianista do Salão de Chá
Madeleine Bouchez Cliente do Salão de Chá

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Roteiro (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière)

Prêmio de Melhor Atriz (Stéphane Audran)

Sindicato Francês dos Críticos de Cinema, França

Prêmio de Melhor Filme (Luis Buñuel)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Diretor (Luis Buñuel)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (Luis Buñuel, Guy Villette)

Prêmio de Melhor Direção (Luis Buñuel)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Roteiro Original (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Diretor de Filme Estrangeiro (Luis Buñuel)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Roteiro (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière )

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Luis Buñuel)

Prêmio de Melhor Roteiro (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O embaixador de um pequeno País da América do Sul volta à Europa, onde encontra dois amigos muito queridos, Sénéchal e Thévenot, com os quais se envolve com o tráfico de drogas.  Um dia, para comemorar a feliz conclusão de uma transação, eles decidem jantar juntos na casa de Sénéchal.

No dia acertado, os convidados chegam à casa de Sénéchal, mas ele se encontra ausente e sua mulher não está a par do tal jantar.  Eles decidem, então, jantar num restaurante, onde encontram o proprietário morto num dos cantos do salão.

Uma outra data é marcada para o jantar, mas ao chegarem à casa de Sénéchal, não encontram o casal  (que está fazendo amor no jardim).  Preocupados de que tenham caído numa armadilha da polícia, eles fogem apressadamente.  Nas semanas que se seguem, os amigos tentam se reunir, mas em vão.

Numa das vezes, oficiais em manobram invadem a sala de jantar.  Em outra, convidados pelo coronel, desejoso de reparar a invasão, os amigos se enganam de endereço e, de repente, se acham num teatro, no momento em que a cortina se abre.  Eles fogem debaixo de assobios.

O jantar para eles torna-se uma obsessão, mas sempre o evento é interrompido por uma série de motivos, alguns reais e outros produtos da imaginação dos personagens.

Na última vez em que eles se reúnem, o jantar transcorre normalmente, mas os amigos de um terrorista que já havia tentado anteriormente assassinar o embaixador, invadem a casa e massacram a todos.  Todavia, pelas últimas cenas, tem-se a impressão de que se trata de mais uma dessas fantasias que fazem o discreto charme da burguesia...

imagem imagem imagem

Comentários

"O Discreto Charme da Burguesia" é mais uma obra-prima do genial diretor aragonês.  A história que Buñuel nos apresenta é a mais surrealista que se possa imaginar, onde sonhos se misturam com realidade, com situações desconcertantes.

A burguesia é mais uma vez ridicularizada por Buñuel, que destaca a hipocrisia e a extravagância dessa classe social.  Desta vez, o tema central é a impossibilidade de um grupo de refinados e burgueses amigos se reunir para um simples jantar.

Com um ótimo roteiro e excelentes interpretações, além da magistral direção de Buñuel, o filme foi agraciado com o Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira.

CAA