Filmes por gênero

ERAM CINCO IRMÃOS (1944)

The fighting Sullivans
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: J'avais cinq fils (França)
La famiglia Sullivan (Itália)
Eran cinco hermanos (Espanha, Argentina)
Fünf helden (Alemanha, Austria)
De tappra Sullivans (Suécia)
Der var 5 brødre (Dinamarca)
De vijf gebroeders (Holanda)
Салливаны (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, 2ª Guerra Mundial
Direção: Lloyd Bacon
Roteiro: Mary McCall Jr.
Produção: Sam Jaffe
Música Original: Cyril J. Mockridge
Direção Musical: Alfred Newman
Fotografia: Lucien Andriot
Edição: Louis R. Loeffler
Direção de Arte: Leland Fuller, James Basevi
Figurino: René Hubert
Guarda-Roupa: Sam Benson
Maquiagem: Guy Pearce
Efeitos Sonoros: George Leverett, Harry M. Leonard
Efeitos Especiais: Fred Sersen
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1947

Elenco

Anne Baxter Katherine Mary Sullivan
Thomas Mitchell Sr. Thomas Sullivan
Selena Royle Sra. Alleta Sullivan
Edward Ryan Al Sullivan
Trudy Marshall Genevieve Sullivan
John Campbell Frank Sullivan
James Cardwell George Sullivan
John Alvin Matt Sullivan
George Offerman Jr. Joe Sullivan
Roy Roberts Padre Francis
Ward Bond Ten. Comandante Robinson
Bobby Driscoll Al Sullivan, quando criança
Marvin Davis Frank Sullivan, quando criança
Buddy Swan George Sullivan, quando criança
Johnny Calkins Joe Sullivan, quando criança
Billy Cummings Matt Sullivan, quando criança
Nancy June Robinson Genevieve Sullivan, quando criança
Barbara Brown Enfermeira da Maternidade
John Nesbitt Almirante
Addison Richards Capitão da Marinha
Elsa Peterson Freira
Mae Marsh Vizinha da Sra. Griffin

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor História Original (Edward Doherty, Jules Schermer)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Os irmãos Al, Frank, George, Matt e Joe Sullivan cresceram num bairro de classe média baixa de Waterloo, Iowa, filhos de um funcionário da Estrada de Ferro, Thomas, e de sua mulher, Alleta.  Embora fossem garotos de ótima índole, eles sempre estavam metidos em encrenca.  Várias crianças da região os evitavam por saberem que eram brigões.  Sua irmã, Genevieve, ao contrário, não se envolvia em suas confusões.

Ao se tornarem homens, continuaram unidos como sempre.  Quando Al conheceu uma bela jovem da vizinhança, Katherine, e se apaixonou por ela, seus irmãos inicialmente implicaram com a moça mas, ao perceberem que estavam errados, fizeram de tudo para agradá-la e para que o irmão fosse feliz.

Quando os japoneses atacaram a frota americana estacionada em Pearl Harbor, os cinco irmãos procuraram o Centro de Alistamento da Marinha, onde fizeram uma exigência para que se alistassem: todos deveriam integrar a tripulação de um mesmo navio.  Na época, Al e Katherine já se achavam casados e com um filhinho.  Tal fato, entretanto, não os impediu de seguirem juntos para a guerra, o que foi perfeitamente compreensível para Katherine.

Os cinco irmãos foram designados para prestarem serviço no destróier USS Juneau, em fevereiro de 1942, em operações no Atlântico, até que o Comandante recebeu ordens para se deslocar para o Pacífico Sul.

Ao participarem das sangrentas batalhas de Guadalcanal, nas Ilhas Salomão, o USS Juneau foi torpedeado pelos japoneses e posto à pique, em 13 de novembro de 1942.  Ao ser dada a ordem para abandonarem o navio, Al, Frank, Matt e Joe desceram até a enfermaria, onde George se encontrava ferido, e terminaram os cinco morrendo nesse episódio.

Quando a Marinha foi até a casa dos Sullivans comunicar a morte dos cinco irmãos, Katherine e Genevieve choraram as perdas irreparáveis sem, no entanto, irem à histeria.  Um ano depois, ainda chocados com a perda dos filhos, o Sr. e Sra. Sullivan participaram da cerimônia de batismo do 'USS The Sullivans'.  À medida em que o novo navio deslizava para o mar, a Sra. Sullivan comentava: "Nossos meninos voltaram a flutuar".

imagem

Comentários

Baseado numa história verídica, "Eram Cinco Irmãos" conta a história de cinco jovens irmãos que serviram no mesmo destróier, o 'USS Juneau', e que perderam a vida quando o barco foi torpedeado pelas forças japonesas, durante a batalha de Gualdacanal, em 1942.

Realizado pelo cineasta Lloyd Bacon, o filme é comovente, levando a platéia às lágrimas.  Produzido durante a 2ª Guerra Mundial, sem dúvida teve um caráter de propaganda do esforço patriótico do povo americano.  Seu final é um verdadeiro tributo às famílias que sofreram perdas como resultado do conflito armado.

Contando com a música de Alfred Newman, o filme apresenta ainda um roteiro bem estruturado, um bom trabalho de edição, uma ótima fotografia.  No elenco, os grandes destaques são as atuações de Ward Bond, Thomas Mitchell e Anne Baxter.

CAA