Filmes por gênero

PARAISO INFERNAL (1939)

Only angels have wings
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Seuls les anges ont des ailes (França, Bélgica)
Avventurieri dell'aria (Itália)
Sólo los ángeles tienen alas (Espanha, Argentina, México)
SOS Feuer an Bord (Alemanha, Austria)
Endast änglar har vingar (Suécia)
Alleen engelen hebben vleugels (Holanda)
Kun engle har vinger (Dinamarca)
Tylko aniolowie maja skrzydla (Polônia)
Только у ангелов есть крылья (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Aventura, Romance
Direção: Howard Hawks
Roteiro: Jules Furthman
Produção: Howard Hawks
Música Original: Dimitri Tiomkin
Direção Musical: Morris Stoloff
Fotografia: Joseph Walker
Edição: Viola Lawrence
Direção de Arte: Lionel Banks
Figurino: Robert Kalloch
Maquiagem: Robert J. Schiffer
Efeitos Especiais: Roy Davidson
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1951

Elenco

Cary Grant Geoff Carter
Jean Arthur Bonnie Lee
Rita Hayworth Judith 'Judy' MacPherson
Richard Barthelmess Bat MacPherson
Thomas Mitchell Kid Dabb
Allyn Joslyn Les Peters
Sig Ruman Dutchy
Victor Kilian Sparks
John Carroll Gent Shelton
Don 'Red' Barry Tex Gordon
Noah Beery Jr. Joe Souther
Milisa Sierra Lily
Lucio Villegas Dr. Lagorio
Pat Flaherty Mike
Pedro Regas Pancho
Pat West Baldy
Forbes Murray Sr. Harkwright
Stanley Brown Harkwright Jr.
James Millican Mecânico
Cecilia Callejo Felice Torras
Charles R. Moore Charlie
Robert Sterling

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Joseph Walker)

Oscar de Melhores Efeitos Especiais e Sonoros (Edwin C. Hahn, Roy Davidson)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Geoff Carter é um piloto e gerente da Barranca Airways, pequena empresa colombiana de propriedade de Dutchy que transporta o correio aéreo através de uma passagem elevada da Cordilheira dos Andes.

Quando o navio da dançarina Bonnie Lee chega à Barranca, ela tem o prazer de conhecer Joe Souther e Les Peters, dois aviadores americanos que trabalham para a empresa aérea. Apesar das condições atmosféricas nos Andes se mostrarem frequentemente perigosas, os aviadores são obrigados a seguir um horário regular a fim de manterem uma subvenção recebida dos Correios.

Ao conhecer Geoff, Bonnie se apaixona por ele. Kid Dabb, melhor amigo do piloto, a adverte para ficar longe dele, cuja má experiência com uma mulher o deixou com um pé atrás em relação ao sexo feminino. Sentindo-se realmente atraída por ele, no entanto, Bonnie decide permanecer em Barranca.

As complicações surgem com a chegada de Bat MacPherson, um novo piloto, acompanhado de sua esposa, Judith. Anos antes, a covardia de MacPherson causou a morte do irmão mais novo de Kid Dabb e, como consequência, os outros pilotos rejeitam sua presença. Em princípio, Geoff se recusa a contratá-lo, mas muda de ideia quando, para garantir um contrato que deixará a companhia aérea com uma base financeira sólida, se vê obrigado a fazê-lo para substituí-lo, em face de um imprevisto.

É que, pouco antes de partir, num dia marcado por fortes tempestades, Geoff recebe a visita de Bonnie que, apavorada com o receio de que ele não retorne, o implora para que não viaje, confessando todo o amor que sente por ele. Na ocasião, uma arma que ela portava como extremo recurso para evitar sua partida, acidentalmente cai no chão e dispara, atingindo o ombro de Geoff. Incapaz de pilotar, com o ferimento no ombro, ele se vê obrigado a contratar MacPherson.

Assim, MacPherson e Kid Dabb assumem a missão. Durante o voo marcado pelo mau tempo, o choque de um pássaro contra os para-brisas do avião quebra o pescoço de Kid e provoca o início de um incêndio. Ao invés de garantir sua vida pulando de paraquedas, MacPherson, depois de muita luta, consegue aterrissar com o avião em chamas, pouco antes de Kid Dabb vir a falecer. Em suas últimas palavras, Kid enaltece a bravura e heroísmo demonstrados por MacPherson, que passa a ser bem recebido por toda a equipe.

Mesmo ferido no ombro, Geoff se prepara para viajar assim que as condições climáticas são normalizadas, a fim de garantir o contrato tão importante para a empresa. Antes de partir, em companhia de Les Peters, ele pede à Bonnie que espere seu retorno.

imagem

Comentários

Produzido e realizado pelo cineasta Howard Hawks, a partir de um roteiro escrito por Jules Furthman, “Paraiso Infernal” é um excelente filme da Columbia Pictures Corporation lançado em 1939.

Na direção, Hawks, demonstrando mais uma vez seu completo domínio da câmera, nos brinda com mais um belo trabalho, marcado por uma boa dose de tensão e beneficiado pela bela fotografia em preto e branco de Joseph Walker, com interessantes cenas aéreas da Cordilheira dos Andes.

No elenco, destacam-se as atuações de Cary Grant, Jean Arthur e Thomas Mitchell, seguidas pelas de Richard Barthelmess e Sig Ruman.

CAA