Filmes por gênero

ESSE OBSCURO OBJETO DO DESEJO (1977)

Cet obscur objet du désir
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: That obscure object of desire (Estados Unidos)
Quell'oscuro oggetto del desiderio (Itália)
Ese oscuro objeto del deseo (Espanha, Argentina, México)
Dieses obskure objekt der begierde (Alemanha)
Begärets dunkla mål (Suécia)
Begærets dunkle mål (Dinamarca)
Mroczny przedmiot pozadania (Polônia)
A vágy titokzatos tárgya (Hungria)
Pais: França, Espanha
Gênero: Drama, Comédia, Romance
Direção: Luis Buñuel
Roteiro: Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière
Produção: Serge Silberman
Design Produção: Pierre Guffroy
Fotografia: Edmond Richard
Edição: Hélène Plemiannikov
Figurino: Sylvie de Segonzac
Guarda-Roupa: María Teresa García Trueba, Mimi Gayo
Maquiagem: Odette Berroyer
Efeitos Sonoros: Alex Pront, Guy Villette, Gina Pignier, J. Porel
Efeitos Especiais: François Suné
Nota: 8.7
Filme Assistido em: 1978

Elenco

Fernando Rey Mathieu
Carole Bouquet Conchita
Ángela Molina Conchita
Julien Bertheau Edouard
André Weber Martin
Milena Vukotic Mulher no trem
María Asquerino Encarnación, mãe de Conchita
Ellen Bahl Manolita
Valerie Blanco Isabelle
Auguste Carrière Mulher na vitrine
Jacques Debary Viajante
Antonio Duque Condutor
André Lacombe Porteiro
Lita Lluch-Peiro Bailarina
Bérnard Musson Policial
Piéral Psicólogo
David Rocha El Morenito
Annie Monange .
Jean-Claude Montalban .
Isabelle Rattier .

Prêmios

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (Luis Buñuel)

Círculo dos Roteiristas de Cinema, Espanha

Prêmio de Melhor Direção (Luis Buñuel)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Diretor (Luis Buñuel)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Direção (Luis Buñuel)

César de Melhor Roteiro (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator (Fernando Rey)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator (Fernando Rey)

Prêmio de Melhor Direção (Luis Buñuel)

Prêmio de Melhor Roteiro (Luis Buñuel, Jean-Claude Carrière)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Na plataforma de embarque de uma estação ferroviária, uma jovem corre atrás de um homem maduro.  Este toma o trem e, para surpresa de vários passageiros, joga um balde d'água sobre a jovem, que permanece na plataforma.

O trem parte e, durante o percurso entre Sevilla e Madrid, o homem, chamado Mathieu, passa a contar, aos seus companheiros de viagem, que incluem um juiz, uma mulher com a filha e um psicólogo, a história de seus infortúnios amorosos com a jovem Conchita.

Tudo começara quando da onda de atentados terroristas organizados pelo GAREJ  (Groupe Armé Révolutionnaire de l'Enfant Jésus).  Ao conhecer Conchita, ele se viu seduzido por sua beleza. Obcecado por ela, tentou possuí-la, mas ela se recusou a consumar uma relação sexual, alegando virgindade.  Ele a perdeu de vista e, depois, a reencontrou em diversas ocasiões, em Genebra, em Courbevoie.  Em todas as ocasiões, ela sempre se recusou às suas investidas mais íntimas.  Quando de um último encontro, em Sevilla, ela trabalhava como dançarina numa Casa de Shows para turistas.  Na oportunidade, ela o esnobou, oferecendo-se a um amigo guitarrista.

Assim, desde seu primeiro encontro, Conchita jogou com sua obsessão, fazendo-o passar do desejo à frustração e do amor ao ódio.

O relato e a viagem de Mathieu continuam e, paralelamente, uma série de incidentes estranhos ocorrem.  No fim, uma terrível explosão pode ser obra dos misteriosos terroristas...

imagem imagem imagem

Comentários

"Esse Obscuro Objeto do Desejo" é mais uma obra-prima do grande cineasta aragonês, Luis Buñuel.  Baseado no romance "La Femme et le Pantin", de Pierre Louÿs, o filme é denso e dá margem a um estudo psicológico.

Ele trata de possessões impossíveis e sintetiza os temas preferidos de Buñuel, ao mesmo tempo em que introduz um novo tema, o relativo ao terrorismo surgido na segunda metade deste século.

A grande originalidade de Buñuel, neste filme, é fazer duas atrizes bem diferentes (Carole Bouquet e Ángela Molina) interpretarem o papel da mesma jovem Conchita, como que encarnando dois aspectos de sua personalidade.  Esse fato não choca, graças à qualidade da direção e à evidência desse aspecto simbólico.

Além da magnífica direção de Buñuel, que também co-assina o excelente roteiro, merecem destaques as atuações de Fernando Rey, Carole Bouquet e Ángela Molina.

CAA