Filmes por gênero

COLATERAL (2004)

Collateral
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Pais: Estados Unidos
Gênero: Policial, Suspense
Direção: Michael Mann
Roteiro: Stuart Beattie
Produção: Michael Mann, Julie Richardson
Design Produção: David Wasco
Música Original: James Newton Howard
Fotografia: Dion Beebe, Paul Cameron
Edição: Jim Miller, Paul Rubell
Direção de Arte: Daniel T. Dorrance
Figurino: Jeffrey Kurland
Maquiagem: Judith A. Cory, Lois Burwell, Deidra Dixon e outros
Efeitos Sonoros: Mike Chock, Doc Kane, Elliott Koretz e outros
Efeitos Especiais: John Downey, Bruce Minkus, Thomas Fisher, Matt Downey
Efeitos Visuais: Robert Rossello, Robert Stadd, Jeff Varga e outros
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 2005

Elenco

Tom Cruise Vincent
Jamie Foxx Max
Jada Pinkett Smith Annie
Mark Ruffalo Fanning
Peter Berg Richard Weidner
Bruce McGill Pedrosa
Irma P. Hall Ida
Barry Shabaka Henley Daniel
Javier Bardem Felix
Emilio Rivera Paco
Ken Ver Cammen Agente do FBI
Charlie E. Schmidt Jr. Agente do FBI
Robert Deamer Sargento
Niles Roth Piloto de Helicóptero
Corinne Chooey Garçonete

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Fotografia

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Fotografia

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Jamie Foxx)

Oscar de Melhor Edição

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio David Lean de Melhor Direção (Michael Mann)

Prêmio de Melhor Roteiro Original

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Jamie Foxx)

Prêmio de Melhor Edição

Prêmio de Melhor Som

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Jamie Foxx )

Videoclipes

70 anos de cinema 70 anos de cinema 70 anos de cinema 70 anos de cinema 70 anos de cinema

Sinopse

Max trabalha como motorista de táxi há 12 anos, já tendo levado os mais diversos passageiros a todos os locais de Los Angeles.

Certa noite, aparentemente tranqüila, após transportar Annie, uma Promotora que trabalha num Processo contra um cartel do narcotráfico, um homem pega o seu táxi para o que seria mais uma viagem de rotina.  Esse homem, bem trajado, é Vincent, um assassino profissional que acaba de chegar à cidade, contratado para assassinar cinco testemunhas-chave que deverão estar presentes no júri federal contra o referido cartel.

Ao chegar ao local onde se encontra a primeira testemunha, ele pede a Max para parar o táxi e o aguardar por alguns minutos.  Enquanto aguarda a volta de seu passageiro, um corpo cai do alto de um edifício exatamente em cima de sua capota.  Logo a seguir, chega Vincent que, empunhando uma arma, obriga Max a colocar o corpo na mala do táxi.

A partir daí, sempre ameaçado pelo criminoso, Max vai conduzindo Vincent para os locais onde se encontram as demais pessoas de sua lista.  Após eliminar as quatro primeiras testemunhas-chave, Max descobre que a quinta vítima deverá ser exatamente Annie, a procuradora que ele conduzira no início da noite.

Numa tentativa de parar com aquela onda de assassinatos, o taxista provoca a capotagem do veículo.  Vincent, entretanto, consegue sair ileso do acidente e parte direto para o edifício onde Annie se encontra.

De posse de um cartão de visitas que a Promotora deixara com ele, Max tenta desesperadamente avisá-la sobre a presença do criminoso em seu prédio, usando um aparelho celular, ao mesmo tempo em que corre pelas dependências do edifício, numa tentativa de deter Vincent.

imagem imagem imagem

Comentários

"Colateral" é um bom filme de suspense.   Realizado pelo grande cineasta Michael Mann, o filme conta a história de um assassino profissional que aluga um táxi para, ao longo de uma noite, matar cinco pessoas.

O trabalho de Mann é, como sempre, consistentemente bom.  Ele consegue realizar um thriller envolvente, contando com as magníficas interpretações de Tom Cruise e, principalmente, Jamie Foxx.  Adicionalmente, "Colateral" apresenta a ótima fotografia de Dion Beebe e Paul Cameron e uma bela trilha sonora.

Em contrapartida, o roteiro de Stuart Beattie apresenta altos e baixos.  Melhor na primeira parte, incluindo alguns bons diálogos, ele cai ao incluir uma série de clichês na segunda metade, muito embora a perseguição final mantenha o espectador atento até o fim.

 

CAA