Filmes por gênero

CHRISTINE (1958)

Christine
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Cristina (Portugal)
L'amante pura (Itália)
Christine - pigen fra Wien (Dinamarca)
Christine - flicka i Wien (Suécia)
Liebelei (Holanda)
Кристин (Bulgária)
Кристина (União Soviética)
Pais: França, Itália
Gênero: Drama, Romance
Direção: Pierre Gaspard-Huit
Roteiro: Pierre Gaspard-Huit, Hans Wilhelm
Produção: Angelo Rizzoli, Serge Silberman
Design Produção: Jean d'Eaubonne
Música Original: Georges Auric
Direção Musical: Jacques Métehen
Fotografia: Christian Matras
Edição: Louisette Hautecoeur
Figurino: Rosine Delamare
Guarda-Roupa: Georgette Fillon
Maquiagem: Anatole Paris
Efeitos Sonoros: Antoine Petitjean
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1960

Elenco

Romy Schneider Christine Weiring
Alain Delon Franz Lobheiner
Jean-Claude Brialy Theo Kaiser
Sophie Grimaldi Mitzi Schlager
Micheline Presle Baronesa Lena Eggersdorf
Jean Galland Barão Eggersdorf
Fernand Ledoux Sr. Weiring, pai de Christine
François Chaumette Wimmer
Jacques Duby Joseph Binder
Jean Davy O coronel
Bernard Dhéran Capitão Lansky
Jean Lagache Linz
Colette Proust Émilie, empregada da Baronesa Eggersdorf
Jacques Toja Schaffer
Allain Dhurtal Testemunha do Barão Eggersdorf
Joseph Egger .
Carl Lange .
Jean-Pierre Zola .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Viena, 1906. Franz Lobheiner, um jovem tenente do exército austríaco, mantém um caso de amor secreto com Lena, esposa do Barão Eggersdorf. Depois de um ano, sentindo-se cansado desse relacionamento, ele se mostra decidido a rompê-lo, mas não sabe como abordar o assunto junto à sua amante.

Certa noite, convidado por seu melhor amigo e companheiro de farda, o tenente Theo Kaiser, ele o acompanha ao famoso ‘’Grinzing’’, onde conhecem duas belas jovens: uma, morena e astuta, chamada Mitzi Schlager, e a outra, loura, tímida e recatada, de nome Christine Weiring. Em pouco tempo, um flerte se desenvolve entre Mitzi e Theo, que entram no salão para dançarem, enquanto Christine e Franz pouco se falam na mesa em que se encontram.

No entanto, ao final da noite, ao acompanhá-la até a Ópera de Viena, onde o pai dela trabalha como músico, Franz toma conhecimento de que Christine se acha a um passo de se tornar noiva de um compositor insosso e ridículo. Adicionalmente, ele sente que ela tem uma visão idealista do amor, o que o deixa fascinado.

Em pouco tempo, Christine percebe que ama Franz mais do que a qualquer outro homem na face da terra, e ele também descobre que sente o mesmo por ela. Essas descobertas o levam, finalmente, a terminar o relacionamento com a senhora Eggersdorf, que é tomada por um intenso e amargo ciúme. Finalmente, ao descobrir a infidelidade da esposa, o Barão desafia Franz para um trágico duelo.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta francês Pierre Gaspard-Huit, “Christine’’ é uma boa produção franco-italiana do final dos anos 50. Sua trama gira em torno de uma história de amor, com um final trágico, vivida na tela pela bela atriz austríaca Romy Schneider, na época já bastante conhecida por suas atuações como ‘’Sissi’’, além de outros oito filmes nos quais igualmente trabalhara, e pelo ator francês Alain Delon, basicamente em início de carreira. Para a imprensa e os espectadores da época, ‘’Christine’’ marcou o nascimento de um casal ideal formado por esses dois jovens atores que viriam a ser considerados entre os mais apreciados de sua geração: a graça e a delicadeza de Romy aliadas à beleza felina de Delon.

Tecnicamente, a direção de Pierre Gaspard-Huit é razoavelmente boa. Por outro lado, a fotografia, o cenário e o figurino merecem ser destacados por sua qualidade e beleza.

CAA