Filmes por gênero

QUANDO O CORAÇÃO CANTA (1950)

Two weeks with love
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Duas semanas de amor (Portugal)
Les heures tendres (França, Bélgica)
Dos semanas de amor (Venezuela)
Due settimane d'amore (Itália)
Einmal eine Dame sein (Alemanha, Austria)
Det glada hotellet (Suécia)
Lykkelige ungdom (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Musical, Romance
Direção: Roy Rowland
Roteiro: Dorothy Kingsley, John Larkin
Produção: Jack Cummings
Música Original: George Stoll, Albert Sendrey
Direção Musical: George Stoll
Coreografia: Busby Berkeley
Fotografia: Alfred Gilks
Edição: Cotton Warburton
Direção de Arte: Cedric Gibbons, E. Preston Ames
Figurino: Helen Rose, Walter Plunkett
Maquiagem: William Tuttle, Robert Dawn
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer, Conrad Kahn
Efeitos Especiais: Warren Newcombe
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Jane Powell Patti Robinson
Ricardo Montalban Demi Armendez
Louis Calhern Horatio Robinson
Ann Harding Katherine Robinson
Phyllis Kirk Valerie Stresemann
Debbie Reynolds Melba Robinson
Carleton Carpenter Billy Finlay
Clinton Sundberg Sr. Finlay
Gary Gray McCormick Robinson
Tommy Rettig Ricky Robinson
Charles Smith Eddie Gavin
Lillian Bronson Srta. Zilly
Everett Glass Sr. Hibbs
Mitchell Lewis Sr. Schimpf
Melba Meredith Sra. Armendez
Marjorie Wood Sra. Stresemann

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No verão de 1913, Patti Robinson, uma jovem de dezessete anos, participa juntamente com sua mãe Katherine, seu pai Horatio, sua irmã Melba e seus irmãos mais novos McCormick e Ricky das férias anuais da família em um resort de Kissimmee, New York. Embora ela acredite que atingiu a idade adulta e está pronta para começar a namorar garotos, sua mãe super protetora insiste para que ela espere até completar dezoito anos.

Assim que eles chegam ao resort, Billy Finlay, o filho de dezesseis anos do gerente tenta cortejá-la, mas ela o evita e concentra suas atenções em um jovem cubano de nome Demi Armendez. Este, por sua vez, não tira os olhos de uma amiga de Patti, Valerie Stresemann, maior de 18 anos que usa um espartilho, o que lhe confere maior elegância ao reduzir a cintura e manter o tronco ereto. Enciumada, Patti insiste em seu desejo de ter um espartilho, mas sua mãe, ao contrário, faz questão que ela use roupas que lhe deem uma aparência mais jovem.

Certo dia, durante um passeio da família às margens de um rio, Patti vê Valerie e Demi se aproximando e, com vergonha de ser vista ao lado de crianças, pede que sua irmã Melba a enterre na areia. Ao perceber que a filha tem sido ridicularizada por usar roupas inadequadas para sua idade, Horatio pede que Katherine tenha mais consideração com os sentimentos da filha. Mais tarde, quando Valerie tenta sabotar seus planos para se aproximar de Demi, Patti descobre que ela, na verdade, não é sua amiga.

Certa noite, quando de um passeio em um pequeno barco, Patti adormece e tem um sonho. No sonho, Demi canta e professa seu amor por ela, mas reage com indignação quando ela revela que não está usando um espartilho. Logo a seguir, ela desperta do sonho gritando por Demi e, em seguida, cai no rio. Ao vê-la, o jovem tenta salvá-la, mas ela consegue fugir envergonhada. Toda molhada, ela segue direto para seu quarto e, quando Demi a procura, Horatio desconhece os motivos dele e o acusa de comportamento impróprio.

Quando Patti descobre que Demi está levando Valerie para o grande baile do resort, ela inicialmente se recusa a participar do mesmo, mas depois acompanha Billy e, para sua surpresa, termina nos braços de Demi, quando ele a convida para dançar. Ela retorna mais tarde para seu quarto, sentindo-se feliz e apaixonada, embora ainda zangada por não ter permissão para usar um espartilho. Na tentativa de ajudar sua filha, Horatio vai à cidade para comprar o tão sonhado espartilho, mas desconhecendo detalhes do mesmo, termina adquirindo uma cinta cirúrgica.

Sem qualquer experiência com a peça, Patti a veste e, ao dançar um tango com Demi, durante um movimento forte, ocorre um problema com o espartilho, obrigando-a a correr apressada para os bastidores, onde recebe ajuda da mãe, que finalmente percebe que sua filha cresceu. As férias de verão terminam com Patti de bem com a mãe e feliz porque Demi lhe prometeu manter contato com ela.

imagem

Comentários

Realizada pelo cineasta Roy Rowland, a partir de um roteiro escrito por Dorothy Kingsley e John Larkin, “Quando o Coração Canta” é uma ótima comédia musical produzida pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1950. Sua trama, baseada numa estória de John Francis Larkin, é marcada por 14 números musicais, dentre os quais se encontra o famoso tango “A Média Luz”.

Embora não se ache entre os grandes musicais da era de ouro de Hollywood, o filme apresenta uma bela trilha sonora, a ótima fotografia colorida de Alfred Gilks, o lindo figurino assinado por Edith Head e a presença do famoso coreógrafo Busby Berkeley.

No elenco, destacam-se as atuações de Jane Powell e Debbie Reynolds, seguidas pela de Ricardo Montalban.

CAA