Filmes por gênero

GANGA ZUMBA (1963)

imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Pais: Brasil
Gênero: Drama, Histórico
Direção: Carlos Diegues
Roteiro: Carlos Diegues, Leopoldo Serran, Rubem Rocha Filho, Paulo Soares
Produção: Jarbas Barbosa, Luiz Fernando Goulart, Carlos Diegues
Música Original: Moacir Santos
Fotografia: Fernando Duarte
Edição: Ismar Porto
Direção de Arte: Régis Monteiro
Figurino: Regis Monteiro
Maquiagem: Ronaldo Abreu
Efeitos Sonoros: Arnaldo Jabor, Geraldo José, Sérgio Montagna
Nota: 7.7
Filme Assistido em: 1965

Elenco

Antônio Pitanga Ganga Zumba
Eliezer Gomes Aroroba
Luísa Maranhão Dandara
Léa Garcia Cipriana
Tereza Rachel Senhora do Pieró
Cartola .
Dona Zica da Mangueira .
Ruy Polanah
Nara Leão
Jorge Coutinho .
Regina Werneck .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No início do século XVI, alguns negros fugiram dos senhores portugueses e fundaram aldeias, como o Quilombo de Palmares, o mais famoso.  Ganga Zumba, neto do rei dos Palmares, Zumbi, nasceu na senzala e vai tomando contato com a história de suas lutas e problemas.

No Brasil colonial, o escravo Ganga Zumba representa para seus companheiros o substituto de Zumbi dos Palmares.  Na fazenda, os escravos trabalham no canavial, entre as chibatadas do feitor, e engendram planos de fuga em direção ao Quilombo dos Palmares.  O negro Aroroba, chefe do grupo, envia dois escravos à Palmares.

A fuga dos dois é relatada ao fazendeiro.  Tolentino da Rosa, o capitão-do-mato, sai à caça dos fugitivos.  Chegam à fazenda o sr. e a sra. de Piancó.  Junto à senhora, vem a mucama Dandara, que desperta a paixão de Ganga Zumba.  O capitão-do-mato retorna trazendo apenas uma orelha de um dos escravos e Aroroba se convence de que o outro teria alcançado Palmares.

Chega, então, do quilombo, um guia com a missão de levar Ganga Zumba e os outros à Palmares.  O grupo foge durante a noite e é perseguido pelos homens de Tolentino Rosa.  Acampam na serra. O guia relata ao grupo a deterioração do estado de saúde de Zumbi.

Durante o percurso, encontram o casal Piancó e a mucama Dandara.  Matam os senhores e levam a mucama. Durante a travessia de um rio, Aroroba é ferido pelos homens do capitão-do-mato.  Na mata, Ganga Zumba e os outros conseguem dar cabo de seus perseguidores, com a ajuda dos negros de Palmares. Aroroba morre. No Quilombo, Ganga Zumba é coroado rei, ao lado de Dandara.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado no livro homônimo de João Felício dos Santos, "Ganga Zumba" é um bom filme nacional.  Realizado pelo cineasta Carlos Diegues, o filme apresenta um ótimo ritmo, com bons momentos que prendem a atenção do espectador.

A fotografia de Fernando Duarte é de primeiríssima qualidade.  A trilha sonora é excelente.  No papel-título, Antônio Pitanga é o grande destaque do elenco.

Enfim, "Ganga Zumba" é um bom filme, imperdível para os estudiosos da cultura negra no Brasil.

CAA