Filmes por gênero

EM CADA CORAÇÃO UM PECADO (1942)

Kings row
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Crimes sans châtiment (França, Bélgica)
Abismo de pasión (Espanha)
Cumbres de pasión (Argentina)
Delitti senza castigo (Itália)
Ringar på vattnet (Suécia)
Királyok sora (Hungria)
Renkaita vedessä (Finlândia)
Af ild og støv (Dinamarca)
Кингс Роу (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama
Direção: Sam Wood
Roteiro: Casey Robinson
Produção: Hal B. Wallis, David Lewis
Design Produção: William Cameron Menzies
Música Original: Erich Wolfgang Korngold
Direção Musical: Leo F. Forbstein
Fotografia: James Wong Howe
Edição: Ralph Dawson
Direção de Arte: Carl Jules Weyl
Figurino: Orry-Kelly
Maquiagem: Perc Westmore
Efeitos Sonoros: Robert B. Lee
Efeitos Especiais: Robert Burks
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1952

Elenco

Ann Sheridan Randy Monaghan
Robert Cummings Parris Mitchell
Ronald Reagan Drake McHugh
Betty Field Cassandra 'Cassie' Tower
Charles Coburn Dr. Henry Gordon
Claude Rains Dr. Alexander Tower
Judith Anderson Sra. Harriet Gordon
Nancy Coleman Louise Gordon
Kaaren Verne Elise Sandor
Maria Ouspenskaya Madame Marie von Eln
Harry Davenport Coronel Skeffington
Ernest Cossart Pa Monaghan
Ilka Grüning Anna
Pat Moriarity Tod Monaghan
Minor Watson Sam Winters
Ann Todd Randy Monaghan, quando garota
Ludwig Stössel Prof. Berdorff
Erwin Kalser Sr. Sandor
Egon Brecher Dr. Candell
Scotty Beckett Parris Mitchell, quando garoto
Douglas Croft Drake McHugh, quando garoto
Mary Thomas Cassandra 'Cassie' Tower, quando garota
Julie Warren Poppy Ross
Mary Scott Jinny Ross

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme

Oscar de Melhor Direção (Sam Wood)

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (James Wong Howe)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No final do século XIX, na pequena cidade de Kings Row, Parris Mitchell é um jovem que decide estudar medicina.  Ele e seu amigo de infância, Drake McHugh, continuam a manter contato, a despeito das muitas diferenças, de personalidade e do modo de ver o mundo, que os separa.  Drake é mais interessado em conquistar garotas.

Quando criança, Parris teve um rabicho por uma garota de sua classe, Cassie Tower, filha do Dr. Alexander Tower.  Depois do fracasso de uma festa de aniversário, Dr. Tower decide manter a filha presa em casa a fim de deixá-la afastada dos outros garotos.

Agora, 10 anos depois, ela é uma bela e estranha jovem.  Quando Parris decide estudar medicina com o Dr. Tower, começa a cortejá-la, tentando manter o caso escondido do severo médico.  No entanto, este descobre o envolvimento da filha, a mata e, em seguida, se suicida.  O diário, por ele deixado, revela que o pervertido médico assassinara sua esposa e cometera incesto com a filha, a fim de estudar seus efeitos psicológicos.  E que a assassinou quando ela ameaçou sair de casa para ficar com Parris.

Quando Parris vai estudar psiquiatria em Viena, Drake perde sua fortuna para um corrupto banqueiro e começa a beber.  Incentivado por Randy Monaghan, ele começa a trabalhar com a família dela na ferrovia.  Lá, sofre um acidente e cai nas mãos do Dr. Henry Gordon, um cirurgião sádico acostumado a realizar operações desnecessárias em seus desafetos.  No caso de Drake, Dr. Gordon amputa suas pernas como forma de se vingar pelo fato de supor que, no passado, ele teria desvirginado sua filha Louise.  Esta enfrenta o pai, acusando-o da monstruosidade praticada, sendo, então, trancada num quarto superior e ameaçada de internação numa instituição para doentes mentais.

Drake, deprimido, acha que não há mais razão para continuar vivendo.  Parris retorna de Viena e, ao saber do ocorrido, tenta ajudar Randy a convencer Drake de que ele tem toda uma vida pela frente.  Por outro lado, a bela Elise Sandor, uma nova residente e namorada de Parris, vinda de Viena, convence-o a contar a verdade a Drake.

Assim, Parris revela toda a verdade sobre a amputação desnecessária das pernas do amigo.  Em seguida, Drake, com um sorriso largo, abraça fortemente sua mulher e faz planos para construir uma nova casa.  Parris, feliz, deixa-os e corre para os braços de Elise.

imagem

Comentários

"Em Cada Coração Um Pecado" é um excelente filme, uma verdadeira pérola do cinema americano.  O cineasta Sam Wood parte de um ótimo roteiro, adaptado por Casey Robinson da obra do escritor Henry Bellamann, e trata de temas como assassinato, incesto, suicídio, sexo pré-marital e vingança.

Além da direção consistentemente boa de Wood, a fotografia é muito bem cuidada e a trilha sonora é belíssima.  Um outro ponto forte do filme são as magníficas atuações de Claude Rains e Ann Sheridan, seguidas pelas de Ronald Reagan, Betty Field, Charles Coburn e Robert Cummings.

CAA