Filmes por gênero

EM CARNE VIVA (2003)

In the cut
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: En carne viva (Espanha, México, Argentina)
In the Cut - Atracção Perigosa (Portugal)
In the Cut - Wenn liebe tötet (Alemanha)
Pais: Austrália, Estados Unidos, Reino Unido
Gênero: Crime, Suspense
Direção: Jane Campion
Roteiro: Jane Campion, Susanna Moore
Produção: Nicole Kidman, Laurie Parker
Design Produção: David Brisbin
Música Original: Hilmar Örn Hilmarsson
Fotografia: Dion Beebe
Edição: Alexandre de Franceschi
Direção de Arte: David Stein
Figurino: Beatrix Aruna Pasztor
Guarda-Roupa: Robert Teszar, Laura Downing, Alexis Scott
Maquiagem: Noriko Watanabe, Neal Martz, Sacred Schneidmiller
Efeitos Sonoros: Peter Miller, Dino Herrmann, Mark Ward e outros
Efeitos Especiais: Drew Jiritano, Neil Ruddy
Efeitos Visuais: Andy Brown
Nota: 6.2
Filme Assistido em: 2004

Elenco

Meg Ryan Frannie Avery
Jennifer Jason Leigh Pauline
Micheal Nuccio Pai de Frannie
Mark Ruffalo Detetive Malloy
Alison Nega Noiva do pai de Frannie
Kevin Bacon John Graham
Arthur J. Nascarella Capt. Crosley
Nick Damici Detetive Rodriguez
Sharrieff Pugh Cornelius Webb
Heather Litteer Angela Sands
Sunrise Coigney Mãe de Frannie
Daniel T. Booth Barman do 'Red Turtle'
Yaani King Aluna de Frannie
Michelle Hurst Professora na Escola de Frannie
Frank Harts Aluno de Frannie
Zack Wegner Aluno de Frannie
Patrice O'Neal Hector
Kendra Zimmerman Garçonete
Angela Frye Noiva no metrô

Indicações

Festival Internacional de Valladolid, Espanha

Prêmio Espiga de Ouro (Jane Campion)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Em Manhattan, Frannie Avery é uma professora de redação criativa que se envolve com Malloy, um detetive do Departamento de Homicídios que investiga o assassinato, de uma mulher, ocorrido nas vizinhanças.

Encorajada por sua meia-irmã Pauline, cada vez mais ela vai fundo na relação, sem amor, mas puramente sexual.

Quando uma segunda mulher aparece morta e após ser atacada por um mascarado, Frannie passa a não confiar mais em ninguém:  nem em seu aluno Cornelius Webb, que está escrevendo sobre a 'inocência' do assassino serial John Wayne Gacy;  nem no antigo namorado, John Graham, que segue cada movimento seu;  nem no próprio detetive Malloy, que passa a despertar suspeitas por conta de uma tatuagem.

As coisas ficam ainda mais difíceis e perigosas quando Frannie encontra sua irmã assassinada, nas mesmas condições das mortes anteriores.

imagem imagem imagem

Comentários

"Em Carne Viva" é um filme fraco, com uma trama meio complicada.  Realizado pela cineasta neozelandesa, Jane Campion, que também co-assina o roteiro, o filme é apresentado como um suspense policial, girando em torno de um 'serial killer', mas, na realidade, ele passa longe de uma investigação sobre as mortes que surgem ao longo da história, e se prende à uma relação puramente carnal entre uma professora de literatura e um detetive do Departamento de Homicídios de Nova York.

A exemplo de outras obras suas, Campion procura desenvolver temas mostrando as diferenças psicológicas entre homens e mulheres no que tange ao amor e ao sexo.  Nesse novo trabalho, entretanto, sua direção não se acha no mesmo nível de outros filmes seus como, por exemplo, "O Piano", de 1993.

Os diálogos são pobres.  A fotografia de Dion Beebe, ao contrário, é muito boa.  No que tange ao elenco, certamente esta não é uma das melhores atuações de Meg Ryan em papéis dramáticos.  Mark Ruffalo e Jennifer Jason Leigh, esta última num papel menor, fazem um bom trabalho.

CAA