Filmes por gênero

HERÓI POR ACASO (2002)

Monsieur Batignole
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Monsieur Batignole - Held wider Willen (Alemanha)
Una razón para vivir (Argentina)
Pais: França
Gênero: Comédia Dramática
Direção: Gérard Jugnot
Roteiro: Gérard Jugnot, Philippe Lopes-Curval
Produção: Gérard Jugnot, Dominique Farrugia, Olivier Granier
Design Produção: Jean-Louis Povéda
Música Original: Khalil Chahine
Fotografia: Gérard Simon
Edição: Catherine Kelber
Figurino: Martine Rapin, Annie Thiellement
Guarda-Roupa: Nadia Cherouk
Maquiagem: Gill Allan, Lucía Bretones-Méndez, Rachel Aboulkheir
Efeitos Sonoros: Michel Kharat, Claude Villand, Jean Gargonne e outros
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 2005

Elenco

Gérard Jugnot Edmond Batignole
Michèle Garcia Marguerite Batignole
Alexia Portal Micheline Batignole
Yves Lavandier Léon Batignole
Jean-Paul Rouve Pierre-Jean Lamour
Jules Sitruk Simon Bernstein
Violette Blanckaert Sarah Cohen
Daphne Baiwir Guila Cohen
Götz Burger Coronel SS Spreich
Sam Karmann Max Bernstein
Nadine Spinoza Rachel Bernstein
Elisabeth Commelin Irène
Hubert Saint-Macary Ten. da Polícia
Ticky Holgado Lucien Morel
Damien Jouillerot Martin
Marie-Gaëlle Cals Edwige
Karine Pinoteau Enfermeira, no trem
Christophe Rouzaud Pároco do vilarejo
Arthur Jugnot Arthur
Daniel Martin Brigadeiro Albert
Jean-Marie Winling Sacha Guitry

Prêmios

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Revelação Masculina (Jean-Paul Rouve)

Videoclipes

70 anos de cinema 70 anos de cinema

Sinopse

Paris, verão de 1942.  Na França, sob a ocupação alemã, em plena 2ª Guerra Mundial, vive Edmond  Batignole, dono de uma salsicharia.  Tendo lutado na 1ª Guerra, ele não mais se interessa pelo que agora ocorre na vida do País.  Passivo, suporta as humilhações de sua arrogante esposa e o anti-semitismo do futuro genro, Pierre-Jean Lamour, um crítico de arte e vil colaboracionista, que já mora em sua casa.

Quando Pierre-Jean delata o Dr. Bernstein, um cirurgião judeu que mora com sua família num dos apartamentos do seu prédio, Batignole nada faz.  Os Bernstein são, então, presos.  Entretanto, Simon, o filho mais novo do casal judeu, consegue fugir e volta ao apartamento da família, agora ocupado pelos Batignole, graças à ligação de Pierre-Jean com os alemães.

O aparecimento de Simon faz com que Batignole se sinta de uma certa forma culpado pelo ocorrido com a família do garoto.  Assim, para evitar problemas com o coronel SS Spreich, e como uma forma de se redimir, Edmond decide esconder Simon e suas duas primas, Sarah e Guila Cohen, ambas órfãs de guerra.  A idéia é a de mantê-los consigo por poucos dias até encontrar uma melhor solução.  Entretanto, torna-se cada vez mais difícil manter a situação, face à ligação de Spreich com seu genro.

Depois de fazer alguns contatos, Batignole inicia uma perigosa viagem com as três crianças com o fim de levá-las, em segurança, até o território neutro da Suíça.

imagem imagem imagem

Comentários

"Herói por Acaso" é um bom filme sobre a perseguição nazista aos judeus franceses, durante a 2ª Guerra Mundial.  Realizado pelo cineasta Gérard Jugnot, o filme o apresenta como diretor, co- roteirista, co-produtor e ator principal.

Embora não realize um excelente trabalho na direção, Jugnot consegue arrancar ótimas atuações das três crianças, principalmente do jovem Jules Sitruk.  No elenco, merecem ainda destaques as interpretações oferecidas pelo próprio Jugnot e por Jean-Paul Rouve.

Um outro mérito de Jugnot é o de conseguir tratar um assunto tão sério de forma tão bem humorada.  Há uma seqüência bastante cômica quando, em sua fuga para a Suiça, ele se faz passar por cirurgião quando um oficial nazista necessita urgentemente de atenção médica.

No conjunto, "Herói por Acaso" lembra inevitavelmente os bons filmes sobre a ocupação.

CAA