Filmes por gênero

O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN (2001)

Le fabuleux destin d'Amélie Poulain
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O fabuloso destino de Amélie (Portugal)
Il favoloso mondo di Amélie (Itália)
Amelie from Montmartre (USA, UK)
Amelie (Espanha, Argentina)
Die fabelhafte welt der Amelie (Alemanha)
Amélie (Canadá)
Den fabelagtige Amélie fra Montmartre (Dinamarca)
Amelie från Montmartre (Suécia)
Pais: França, Alemanha
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Jean-Pierre Jeunet
Roteiro: Guillaume Laurant, Jean-Pierre Jeunet
Produção: Jean-Marc Deschamps, Claudie Ossard
Design Produção: Aline Bonetto
Música Original: Yann Tiersen
Fotografia: Bruno Delbonnel
Edição: Hervé Schneid
Direção de Arte: Volker Schäfer
Figurino: Madeline Fontaine, Emma Lebail
Guarda-Roupa: Sylvie Bello, Véronique Élise
Maquiagem: Nathalie Tissier, Karina Gruais, D. Galichet, Vesna Estord
Efeitos Sonoros: Jean Umansky, Guillaume Leriche, Sophie Chiabaut e outros
Efeitos Especiais: Yves Domenjoud, Olivier Gleyze, Daniel Lenoir e outros
Efeitos Visuais: Alain Carsoux, Thomas Duval, Jérôme Arthuis e outros
Nota: 9.0
Filme Assistido em: 2002

Elenco

Audrey Tautou Amélie Poulain
Mathieu Kassovitz Nino Quincampoix
Rufus Raphaël Poulain, pai de Amélie
Lorella Cravotta Amandine Poulain
Serge Merlin Raymond Dufayel
Jamel Debbouze Lucien
Clotilde Mollet Gina
Claire Maurier Suzanne
Isabelle Nanty Georgette
Dominique Pinon Joseph
Artus de Penguern Hipolito
Yolande Moreau Madeleine Wallace
Urbain Cancelier Collignon
Maurice Bénichou Bretodeau
Michel Robin Sr. Collignon
Andrée Damant Sra. Collignon
Claude Perron Eva, a stripper
Flora Guiet Amélie, aos 6 anos
Amaury Babault Nino, quando criança
Eugène Berthier Eugène Koler
Sophie Tellier Tia Josette
Gérald Weingand Professor
Isis Peyrade Samantha
Philippe Beautier Carteiro

Prêmios

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Roteiro Original (Jean-Pierre Jeunet, Guillaume Laurant )

Prêmio de Melhor Design de Produção (Aline Bonetto)

Prêmios Leão Tcheco, Praga, República Tcheca

Leão Tcheco de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Direção (Jean-Pierre Jeunet)

César de Melhor Design de Produção (Aline Bonetto)

César de Melhor Filme (Jean-Pierre Jeunet)

César de Melhor Música escrita para um Filme (Yann Tiersen)

Academia do Cinema Europeu

Prêmio do Público de Melhor Diretor (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmio de Melhor Direção (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmio de Melhor Fotografia (Bruno Delbonnel)

Prêmio de Melhor Filme (Jean-Marc Deschamps, Claudie Ossard)

Sindicato Francês dos Críticos de Cinema, França

Prêmio de Melhor Filme (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmios Goya - Academia Espanhola, Espanha

Goya de Melhor Filme Europeu (Jean-Pierre Jeunet)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio Filme em Língua Estrangeira do Ano

Festival Robert de Copenhague, Dinamarca

Robert de Melhor Filme Não Americano (Jean-Pierre Jeunet)

Festival Internacional de Toronto, Canadá

Prêmio Escolha do Povo (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmios Amanda - Festival de Haugesund, Noruega

Amanda de Melhor Filme Estrangeiro (Jean-Pierre Jeunet)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Festival Internacional de Cinema de Chicago

Prêmio do Público (Jean-Pierre Jeunet)

Festival Internacional de Cinema de Edimburgo, Escócia

Prêmio do Público (Jean-Pierre Jeunet)

Círculo de Críticos de Cinema da Austrália

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Círculo dos Críticos de Cinema da Flórida, USA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios Guldbagge, Suécia

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Festival Internacional de Karlovy Vary, República Tcheca

Prêmio Globo de Cristal (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmios Lumière, França

Prêmio Lumière de Melhor Filme (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmio Lumière de Melhor Roteiro (Jean-Pierre Jeunet, Guillaume Laurant)

Prêmio Lumière de Melhor Atriz (Audrey Tautou)

Festival Norueguês do Cinema Internacional, Noruega

Prêmio Silver Clod de Melhor Filme Estrangeiro do Ano (Jean-Pierre Jeunet)

Sociedade dos Críticos de Cinema de San Diego, USA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Audrey Tautou)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Phoenix, Arizona, USA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Oscar de Melhor Roteiro Original (Guillaume Laurant, Jean-Pierre Jeunet)

Oscar de Melhor Fotografia (Bruno Delbonnel)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Vincent Arnardi, Guillaume Leriche, Jean Umansky)

Oscar de Melhor Direção de Arte - Decoração de Cenários (Aline Bonetto, Marie-Laure Valla )

Instituto Australiano de Cinema

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (Claudie Ossard)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz (Audrey Tautou )

Prêmio David Lean de Melhor Direção (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmio de Melhor Edição (Hervé Schneid)

Prêmio Anthony Asquith de Melhor Música (Yann Tiersen)

Prêmio de Melhor Filme (Claudie Ossard )

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira (Claudie Ossard, Jean-Pierre Jeunet)

Prêmio de Melhor Fotografia (Bruno Delbonnel)

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Prêmios César - Academia das Artes do Cinema, França

César de Melhor Atriz Coadjuvante (Isabelle Nanty)

César de Melhor Ator Coadjuvante (Jamel Debbouze, Rufus )

César de Melhor Atriz (Audrey Tautou )

César de Melhor Figurino (Madeline Fontaine)

César de Melhor Roteiro (Jean-Pierre Jeunet, Guillaume Laurant)

César de Melhor Fotografia (Bruno Delbonnel)

César de Melhor Som (Vincent Arnardi, Gérard Hardy, Jean Umansky)

César de Melhor Edição (Hervé Schneid )

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Filme Estrangeiro (Jean-Pierre Jeunet)

Academia do Cinema Europeu

Prêmio de Melhor Atriz (Audrey Tautou )

Prêmio do Público de Melhor Atriz (Audrey Tautou )

Prêmio do Público de Melhor Ator (Mathieu Kassovitz)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Associação dos Críticos de Cinema da Argentina

Condor de Prata de Melhor Filme Estrangeiro (Jean-Pierre Jeunet)

Círculo dos Roteiristas de Cinema, Espanha

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Prêmios Empire, Reino Unido

Prêmio Empire de Melhor Atriz (Audrey Tautou)

Prêmio Independent Spirit (Jean-Pierre Jeunet)

Prêmios Satellite, Los Angeles

Prêmio Golden Satellite de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmio Golden Satellite de Melhor Atriz em uma Comédia ou Musical (Audrey Tautou)

Prêmio Golden Satellite de Melhor Edição (Hervé Schneid)

Associação dos Críticos de Cinema de Toronto, Canadá

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Direção (Jean-Pierre Jeunet)

Círculo dos Críticos de Cinema de Vancouver, Canadá

Prêmio de Melhor Atriz (Audrey Tautou)

Sociedade dos Críticos de Cinema de Phoenix, Arizona, USA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Revelação Feminina (Audrey Tautou)

Prêmio de Melhor Fotografia (Bruno Delbonnel)

Prêmio de Melhor Atriz (Audrey Tautou)

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (Yann Tiersen )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Amélie é filha única de um médico que diagnostica nela um problema cardíaco que ela, na realidade, não tem.  Em função disso, ela nunca vai à escola e é educada em casa.  Como não chega a ter amigos, desenvolve uma rica vida imaginária.

Adulta, Amélie vai morar no bairro de Montmartre e trabalhar como garçonete num Café antiquado, com funcionários e clientes repletos de idiossincrasias.  Um de seus vizinhos é o pintor Dufayel, que vive num apartamento acolchoado porque seus ossos são tão frágeis que podem quebrar ao menor impacto.

Quando Amélie encontra uma lata repleta de brinquedos, escondida na parede de seu banheiro, ela resolve procurar seu dono, hoje adulto, e devolver os pequenos tesouros.

O resultado de sua iniciativa a convence de que, mudando um pouco o ambiente das pessoas que a cercam, ela é capaz de mudar suas vidas.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" é uma comédia, antes de tudo, onírica e terna.  Em seu trabalho, o cineasta Jean-Pierre Jeunet consegue passar toda a beleza dos pequenos prazeres e das lembranças de infância.  Jeunet nos reserva algumas cenas antológicas, entre as quais se acham os sonhos de Amélie, quando ela se imagina morta, o coração de Amélie batendo, a voz de Frédéric Mitterrand, etc.

A fotografia de Bruno Delbonnel é maravilhosa, procurando mostrar Paris com outras cores: A Gare de l'Est com toda sua beleza, um metrô agradável, o Canal Saint-Martin e as ruas calçadas de Montmartre.

Audrey Tautou cria uma Amélie absolutamente agradável e, para embalar esse mundo de sonho e magia, nada melhor que a música de Yann Tiersen.  No elenco, merecem ainda destaques as atuações de Rufus e Jamel Debbouze.

Enfim, como o próprio título sugere, o filme é fabuloso, genial, perfeito.

CAA