Filmes por gênero

O FUGITIVO (1993)

The fugitive
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le fugitif (França, Canadá)
Il fuggitivo (Itália)
El fugitivo (Argentina, Espanha, México, Uruguai)
Auf der Flucht (Austria, Alemanha)
Jagad (Suécia)
Flygtningen (Dinamarca)
Scigany (Polônia)
Беглец (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Ação, Suspense, Crime, Drama
Direção: Andrew Davis
Roteiro: David Twohy, Jeb Stuart
Produção: Arnold Kopelson
Design Produção: J. Dennis Washington
Música Original: James Newton Howard
Direção Musical: Marty Paich
Fotografia: Michael Chapman
Edição: Dov Hoenig, Don Brochu, Dennis Virkler, David Finfer e outros
Direção de Arte: Maher Ahmad
Figurino: Aggie Guerard Rodgers
Guarda-Roupa: Linda Henrikson, Jennifer Jobst, Sybil Gray, Jane Blank
Maquiagem: Peter Robb-King, Rodger Jacobs, Pat Gerhardt
Efeitos Sonoros: John Leveque, Bruce Stambler, Becky Sullivan, Zack Davis e outros
Efeitos Especiais: Roy Arbogast, Tom Ryba
Efeitos Visuais: William Mesa
Nota: 8.4
Filme Assistido em: 1994

Elenco

Harrison Ford Dr. Richard Kimble
Tommy Lee Jones Samuel Gerard
Sela Ward Helen Kimble
Julianne Moore Dra. Anne Eastman
Joe Pantoliano Policial Cosmo Renfro
Andreas Katsulas Frederick Sykes
Jeroen Krabbé Dr. Charles Nichols
Daniel Roebuck Policial Robert Biggs
L. Scott Caldwell Policial Poole
Tom Wood Policial Noah Newman
Ron Dean Detetive Kelly
Joseph Kosala Detetive Rosetti
Joseph Fisher Otto Sloan
James Liautaud Paul
David Darlow Dr. Lentz
James F. McKinsey Cirurgião
Tom Galouzis Cirurgião
Jane Lynch Dra. Kathy Wahlund
Andy Romano Juiz Bennett
Joe Guzaldo Promotor
Joan Kohn Assistente do Promotor
Dick Cusack Advogado Walter Gutherie
Miguel Nino Policial de Chicago
Nick Searcy Xerife Rawlins
Kirsten Nelson Betty
Gene Kelly .

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhores Efeitos Sonoros (John Leveque, Bruce Stambler, Becky Sullivan, Scott D. Smith, Donald O. Mitchell, Michael Herbick)

Círculo dos Críticos de Cinema de Kansas City, USA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Prêmios da MTV, Estados Unidos

Prêmio de Melhor Dupla (Harrison Ford, Tommy Lee Jones)

Prêmio de Melhor Sequência de Ação

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme (Arnold Kopelson )

Oscar de Melhor Fotografia (Michael Chapman)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Donald O. Mitchell, Michael Herbick, Frank A. Montaño, Scott D. Smith)

Oscar de Melhor Edição (Dennis Virkler, David Finfer, Dean Goodhill, Don Brochu, Richard Nord, Dov Hoenig)

Oscar de Melhor Edição de Som (John Leveque, Bruce Stambler)

Oscar de Melhor Trilha Sonora (James Newton Howard)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Direção (Andrew Davis)

Prêmio de Melhor Ator em um Drama (Harrison Ford)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Prêmio de Melhor Edição (Dennis Virkler, David Finfer, Dean Goodhill, Don Brochu, Richard Nord, Dov Hoenig)

Prêmio de Melhores Efeitos Especiais (William Mesa, Roy Arbogast )

Academia Japonesa de Cinema, Japão

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Diretor (Andrew Davis)

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Andrew Davis)

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme (Jeb Stuart, David Twohy)

Prêmios da MTV, Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator (Harrison Ford)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Preêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Ator Coadjuvante (Tommy Lee Jones)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro baseado em material previamente publicado (Jeb Stuart, David Twohy)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

O bem sucedido cirurgião vascular, Richard Kimble, é acusado de ter assassinado sua esposa, Helen, e é condenado a prisão por homicídio doloso.  Jurando inocência, afirma que lutou com o verdadeiro assassino: um homem de um braço só.

A caminho da prisão, o ônibus que o transportava sofre um acidente e o Dr. Kimble consegue escapar.  Barbado e ferido, entra despercebido num hospital, onde faz um curativo, a barba e troca de roupa.  Um dos guardas feridos no acidente o reconhece, ao dar entrada no hospital, no momento em que ele se prepara para fugir numa ambulância.

Perseguido pelo agente federal Samuel Gerard, é encurralado dentro de um túnel, mas consegue fugir através de uma rede de águas pluviais que passa no local.  Determinado, Sam não desiste e continua a caçá-lo.

Na condição de fugitivo, a única chance de Kimble é encontrar o verdadeiro culpado e entregá-lo às autoridades.  Na rua, encontra seu colega de hospital, Dr. Charles Nichols, a quem pede ajuda. Este lhe dá alguns dólares, que lhe permite alugar um pequeno quarto.

Kimble vai ao Cook County Hospital, onde, sem ser notado, consegue localizar no sistema, e imprimir, cinco nomes de pacientes que colocaram prótese num dos braços.  De posse desses dados, termina chegando a Frederick Sykes, um ex-policial, hoje trabalhando como especialista em segurança de um importante Laboratório Farmacêutico, o Devlin MacGregor.  No apartamento de Sykes, Kimble descobre uma ligação entre ele, o MacGregor e o Dr. Alexander Lentz, que esteve supervisionando o Projeto RDU-90, sobre o desenvolvimento de uma droga, Provasic.  Kimble sabia que tal projeto deveria ser descontinuado, já que ele constatara que a tal droga causava danos irreparáveis ao fígado.

Imediatamente, liga para o amigo, Nichols, a quem fala que Lentz deveria ser o responsável pela morte de sua mulher, alegando que o criminoso deve ter ido à sua casa para matá-lo, por ele saber demais sobre a farsa que era o Provasic, e não à Helen.  Na ocasião, Nichols lhe diz que Lentz morrera um ano antes de um desastre de automóvel.

Com a ajuda de sua amiga, Dra. Kathy Wahlund, Kimble descobre detalhes da operação que daria ao Laboratório MacGregor, responsável pela comercialização do produto, um lucro de  bilhões de dólares.  Descobre, ainda que, com a morte de Lentz, seu amigo Nichols era o único médico que tinha acesso ao projeto.

Kimble corre até o Shopping Hilton Towers, onde está sendo realizada uma Convenção Médica, tendo Nichols como o principal orador.  Sam e seus homens, que sempre estão no encalço do fugitivo, também chegam ao luxuoso hotel.

No Auditório, onde se realiza a Convenção, Kimble interrompe a fala de Nichols.  Este foge para a cobertura e Kimble vai atrás.  Por outro lado, Sam também se dirige à cobertura onde, finalmente, o caso é esclarecido.

imagem

Comentários

Baseado na popular série da TV dos anos 60, "O Fugitivo" segue a mesma premissa:  um médico é acusado da morte de sua mulher, foge antes de ser executado e passa a procurar o verdadeiro assassino, ao mesmo tempo em que é perseguido por um agente federal que tenta recuperá-lo.

Embora a história não tenha nada de excepcional, graças ao ótimo trabalho do cineasta Andrew Davis, às excelentes atuações dos dois principais atores e ao permanente clima de ação e suspense, o filme é imperdível.  Logo no início, há um momento incrível, no qual é mostrado o choque entre um trem e o ônibus que conduz prisioneiros para uma Penitenciária Federal.

Tecnicamente, "O Fugitivo" possui todos os ingredientes para ser considerado um excelente filme.  Aliás, o fato de ter recebido 8 indicações ao Oscar, das quais arrebatou uma estatueta pela atuação de Tommy Lee Jones, já demonstra a qualidade dessa obra de Andrew Davis.

CAA