Filmes por gênero

O GALANTE MR. DEEDS (1936)

Mr. Deeds goes to town
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Doido com juízo (Portugal)
L'extravagant Mr. Deeds (França, Bélgica)
É arrivata la felicità (Itália)
El secreto de vivir (Espanha, Argentina, México)
Mister Deeds geht in die Stadt (Austria, Alemanha)
En gentleman kommer till sta'n (Suécia)
Pan z milionami (Polônia)
En gentleman kommer til byen (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Frank Capra
Roteiro: Robert Riskin
Produção: Frank Capra
Música Não Original: Howard Jackson
Direção Musical: Howard Jackson
Fotografia: Joseph Walker
Edição: Gene Havlick
Direção de Arte: Stephen Goosson
Figurino: Samuel Lange
Guarda-Roupa: Samuel Lange
Efeitos Sonoros: John Livadary, Edward Bernds
Efeitos Visuais: Roy Davidson
Nota: 8.9
Filme Assistido em: 1956

Elenco

Gary Cooper Longfellow Deeds
Jean Arthur Babe Bennett / Mary Dawson
George Bancroft MacWade
Lionel Stander Cornelius Cobb
Douglass Dumbrille John Cedar
Raymond Walburn Walter
H. B. Warner Juiz May
Ruth Donnelly Mabel Dawson
Walter Catlett Morrow
John Wray Fazendeiro
Margaret Matzenauer Madame Pomponi
Stanley Andrews James Cedar
Dennis O'Keefe Repórter no Fórum
Ann Doran Jovem no ônibus
Irving Bacon Fotógrafo
Gino Corrado Violinista
Harry Bradley Anderson
Edwin Maxwell Douglas
Wyrley Birch Psiquiatra
Margaret McWade Amy Faulkner
Frank Austin George Rankin
Muriel Evans Theresa
Jameson Thomas Sr. Semple
Mayo Methot Sra. Semple
Jack Mower Repórter
Frank O'Connor Condutor do trem
James Conaty Auditor
George Cooper Fotógrafo

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Frank Capra)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Festival Internacional de Veneza, Itália

Prêmio Especial (Frank Capra)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme

Oscar de Melhor Roteiro

Oscar de Melhor Gravação de Som

Oscar de Melhor Ator (Gary Cooper)

Festival Internacional de Veneza, Itália

Copa Mussolini de Melhor Filme (Frank Capra)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Quando o banqueiro Martin W. Semple morre em um acidente de carro na Itália, todos querem saber quem herdará sua fortuna, avaliada em US$ 20 milhões.  Membros da equipe de John Cedar, o advogado encarregado do testamento, descobrem que o herdeiro é Longfellow Deeds, um pacato morador de Mandrake Falls, Vermont, que era sobrinho de Semple.

Cedar deixa Nova York e ruma até lá, acompanhado por Cornelius Cobb, um assessor de imprensa.  Em Mandrake Falls, vão à casa de Longfellow, mas não o encontram. A empregada os recebe cordialmente e responde às perguntas de Cedar, que fica sabendo que a principal fonte de renda de Deeds é escrever poemas em cartões, para datas festivas em geral.

Quando ele chega, Cedar lhe conta que ele acaba de herdar US$ 20 milhões.  Demonstrando uma indiferença desconcertante, Deeds fica nervoso quando Cedar lhe informa que ele terá que ir imediatamente para Nova York. A cidade inteira vai até a estação de trem para se despedir do novo multimilionário, um tocador de tuba e poeta local que agora parte para Nova York a fim de assumir as responsabilidades dos negócios do seu tio.

Uma vez lá, muda-se para uma enorme mansão, onde várias pessoas o visitam com um único objetivo: tirar parte de seu dinheiro.  Apesar de sua aparente ingenuidade, Deeds consegue livrar-se de quase todos.  Ao sentir que o novo multimilionário pensa em doar sua fortuna, Cedar se apressa para obter uma procuração que lhe permita cuidar à sua maneira dos seus negócios.

Paralelamente, MacWade, o cínico editor de um jornal, não crê na imagem que Deeds passa, de alguém simples e honesto.  Assim, encarrega Babe Bennett, uma repórter, de entrevistá-lo com explícitas instruções para fazê-lo cair no ridículo. Entretanto a agressiva e determinada Babe não consegue encurralá-lo. Ao fingir desmaiar na frente da residência dele, o galante Deeds a pega cuidadosamente e a leva para jantar.  Ela lhe conta que está desempregada e então começa a obter informações dele.

Na manhã seguinte, em sua coluna diária, ela escreve passagens distorcidas do encontro da noite anterior, no restaurante, chamando-o, inclusive, pejorativamente de "O Homem Cinderela".  Eles voltam a se encontrar e os jornais continuam a depreciá-lo, publicando inclusive fotos suas, em situações ridículas, preparadas pela maldosa jornalista.  Sem imaginar que a jovem com quem vem se encontrando é a responsável pelos artigos publicados, aos poucos ele vai-se apaixonando por ela.  Cornelius Cobb, o assessor de imprensa, pede que Deeds não fale com ninguém enquanto ele tenta remediar a situação.  É quando ele toma conhecimento que a mulher com quem está saindo é a tal jornalista.

No dia seguinte, Babe pede demissão do jornal por se sentir apaixonada por Deeds.  Entretanto, quando o procura, ele não lhe dá a chance de se explicar, por se sentir traído.  Por outro lado, seu primo, Sr. Semple, juntamente com a esposa e Cedar, dão entrada num processo contestando o testamento e declarando Deeds insano, com o intuito de pôr as mãos em sua fortuna.

A Corte se reúne para julgar o caso.  Várias são as testemunhas que se colocam a favor da tese da insanidade.  Entretanto, o testemunho de Babe é definitivo para o pronunciamento do juiz que bate o martelo após afirmar que, na opinião da Corte, ele não é apenas são, como também, o homem mais sadio que já passou por ali.

A multidão o carrega nos ombros e, ao se reencontrarem, Deeds e Babe se abraçam e se beijam.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Galante Mr. Deeds" é uma excelente comédia romântica.  Produzido e dirigido pelo grande cineasta, Frank Capra, conta a história de um jovem simples e ingênuo de uma pequena cidade que, de uma hora para outra, se vê transformado num herdeiro multimilionário e obrigado a enfrentar a corrupção e a frieza da cidade grande.

O roteiro de Robert Riskin foi baseado num seriado escrito diretamente para a revista American Mercury, tendo sido indicado ao Oscar.  Por outro lado, a direção de Capra é simplesmente perfeita, imprimindo um ritmo que mantém o espectador interessado do início ao fim.  Vários são os momentos inesquecíveis, dentre os quais se destacam as seqüências passadas no Tribunal.

Gary Cooper, indicado ao Oscar de Melhor Ator, e Jean Arthur estão maravilhosos nos papéis principais, demonstrando uma magnífica química em cena.  Destacam-se, ainda, as atuações de Douglass Dumbrille e George Bancroft.

CAA