Filmes por gênero

O HOMEM DO SPUTNIK (1959)

imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Pais: Brasil
Gênero: Comédia
Direção: Carlos Manga
Roteiro: José Cajado Filho
Produção: Cyll Farney
Música Original: Radamés Gnatalli
Fotografia: Ozen Sermet
Edição: Waldemar Noya
Figurino: Aelson Trindade
Guarda-Roupa: Euracy dos Santos
Maquiagem: Paulo Carias, Raymundo Campesatto
Efeitos Sonoros: Aloísio VIana, Paulo Eurides
Nota: 7.2
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Oscarito Anastácio Fortuna
Cyll Farney Nelson / Jacinto Boucha
Zezé Macedo Cleci / Dioclécia Fortuna
Neide Aparecida Dorinha, namorada de Nelson
Norma Benguell Bêbê
Jô Soares Espião americano
Tutuca Espião americano
Alberto Peres Repórter
Hamilton Ferreira Chefe dos espiões soviéticos
Heloisa Helena Dondoca
Hilton Gomes Reporter
Jomery Pozolli .
Grijo Sobrinho .
Abel Pera .
Fregolente .
César Viola .
Ernesto Braga .
Abdias do Nascimento .
Laura Galano .
Gilberto Luiz .
Sérgio Roberto .

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Anastácio e Cleci, pobretões, comerciantes de ovos, são surpreendidos por um estrondo em seu galinheiro. Anastácio encontra entre suas galinhas, um globo metálico.  No dia seguinte Cleci lê no jornal sobre um satélite russo, o Sputnik.  Reconhece na fotografia a mesma esfera metálica.

Anastácio leva o objeto a uma casa de penhores, onde o mostra para Dorinha, a funcionária.  Ela liga para o jornal onde trabalha seu namorado Nelson, relegado a escrever colunas sociais e lhe relata o fato.  Alberto, jornalista inescrupuloso, ouve a história e conta-a ao chefe do jornal.

Nelson consegue enganar Alberto e vai ao encontro de Anastácio.  Pede-lhe que esconda o Sputnik. Anastácio coloca-o dentro do poço.

A notícia de que o Sputnik caiu no Brasil é primeira página nos jornais.  Anastácio e Cleci, transformam-se em celebridades.  Hospedam-se no Copacabana Palace, onde recebem propostas de grupos de russos, americanos e franceses que tentam seduzi-lo, apresentando-lhe a cantora Bêbê, clone de Brigite Bardot.

Os interesses desmedidos das três nações pelo satélite, levam os dois à loucura.  Anastácio é raptado pelos franceses e Nelson pelos americanos.  Fogem e voltam para a casa de Anastácio. Russos, americanos e franceses os seguem.  Anastácio revela o local onde o Sputnik está escondido e todos se alvoroçam.

Entretanto, não encontram nada no poço. O sacristão da igreja, passando pelo local, diz que pegou o Sputnik e o transformou em para-raios para a igreja.

imagem imagem imagem

Comentários

"O Homem do Sputnik" é uma razoável chanchada sobre os absurdos da 'guerra fria'.  Realizado pelo cineasta Carlos Manga, o filme usa do humor debochado para satirizar o comportamento de americanos, soviéticos e franceses no que seria uma corrida pelo resgate de um satélite russo caído do espaço.

Oscarito, como sempre, rouba as cenas em que está presente.  Norma Bengell, belíssima em seus 24 anos, faz sua estréia no cinema como uma agente francesa, Bêbê, numa clara alusão à atriz Brigitte Bardot.  Já Jô Soares e Tutuca não passam o humor, deles esperado, ao fazerem uns bobocas espiões americanos.

Enfim, embora não seja das melhores chanchadas da Atlântida, "O Homem do Sputnik" merece ser visto.

CAA