Filmes por gênero

O HOMEM ERRADO (1956)

The wrong man
imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O falso culpado (Portugal)
Le faux coupable (França, Bélgica)
Il ladro (Itália)
Falso culpable (Espanha)
El hombre equivocado (Argentina, México)
Der falsche mann (Alemanha, Austria)
Fel man (Suécia)
Не тот человек (Rússia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Crime, Drama, Filme Noir
Direção: Alfred Hitchcock
Roteiro: Maxwell Anderson, Angus MacPhail
Produção: Alfred Hitchcock, Herbert Coleman
Música Original: Bernard Herrmann
Direção Musical: Bernard Herrmann
Fotografia: Robert Burks
Edição: George Tomasini
Direção de Arte: Paul Sylbert
Maquiagem: Gordon Bau
Efeitos Sonoros: Earl Crain Sr.
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1963

Elenco

Henry Fonda Christopher Emanuel 'Manny' Balestrero
Vera Miles Rose Balestrero
Anthony Quayle Frank O'Connor
Harold J. Stone Ten. Bowers
Charles Cooper Det. Matthews
John Heldabrand Tomasini
Esther Minciotti Sra. Balestrero, mãe de Manny
Nehemiah Persoff Gene Conforti
Lola D'Annunzio Olga Conforti
Kippy Campbell Robert Balestrero
Robert Essen Gregory Balestrero
Richard Robbins Daniel, o homem culpado
Dayton Lummis Juiz Groat
Peggy Webber Srta. Dennerly
Doreen Lang Ann James
Laurinda Barrett Constance Willis
Norma Connolly Betty Todd
Ray Bennett Policial
Henry Beckman Prisioneiro
John Caler Soldado
William Crane Jurado
Josef Draper Jurado
Olga Fabian Sra. Mank
William Hudson Ten. da 110ª Delegacia de Polícia
Maurice Manson Promotor
Helen Shields Recepcionista
Don Turner Detetive
Alfred Hitchcock Narrador

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Emmanuel 'Manny' Balestrero é um músico italiano católico, de 38 anos, que vive em Nova York com sua mulher, Rose, e seus dois filhos, Robert e Gregory.  Embora não seja rica,  a família é muito bem estruturada e feliz.  Manny trabalha todas as noites no Stork Club, um elegante clube noturno da cidade.

Em janeiro de 1953, sua mulher precisa de US$ 300 para fazer um inadiável tratamento dentário.  Como eles não dispõem dessa quantia, Manny leva a apólice do seguro de vida de Rose à "Associated Life of New York", a fim de verificar quanto pode levantar de empréstimo por conta da referida apólice.  Uma vez lá, a funcionária que o atende o confunde com um homem que, por duas vezes, assaltou à Empresa.  Assim, informa-lhe que Rose terá que vir pessoalmente, dentro de alguns dias, para assinar o contrato.  Quando ele sai, a polícia é acionada e o prende.

Os parentes se juntam e conseguem pagar a fiança estipulada pelo juiz para que Manny aguarde, em liberdade, seu julgamento.  Juntamente com Rose, Manny procura o advogado Frank O'Connor que, depois de ouvi-los, sugere-lhes que tentem se lembrar onde se achavam nas datas em que ocorreram os assaltos.

Lembrando-se que, numa das datas, achavam-se de férias num pequeno hotel, vão até lá onde confirmam a informação.  Ajudados pelo proprietário,  conseguem os endereços de dois hóspedes com os quais estiveram juntos, na época.  Entretanto, ao procurá-los, verificam que ambos se acham mortos.  A essa altura, Rose começa a dar sinais de um desequilíbrio mental, por se culpar de tudo que está ocorrendo com a família.

A situação agrava-se a ponto dela ser obrigada a se internar numa Clínica para doentes mentais a fim de ser submetida a um rigoroso tratamento.

Manny é levado, finalmente, ao júri popular.  As testemunhas começam a depor mas, por conta do comportamento de um dos jurados, o julgamento é anulado.  O advogado Frank O'Connor pede paciência a ele, pois vão ter que começar tudo de novo.  Entretanto, antes de ser marcado o novo julgamento, o verdadeiro culpado é, finalmente, preso ao tentar um novo assalto.

Livre das acusações, Manny vai à Clinica a fim de contar a novidade à Rose mas, infelizmente, ela não demonstra a menor reação.  Continuando internada, somente dois anos depois, ela finalmente consegue sair completamente curada, voltando ao seio da família.

imagem imagem imagem

Comentários

Baseado numa história verídica, "O Homem Errado" é um excelente filme.  Produzido e dirigido pelo mestre do suspense, Alfred Hitchcock, conta o drama vivido por um homem tranqüilo e bem casado que, de uma hora para outra, vê sua vida  e a de sua família virarem de cabeça para baixo quando ele é injustamente preso.

Como sempre, Hitchcock realiza um grande trabalho, no que é ajudado pela ótima fotografia em preto-e-branco de Robert Burks, pela trilha sonora de Bernard Herrmann e por um elenco de primeira grandeza.

Como na maior parte de sua obra, Hitchcock explora o aspecto psicológico de seus personagens.  Assim, paralelamente à história de Manny, em sua luta para provar sua inocência, corre a de sua esposa que, não suportando a carga desse pesadelo, desequilibra-se emocionalmente, sendo internada numa Clínica para doentes mentais.

Henry Fonda está perfeito em todos os sentidos.  Vera Miles mostra-se fantástica no papel da esposa atormentada.  Merecem ainda ser destacadas, as atuações de Anthony Quayle e Harold J. Stone.

"O Homem Errado" só não chega a ser mais uma obra-prima do mestre Hitchcock porque as cenas no tribunal e as da descoberta do verdadeiro assaltante não são tão marcantes quanto as do restante do filme.

CAA