Filmes por gênero

O HOMEM NU (1996)

imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: The naked man (USA)
L'homme nu (Canadá francês)
Der nackte mann (Alemanha)
Pais: Brasil
Gênero: Comédia
Direção: Hugo Carvana
Roteiro: Fernando Sabino
Produção: Martha Alencar, Tininho Fonseca, Carlos Alberto Diniz
Música Original: David Tygel
Fotografia: Nonato Estrela
Edição: Diana Vasconcellos
Figurino: Maria Dias
Efeitos Sonoros: José Moreau Louzeiro, José Luiz Sasso
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1997

Elenco

Cláudio Marzo Sílvio Proença
Lúcia Veríssimo Marina
Daniel Dantas Mendonça
Isabel Fillardis Marialva
Maria Zilda Bethlem Marieta
Luis Carlos Miele Sem teto
Hugo Carvana Taxista
Antônio Pedro Psicanalista
Denise Bandeira Entrevistadora da TV
Thelma Reston
Milton Gonçalves
Anselmo Vasconcelos
Aracy Cardoso
David Pinheiro .
Joel Barcellos .
Maria Pompeu .
Adriana Garambone .
Andréa Carvana .
Júlio Braga .
Maria Adélia .

Prêmios

Festival de Gramado, Brasil

Kikito de Ouro de Melhor Ator (Cláudio Marzo)

Festival do Cinema Brasileiro de Miami, EUA

Prêmio Lente de Cristal de Melhor Roteiro (Fernando Sabino )

Indicações

Festival de Gramado, Brasil

Kikito de Ouro de Melhor Filme Brasileiro (Hugo Carvana)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Sílvio Proença, pesquisador apaixonado por música brasileira, casado, 45 anos, está a caminho de São Paulo para o lançamento de seu livro sobre folclore. Proença viaja a contragosto, por insistência de seu editor, deixando no Rio sua jovem esposa, Marina. No aeroporto, encontra um grupo de músicos e antigos companheiros de copo, acompanhados de Marialva, uma linda mulher, sobrinha do bandolinista do grupo.

Uma tempestade de verão atrasa o vôo e retém no aeroporto Proença e o grupo de músicos que improvisam um sarau regado a choro e cerveja. Na alegria do reencontro com os amigos, Proença perde a viagem e o caminho de casa. O sarau prossegue no apartamento de Marialva, onde o nosso herói se entrega à música e aos encantos da morena até se reencontrar no dia seguinte, nu, numa cama em desalinho, depois de uma ardente noite de amor.

Tentando recompor na memória os fragmentos da noite passada com Marialva, Proença anda sem rumo pelo apartamento, abre a porta de entrada, vê o embrulho de pão no corredor e arrisca dois passos para pegá-lo.

A porta bate com um golpe de vento, deixando Proença do lado de for a do apartamento, num prédio que não conhece, sem conseguir entrar e completamente nu. O pânico o conduz do corredor do prédio para o elevador, do elevador para a rua. Este é apenas o início de uma louca e frenética maratona.

A notícia de que há um homem despido atacando todo mundo se alastra pela cidade. Repórteres, equipes de TV e rádio saem às ruas, entrevistando as pessoas que o viram. O homem nu, a esta altura é visto em toda parte.

Terrorista, dizem uns, está armado com granada, um tarado sexual, dizem outros.

Nu e solitário, acossado por multidões vestidas, Proença é jogado em situações ao mesmo tempo hilariantes e dramáticas na obstinada tentativa de chegar em casa, tão distante e tão aconchegante.

 A polícia se mobiliza para prender o "maníaco", que, escondido num esgoto, exausto e faminto como bicho, só aguarda que escureça, para tentar fugir do cerco, acabar com aquele pesadelo e chegar em casa. Quando, finalmente, chega em seu prédio e toca a campainha de casa…descobre que o pesadelo não terminou!

imagem

Comentários

Baseado num conto de Fernando Sabino, "O Homem Nu" é uma deliciosa comédia brasileira, para descontrair e dar umas boas risadas.  Realizado por Hugo Carvana, o filme é realmente uma agradável surpresa.

O roteiro de Fernando Sabino é muito bem construído, mantendo o espectador interessado até o fim, o que é ajudado pela ótima direção de Carvana e a magnífica atuação de Cláudio Marzo.  Aliás, é difícil pensar em "O Homem Nu" com outro ator interpretando o papel principal.

Um grande número de famosos atores brasileiros fazem participações especiais.  O próprio diretor, Hugo Carvana, que também é um dos grandes astros do cinema, teatro e televisão brasileiros, aparece numa pequena ponta, interpretando um motorista de táxi.

CAA