Filmes por gênero

ORFEU DO CARNAVAL (1959)

imagem imagem imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Orphée noir (França)
Orfeo negro (Itália, Espanha)
Black Orpheus (USA)
Sort karneval (Dinamarca)
Czarny Orfeusz (Polônia)
A fekete Orfeusz (Hungria)
Musta Orfeus (Finlândia)
Pais: Brasil, França, Itália
Gênero: Drama, Música, Romance
Direção: Marcel Camus
Roteiro: Marcel Camus, Jacques Viot
Produção: Sacha Gordine
Design Produção: Pierre Guffroy
Música Original: Luiz Bonfá, Antônio Carlos Jobim
Fotografia: Jean Bourgoin
Edição: Andrée Feix
Efeitos Sonoros: Amaury Leenhardt, Raymond Pierre Lemoigne
Nota: 9.2
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Breno Mello Orfeu
Marpessa Dawn Eurídice
Marcel Camus Ernesto
Fausto Guerzoni Fausto
Lourdes de Oliveira Mira
Léa Garcia Serafina
Ademar da Silva A Morte
Alexandro Constantino Hermes
Waldemar de Souza Chico
Jorge dos Santos Benedito
Aurino Cassiano Zeca
Elizeth Cardoso .
Agostinho dos Santos .
Modesto de Souza .
Afonso Marinho .
Arlete Costa .
Teresa Santos .

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio Palma de Ouro (Marcel Camus)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro (Marcel Camus)

Indicações

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme (Marcel Camus)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Orfeu é um condutor de bonde e sambista, comprometido com uma bela mulher, Mira.  Morando no morro, ele trabalha, às véperas do carnaval, nos últimos preparativos para o grande desfile das Escolas de Samba.

É quando conhece Eurídice, uma jovem do interior que chega ao Rio de Janeiro para encontrar-se com sua prima Serafina.  Na realidade, sua viagem é uma tentativa de se ver livre de um misterioso estranho que a vem seguindo.

Ao se conhecerem, Orfeu e Eurídice se apaixonam perdidamente.  Usando máscara e a fantasia de Serafina, Eurídice dança um sensual samba com Orfeu.  Ao tirar a máscara, ela provoca o ciúme de algumas mulheres, principalmente de Mira.

Tendo seguido os passos de Eurídice até o Rio, o estranho aproveita o carnaval para se fantasiar de 'Morte' e assim poder mais facilmente se aproximar da jovem.

A morte de Eurídice leva Orfeu a percorrer o sub-mundo carioca, bem como, a participar de uma cerimônia de macumba, numa tentativa de fazer contato com sua amada morta.

imagem imagem imagem

Comentários

Ambientado nos morros e favelas do Rio de Janeiro, "Orfeu do Carnaval" é uma versão moderna da lenda grega e uma excelente adaptação da peça "Orfeu da Conceição", de Vinícius de Moraes.

A história se passa em pleno carnaval carioca, proporcionando belas tomadas, numa explosão de luzes e cores.  A fotografia de Jean Bourgoin é um primor.  A música de Jobim e Luiz Bonfá é um dos pontos altos do filme, com clássicos como "Manhã de Carnaval" e "Felicidade".

Marcel Camus realiza um magnífico trabalho como diretor e co-roteirista, além de ajudar a difundir a música brasileira mundo afora.

No elenco, os maiores destaques ficam por conta das atuações de Léa Garcia e Lourdes de Oliveira, seguidas do ótimo desempenho da americana e mulher de Camus, Marpessa Dawn, e do trabalho desenvolvido por Breno Mello.

CAA