Filmes por gênero

OS BRUTOS TAMBÉM AMAM (1953)

Shane
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: L'homme des vallées perdues (França, Bélgica, Canadá)
Raíces profundas (Espanha)
Shane, el desconocido (México, Peru)
Il cavaliere della valle solitaria (Itália)
Mein großer Freund Shane (Austria, Alemanha)
Mannen från vidderna (Suécia)
Jezdziec znikad (Polônia)
Shane, den tavse rytter (Dinamarca)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Faroeste, Drama
Direção: George Stevens
Roteiro: A. B. Guthrie Jr., Jack Sher
Produção: George Stevens
Música Original: Victor Young
Fotografia: Loyal Griggs
Edição: William Hornbeck, Tom McAdoo
Direção de Arte: Hal Pereira, Walter H. Tyler
Figurino: Edith Head
Maquiagem: Wally Westmore
Efeitos Sonoros: Harry Lindgren, Gene Garvin
Efeitos Especiais: Farciot Edouart, Gordon Jennings
Nota: 9.4
Filme Assistido em: 1954

Elenco

Alan Ladd Shane
Jean Arthur Marian Starrett
Van Heflin Joe Starrett
Brandon De Wilde Joey Starrett
Jack Palance Jack Wilson
Ben Johnson Chris Calloway
Edgar Buchanan Fred Lewis
Emile Meyer Rufus Ryker
Elisha Cook Jr. Frank Torrey
Douglas Spencer Axel 'Swede' Shipstead
John Dierkes Morgan Ryker
Ellen Corby Sra. Liz Torrey
Paul McVey Sam Grafton
John Miller Will Atkey, barman
Edith Evanson Sra. Shipstead
Leonard Strong Ernie Wright
Ray Spiker Axel Johnson
Janice Carroll Susan Lewis
Martin Mason Ed Howells
Helen Brown Martha Lewis
Nancy Kulp Sra. Howells
Beverly Washburn Ruth Lewis

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia (Loyal Griggs )

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (George Stevens)

Oscar de Melhor Filme (George Stevens)

Oscar de Melhor Roteiro (A.B. Guthrie Jr. )

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Jack Palance, Brandon De Wilde)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Ator Estrangeiro (Van Heflin)

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (George Stevens)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Direção (George Stevens)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de um Drama Americano (A.B. Guthrie Jr., Jack Sher )

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Depois de se aposentar como pistoleiro, o misterioso Shane cavalga através das montanhas Grand Tetons, em direção à região de fronteira do Wyoming, quando encontra um pequeno rancho inserido num vale onde Joe Starrett, um trabalhador determinado, luta para construir um verdadeiro lar para sua família.  Ao ver o forasteiro, Joe lhe oferece um pouco d'água.

Quando Shane se prepara para continuar sua viagem, um poderoso barão do gado,  Rufus Ryker, chega ao local, acompanhado de seu irmão e capataz, Morgan, e de um pistoleiro, Chris Calloway.  Rufus vem exigir que Joe deixe a região, pois ele vai precisar de toda a área para transformá-la em pasto para seu gado.  Joe alega ser ele um colono com direito àquelas terras.

Marian convida Shane para jantar com eles.  Após a refeição, Joe o convida para ficar e trabalhar para ele, no que é atendido.  Os dois trabalham duro, ficando para Marian e Joey, o filho do casal de 8 anos, a responsabilidade pelo cultivo de uma pequena horta.

Ernie Wright, um dos colonos da região, comunica a Joe que está largando tudo e indo embora com a família, pois Rufus e seus homens destruíram toda a sua plantação de trigo.  Joe pede paciência a Ernie e marca uma reunião à noite com os demais colonos amigos seus.  Na hora marcada, Joe e mais seis colonos se reúnem, ocasião em que decidem ficar e tomar algumas medidas de segurança como, por exemplo, só irem ao Armazém Grafton, local freqüentado pelos homens de Rufus, em comboio.

Numa dessas idas ao Armazém, Shane que, dias antes, havia sido humilhado por Chris Calloway, o enfrenta e o derrota.  Rufus, que assistiu a tudo, fica impressionado com o desempenho de Shane e lhe oferece trabalho pagando o dobro do que ele recebe de Joe, mas o vaqueiro não aceita a proposta.

No dia 4 de julho, os colonos se reúnem para festejarem a data da independência e os 10 anos de casamento de Joe e Marian.  Durante a festa, tomam conhecimento que Rufus contratou Jack Wilson, um famoso pistoleiro de Cheyenne.

Ao voltarem pra casa, encontram Rufus e Jack a aguardá-los.  Na oportunidade, Rufus propõe comprar o rancho de Joe por um bom preço, garantindo-lhe ainda emprego para toda a família e uma pequena área para ele criar algumas cabeças de gado.  Mais uma vez, Joe não aceita a proposta, já que não abre mão de seu pedaço de terra.

Em mais uma tentativa para afugentar os colonos, Jack mata friamente Frank Torrey, quando este vai ao Armazém e, em seguida, espalha o boato de que o matou em defesa própria, já que Torrey teria sido o primeiro a sacar a arma.  Tal fato faz com que Fred Lewis, um dos colonos, comunique aos demais que está de partida com a família.  Mais uma vez, Joe conclama a todos para resistirem às ameaças de Rufus, no que é atendido, inclusive com Lewis voltando atrás em sua decisão.

Diante dessa atitude, Rufus chega à conclusão que a única forma de tirar os colonos do vale é assassinando Joe, por ser ele o cabeça dessa resistência.  Assim, pede que seu irmão, Morgan, vá até o rancho do colono e lhe diga que o está esperando no Armazém Grafton para mais uma conversa amistosa.  A seguir, ele, Jack Wilson e mais dois pistoleiros se posicionam enquanto aguardam a chegada de Joe.

Pressentindo a cilada preparada por Rufus e Wilson, Shane nocauteia Joe, despede-se de Marian e de Joey, seguindo ao encontro de Rufus.  Joey e seu cachorro de estimação correm atrás.  Uma vez no Armazém, Shane diz a Rufus que veio saber qual é a nova proposta que ele tem para Joe.  Este responde que o assunto só será tratado diretamente com o colono.  A essa altura, Jack se levanta e, ao tentar sacar a arma, Shane é mais rápido e o mata, fazendo o mesmo com Rufus e com um de seus pistoleiros.  Ao se preparar para deixar o Armazém, Shane é alertado por Joey, que havia chegado ao local, de que um quarto pistoleiro está tomando posição para acertá-lo por trás.  Ágil, como sempre, Shane consegue liquidá-lo com um tiro certeiro.

Antes de partir, despede-se mais uma vez de Joey, a quem pede que avise seus pais que a região está agora livre de armas e de ameaças.

imagem

Comentários

Baseado no best-seller  homônimo de Jack Schaefer, "Os Brutos Também Amam" é, sem dúvida, um dos melhores faroestes produzidos por Hollywood nos anos 50.  Realizado pelo cineasta George Stevens, o filme aborda temas como amizade, lealdade, honra e coragem.  Embora haja uma meia-dúzia de mortes, este faroeste gira mais em torno de princípios do que de ação.

Partindo de um excelente roteiro, assinado por A. B. Guthrie Jr., e contando com a bela fotografia de Loyal Griggs e com uma magnífica trilha sonora, Stevens realiza um trabalho exemplar na direção desse clássico.  As locações levadas a efeito na região noroeste do Estado do Wyoming, capturam ao fundo a beleza das montanhas que formam a cordilheira de Grand Tetons.

Embora em nenhum momento seja explicitado, fica patente a atração que Marion e Shane sentem um pelo outro, principalmente por parte dela.

O elenco é de primeira linha, com atuações marcantes de Van Heflin, Jack Palance e Brandon De Wilde, este último com apenas 11 anos de idade.  Merecem ainda ser mencionadas as boas atuações de Alan Ladd, Elisha Cook Jr., Edgar Buchanan, Ben Johnson e Jean Arthur.

CAA