Filmes por gênero

O SANGUE DE ROMEO (1993)

Romeo is bleeding
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Submundo (Portugal)
Romeo pris au piège (Canadá)
Triplo gioco (Itália)
Doble juego (Espanha)
La sangre de Romeo (México)
Romeo bløder (Dinamarca)
Rómeó vérzik (Hungria)
Krwawy Romeo (Polônia)
Ромео истекает кровью (Rússia)
Pais: Reino Unido, Estados Unidos
Gênero: Suspense, Crime, Ação, Drama
Direção: Peter Medák
Roteiro: Hilary Henkin
Produção: Paul Webster, Hilary Henkin
Design Produção: Stuart Wurtzel
Música Original: Mark Isham
Fotografia: Dariusz Wolski
Edição: Walter Murch
Direção de Arte: W. Steven Graham
Figurino: Aude Bronson-Howard
Guarda-Roupa: Susan J. Wright, Mark Burchard, David C. Robinson
Maquiagem: Kathryn Bihr, B Mazur, Andrea Miller, Ronnie Specter
Efeitos Sonoros: Dane A. Davis, G.W. Brown, Matthew Iadarola, Walter Murch e outros
Efeitos Especiais: Steven Kirshoff, Mark Berg, Wilfred Caban
Nota: 7.9
Filme Assistido em: 1995

Elenco

Gary Oldman Jack Grimaldi
Juliette Lewis Sheri
Lena Olin Mona Demarkov
David Proval Scully
Will Patton Martie
Gene Canfield John
Larry Joshua Joey
Annabella Sciorra Natalie Grimaldi
Michael Wincott Sal
William Duff-Griffin Paddy
James Cromwell Cage
Paul Butler Skouras
Tony Sirico Malacci
Wallace Wood Garçom
Joe Paparone Ginny
Owen Hollander Stan
Roy Scheider Dom Falcone
James Murtaugh Padre
Stephen Tobolowsky Promotor
Ron Perlman Advogado de Jack
Jay Patterson Advogado de Mona
Dennis Farina Nick Gazzara
Victoria Bastel .
Katrina Rae .

Indicações

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Lena Olin)

Prêmios da MTV, Estados Unidos

Prêmio de Melhor Sequência de Ação (Lena Olin)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Jack Grimaldi é um policial corrupto.  Trabalhando num programa de proteção à testemunha, acha seu salário baixo e decide ficar rico vendendo informações para o mafioso Dom Falcone.

Quando Mona Demarkov, uma assassina russa, mata uma testemunha e dois agentes federais, ele se sente culpado e decide cair fora, mas é impedido por Falcone que ameaça sua família e sua amante.  Sentindo-se entre a cruz e a espada, Jack se vê obrigado a aceitar a proposta US$ 65 mil que lhe é oferecida pelo mafioso para dar cabo da perigosa Mona.

Ao procurá-la no hotel, ela lhe oferece cinco vezes mais, ou seja US$ 325 mil, em duas parcelas, para que ele volte à presença de Falcone e lhe diga que o serviço foi executado.  Nesse ínterim, um corpo de mulher seria queimado e sua autópsia poderia ser facilmente comprada.  Fica, ainda, acertado que a 2ª parcela lhe será paga contra a entrega da certidão de óbito e de uma nova identidade.

Durante um enterro, Falcone cobra de Jack os resultados do negócio entre eles acertado.  Este lhe responde que ainda está dentro do prazo estabelecido e que vai procurar Mona no dia seguinte.  Para mostrar que não está brincando, Falcone ordena a dois de seus homens que cortem um dos dedos de Jack.

Com receio de que o mafioso tome atitudes mais violentas, ao chegar em casa, entrega US$ 300 mil à Natalie, sua mulher, a quem pede que viaje imediatamente para o Arizona ou o Novo México, passe a usar seu nome de solteira e consiga um emprego que não chame muito a atenção.

Depois que a mulher viaja, Jack vai ao encontro de Mona a fim de lhe entregar os documentos combinados e receber a 2ª parcela pelos serviços executados.  Após entregar-lhe uma maleta com o dinheiro, ela tenta matá-lo, mas ele reage e a fere.  Tomando a direção, ele sai em disparada, mas ela provoca um acidente, que o deixa desacordado, enquanto ela foge.

Jack é perseguido e apanhado por um grupo de homens a serviço de Mona, que o leva à presença dela.  Esta o conduz até um local isolado onde, ao abrir o porta-malas do carro em que estão, Jack encontra Falcone preso e amordaçado.  Em seguida, é por ela obrigado a cavar uma cova e enterrar o mafioso vivo.

Ao retornarem ao hotel, o quarto é invadido por policiais, que levam Jack preso.  Este é persuadido a revelar tudo o que sabe, em troca de proteção para sua segurança pessoal, de uma nova ID e de um novo trabalho em alguma pequena cidade do interior.

imagem

Comentários

"O Sangue de Romeo" é um bom filme, embora não seja nada excepcional.  Realizado pelo cineasta húngaro Peter Medák, lembra um pouco os 'filmes noirs' dos anos 40 e 50.

O roteiro, assinado por Hilary Henkin, apresenta várias falhas e algumas reviravoltas.  A fotografia de Dariusz Wolski é de boa qualidade.

No elenco, os grandes destaques são as atuações de Gary Oldman e Lena Olin, principalmente desta última, que rouba a cena sempre que se acha presente.  A seqüência em que, algemada no banco traseiro de um carro, consegue provocar um acidente e em seguida fugir, é simplesmente fabulosa.

CAA