Filmes por gênero

O TERCEIRO HOMEM (1949)

The third man
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Le troisième homme (França, Bélgica)
El tercer hombre (Espanha, Argentina, México)
Il terzo uomo (Itália)
Der dritte mann (Austria, Alemanha)
Den tredje mannen (Suécia)
Trzeci czlowiek (Polônia)
Den tredie mand (Dinamarca)
Третий человек (União Soviética)
Pais: Reino Unido
Gênero: Filme Noir, Suspense, Mistério
Direção: Carol Reed
Roteiro: Graham Greene
Produção: Carol Reed
Música Original: Anton Karas
Fotografia: Robert Krasker
Edição: Oswald Hafenrichter
Direção de Arte: Ferdinand Bellan, James Sawyer
Guarda-Roupa: Ivy Baker
Maquiagem: George Frost
Efeitos Sonoros: John Cox, Bert Ross, Red Law, Jack Drake
Efeitos Visuais: W. Percy Day
Nota: 9.4
Filme Assistido em: 1953

Elenco

Joseph Cotten Holly Martins
Alida Valli Anna Schmidt
Orson Welles Harry Lime
Trevor Howard Major Calloway
Bernard Lee Sargento Paine
Ernst Deutsch Kurtz, um barão empobrecido
Siegfried Breuer Popescu
Wilfrid Hyde-White Crabbin
Paul Hörbiger Karl
Erich Ponto Dr. Winkel
Hedwig Bleibtreu Senhoria de Anna
Alexis Chesnakov Coronel Brodsky, oficial russo
Nelly Arno Mãe de Kurtz
Karel Stepanek Ator no Teatro Josefstadt
Hannah Norbert Atriz no Teatro Josefstadt
Helga Wahlrow Atriz no Teatro Josefstadt
Martin Boddey Policial Militar russo
Geoffrey Keen Policial Militar britânico
Harold Ayer Soldado
Lily Khan Enfermeira
Paul Hardtmuth Hartman, funcionário de Hotel Sacher
Jenny Werner Hilde, empregada do Dr, Winkel
Thomas Gallagher Taxista
Walter Hertner Barman
Hugo Schuster Garçom

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Fotografia em Preto e Branco (Robert Krasker )

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme Britânico

Festival Internacional de Cannes, França

Grand Prix do Festival (Carol Reed)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Carol Reed)

Oscar de Melhor Edição (Oswald Hafenrichter )

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Filme

Grêmio dos Diretores da América

Prêmio por Direção Excepcional (Carol Reed)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Após o término da 2ª Guerra Mundial, Holly Martins, escritor americano de histórias juvenis, chega à Viena, convidado por um ex-colega de escola, Harry Lime, que lhe enviara a passagem e prometera um trabalho.  Ao procurar o amigo no endereço indicado, toma conhecimento que ele fora atropelado e morto instantaneamente, e que seu corpo saíra dez minutos antes para o cemitério.  Ato contínuo, ele se dirige ao local do funeral, onde chega a tempo de assistir à cerimônia.

Perto do túmulo, está uma bela jovem, Anna Schmidt, namorada de Harry, que após a cerimônia vai embora rapidamente.  O Major Calloway, membro da inteligência britânica, oferece carona a Martins e, em seguida, o chama para tomar um drink em um Bar.  Lá, Calloway procura tirar informações dele, dizendo-lhe que Harry era um trapaceiro e assassino procurado pela polícia.

Martins fica tão enfurecido com as acusações que, se não fosse a pronta ação do sargento Paine, uma espécie de segurança do major, teria agredido Calloway.  Este pede a Paine que leve Martins ao Sacher's, um hotel militar britânico, ao mesmo tempo em que aconselha o escritor a deixar a cidade no avião do próximo dia.

No hotel, Paine apresenta Martins a Crabin, que diz representar uma entidade cultural e que gostaria de tê-lo em uma palestra sobre o romance contemporâneo, já que seus livros são bem populares na cidade.  O convite é imediatamente aceito já que, permanecendo em Viena por mais uma semana, poderá fazer sua própria investigação para descobrir a verdade sobre a morte do amigo.

Kurtz, um barão empobrecido, procura Martins e, levando-o ao local do acidente, conta que viu quando Harry foi atropelado e que, juntamente com Popescu, um amigo comum, ouviu suas últimas palavras: 'Procure Martins, um amigo que está para chegar à Viena, e faça com que ele volte para a América em segurança'.

Martins fica intrigado ao se lembrar que a primeira informação sobre o atropelamento, obtida logo ao chegar à cidade, dizia que Harry tivera morte instantânea.  Assim, ele diz a Kurtz que gostaria de falar com Popescu, sendo informado que o mesmo, um romeno, havia deixado a cidade.  Martins pergunta, então, se ele sabe como encontrar uma bela jovem que permaneceu junto ao túmulo de Harry, durante o funeral, ao que o barão informa tratar-se de uma atriz/showgirl do Teatro Josefstadt.

De volta ao hotel, ele recebe um ticket, enviado pelo persistente Major Calloway, para o avião do dia seguinte.  Ele o devolve e diz que precisa de uma entrada para o Teatro Josefstadt.  Lá, após a sessão, Martins se apresenta à Anna.  Esta levanta a hipótese da morte de Harry não ter sido acidental, já que são muitas as coincidências suspeitas:  Harry foi atropelado pelo seu próprio motorista; o acidente foi testemunhado apenas pelos seus amigos mais próximos, Popescu e Kurtz; seu médico, Dr. Winkle, passava na hora pelo local e foi quem atestou sua morte.

Anna acompanha Martins até o apartamento de Harry, onde o porteiro que, ao ouvir o barulho dos freios do caminhão, correu até a janela, diz que, logo após o atropelamento, três pessoas correram até o corpo de Harry:  Kurtz, Popescu e um terceiro homem.

Ao voltar para casa, em companhia de Martins, Anna é presa por Calloway que, revistando o local, encontrara um passaporte falso.  Ela explica ser uma exilada russa vinda da Tchecoslováquia.  Horas depois, ao ser liberada pela polícia, ela acompanha Martins ao Clube Casanova, onde Kurtz informa que Popescu está de volta.  O romeno se apresenta a Martins e, ao ser perguntado sobre o terceiro homem, nega saber algo sobre uma terceira pessoa.

Ao passar defronte ao apartamento de Harry, Martins é procurado pelo porteiro que lhe pede para voltar à noite, pois ele gostaria de lhe falar algo.  Quando ele volta mais tarde, em companhia de Anna,  toma conhecimento de que o porteiro foi encontrado morto.  Perseguidos por populares que pensam serem eles os responsáveis pela morte do porteiro, os dois conseguem fugir e entrar num cinema.

Anna sugere que ele procure o Major Calloway e conte o ocorrido.  Mais tarde, decidido a procurar o militar, Martins toma um táxi e pede ao motorista para que o leve ao Quartel General Internacional.  Para sua surpresa, ele é levado ao Centro Cultural, onde é recebido por Crabin e por uma platéia que o aguardavam para a palestra prometida sobre o romance contemporâneo.

Depois da reunião, Martins é perseguido por dois criminosos, mas consegue fugir e chegar aos escritórios de Calloway.  Uma vez lá, ele é finalmente convencido de que seu amigo Harry estava envolvido em negócios ilícitos, responsáveis pela morte de muitas pessoas, inclusive crianças.

À noite, ele vai ao apartamento de Anna para se despedir.  Uma vez lá, ele demonstra um certo interesse por ela, mas ela não corresponde aos seus avanços.

Ao sair, ele se preocupa com umas figuras que se acham do outro lado da rua, numa área mal iluminada.  De repente, ele distingue por um momento o rosto de Harry, o terceiro homem, deduzindo que ele se fez passar por morto para não ter mais a polícia em seu encalço e, assim, poder continuar a desenvolver os seus negócios ilícitos.  Martins tenta chegar até ele, mas um carro o atrapalha.

Imediatamente, Martins informa o ocorrido a Calloway e ao Sgt. Paine.  O corpo sepultado é exumado, sendo constatado que o cadáver é de Joseph Harbin, um homem que trabalhara para Harry e que se tornou um informante junto à polícia.

Martins procura Kurtz e Dr. Winkle, os dois que estiveram na cena do atropelamento, e lhes pede para conseguir um encontro seu com Harry.  O encontro é marcado, oportunidade em que Harry oferece a Martins sociedade em seus negócios.

Ao voltar do encontro, Martins pensa em negociar a prisão de Harry em troca da liberdade de Anna, ameaçada de ser deportada para a Rússia.  No Café da Estação Ferroviária, Anna toma conhecimento dos planos de Martins, o que a deixa furiosa, já que não aceita a idéia de trair a confiança de um amigo.

Com Calloway, os planos são feitos para a prisão de Harry.  Martins vai ao Café Marc Aurel, onde aguarda a chegada do antigo amigo.  A polícia toma posição na área adjacente.  Harry aparece mas, antes de ser preso, surge Anna avisando-o da cilada.  Segue-se um tiroteio que termina com a morte de Harry, atingido por disparos de Martins.

No cemitério, todos assistem ao 2º funeral de Harry.  Após a cerimônia, Martins tenta se despedir de Anna, que o ignora.  Calloway dá uma carona ao escritor, o qual pretende deixar a cidade no vôo da tarde.

imagem

Comentários

"O Terceiro Homem" é um excelente filme britânico de suspense, no melhor estilo Hitchcockiano.  Produzido e dirigido pelo inglês Carol Reed, o filme retrata a corrupção moral, econômica e social que se seguiu ao término da 2ª Guerra Mundial, na Áustria.

Reed nos brinda com grandes momentos como a seqüência em que Martins encontra o amigo que pensava estar morto, ou a desesperada corrida pelos subterrâneos do sistema de esgoto de Viena.  Os diálogos são inteligentes, dentro de um roteiro muito bem estruturado.

O trabalho de Carol Reed é perfeito, o mesmo ocorrendo com a trilha sonora de Anton Karas e com a fotografia de Robert Krasker.  No elenco, Joseph Cotten nos brinda com uma magnífica interpretação, o mesmo ocorrendo com Orson Welles, muito embora este só apareça nos últimos 20 minutos da projeção.  Trevor Howard e Alida Valli também fazem bem as suas partes, mas o show mesmo fica por conta de Cotten e Welles.

CAA